Fisco vai mostrar aos contribuintes onde são gastos os impostos

O portal das Finanças vai disponibilizar gráficos com informação sobre a utilização da receita fiscal sempre que os contribuintes submeterem uma declaração. A medida entrará em vigor a 1 de abril.

O Portal das Finanças vai ter, a partir de 1 de abril, imagens que mostram aos contribuintes o destino dos impostos que pagam, sempre que estes submeterem uma declaração, informou esta segunda-feira o ministro das Finanças.

“É essencial os cidadãos conhecerem o destino dos seus impostos, para que compreendam também a sua função para a nossa comunidade”, referiu Mário Centeno no encerramento da conferência Cidadania fiscal 2.0, que decorreu esta segunda-feira no Ministério das Finanças.

É neste contexto que se enquadra a disponibilização de gráficos com informação sobre a utilização da receita fiscal. A medida arrancará no dia em que se inicia a entrega das declarações do IRS e permitirá às pessoas perceberem que 23% dos valores arrecadados pelo Estado se destinam à proteção social, enquanto 17% são alocados à saúde e 13% à educação.

O ministro reconheceu que, por vezes, no Ministério que tutela, se enfatiza a resolução das questões mais complexas, esquecendo-se de explicar para que servem os impostos.

“Foi num exercício deste género que pensámos: será que os cidadãos têm noção do motivo pelo qual pagam impostos? Mais concretamente: será que o Estado tem feito um bom trabalho a explicar às pessoas para onde vai o dinheiro dos seus impostos? A resposta que encontramos não nos deixou propriamente satisfeitos”, precisou.

Também com o objetivo de se reforçar e melhorar a comunicação com os contribuintes vai ser criado no seio da AT um Serviço de Apoio e Defesa dos Contribuintes. Esta é uma das 12 recomendações do grupo de trabalho liderado por João Taborda da Gama para estudar a prevenção e composição amigável de litígios entre os contribuintes e a AT.

O objetivo é disponibilizar um serviço aos contribuintes que integre o apoio ao cumprimento voluntário, o apoio ao acionamento dos meios de defesa e o tratamento das queixas.

“Queremos orientar este serviço da AT para a prevenção de litígios, para a implementação de uma estratégia eficaz de comunicação com os contribuintes e para ajudar o contribuinte a construir um meio de defesa quando seja necessário”, referiu o governante.

Além disso, salientou que, para concretizar este caminho, não é necessário começar do zero, sendo, isso sim, necessário “direcionar melhor os meios” que já existem e “criar novas valências na relação dos funcionários da AT com os contribuintes”.

No domínio da informatização e digitalização, o objetivo é continuar a reforçá-lo, mas Centeno avisou que, apesar das “enormes vantagens” que a digitalização traz, “não pode constituir um véu que afaste os contribuintes das suas obrigações e da importância de compreender todo o processo tributário”.

Na sessão de abertura da conferência, o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, referiu a necessidade de serem criadas condições para que os contribuintes sintam orgulho em pagar impostos e precisou a exigência que isso coloca não só à AT, mas também ao Governo e à Assembleia da República na necessidade de legislar melhor e de ter um sistema fiscal mais justo e equitativo.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Médicos alertam: técnica de tapar a boca com fita-cola para dormir melhor é perigosa

Chama-se "buteyko" e consiste em encontrar formas de respirar melhor pelo nariz, entre as quais fechar a boca enquanto dormimos. A tendência está a gerar um debate entre os médicos, que consideram esta técnica perigosa. Foi …

Incentivos financeiros ajudam pessoas a deixar de fumar

Fumar mata um em cada dois fumadores ávidos, mas desistir leva a grandes melhorias na saúde, aumento da esperança de vida e poupança de custos com cuidados de saúde. Pagar às pessoas para pararem de …

Há uma coisa simples que podemos fazer para combater as alterações climáticas: falar sobre o problema

A preocupação com as alterações climáticas pode ser muitas vezes um fardo solitário, mas a verdade é que não precisa de ser assim. De acordo com um novo estudo, simplesmente falar sobre o assunto com …

Em busca das duas princesas alemãs. Vaticano analisa ossários após encontrar túmulos vazios

Os trabalhos começaram esta manhã no cemitério que fica dentro das muralhas do Vaticano e foram analisados os restos dos dois ossários, explicou o porta-voz interino da Santa Sé, Alessando Gisotti. Os ossários estavam perto dos …

Miguel Pinto Lisboa é o novo presidente do Vitória de Guimarães

Miguel Pinto Lisboa foi eleito, este sábado, o novo presidente do Vitória de Guimarães, avança a imprensa portuguesa. Os números ainda não são oficiais, mas as primeiras projeções indicam que o candidato de 47 anos da …

Incêndios em Castelo Branco e Santarém. Há quatro bombeiros feridos, um em estado grave

Dois incêndios em Castelo Branco estão a mobilizar mais de 500 operacionais e 15 meios aéreos. Há estradas cortadas e aldeias evacuadas. Dois incêndios em povoamento florestal, todos no distrito de Castelo Branco, um no município …

"É contra a vontade de Deus". Família que se recusou a pagar impostos é condenada na Austrália

Uma família cristã australiana recusou-se a pagar impostos, alegando que é "contra a vontade de Deus". Em tribunal, o juiz obrigou a pagar 1,3 milhões de euros. Em 2017, na Tasmânia, uma família cristã não pagou …

David guardou uma pedra durante anos pensando que era ouro. Afinal, era bem mais raro que isso

Em 2015, David Hole estava a explorar Maryborough Regional Park, perto de Melbourne, na Austrália. Com um detetor de metais, descobriu algo fora do comum: uma rocha avermelhada muito pesada que repousava em argila amarela. Maryborough …

Quadro roubado por soldado nazi é devolvido a museu de Florença

O quadro de natureza-morta tinha sido roubado do museu por um soldado nazi como um presente para a sua esposa. Agora, o quadro foi devolvido ao museu pelos alemães. Um soldado nazi em retirada de Itália …

Um segundo. Foi o tempo que a Inteligência Artificial precisou para resolver um cubo mágico

Investigadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, desenvolveram o DeepCubeA, um algoritmo capaz de resolver o desafio do Cubo de Rubik em pouco mais do que um segundo.  De acordo com a equipa de investigadores …