Finlandeses são o povo mais feliz do mundo

A Finlândia lidera, pelo segundo ano consecutivo, um ranking da ONU das populações mais felizes, onde os investigadores dizem que os níveis de felicidade no mundo estão a diminuir.

O Relatório Mundial sobre a Felicidade de 2019, realizado pela Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, classificou, pelo segundo ano consecutivo e de entre 156 países, a Finlândia como a nação com cidadãos mais felizes, e com Portugal a surgir na posição 66, subindo do anterior lugar 77.

O relatório de 134 páginas, compilado pelos economistas John F. Helliwell, Richard Layard e Jeffrey D. Sachs, mostra que, em geral, os níveis de felicidade diminuíram em todo o mundo, apesar do crescimento económico contínuo, o que prova que a receita para a felicidade está no equilíbrio de muitas variáveis.

O índice baseia-se em fatores que incluem a riqueza económica, a expectativa de vida, o apoio social, a liberdade para fazer escolhas de vida e os níveis de corrupção governamental.

O índice, que divulgou esta quarta-feira os dados para 2018, revela que outros países nórdicos, como a Dinamarca, a Noruega e a Islândia estão bem colocados no ranking, acompanhados de Holanda, Suíça, Suécia, Nova Zelândia, Canadá e Áustria.

Os Estados Unidos caíram do 18º para o 19º lugar, apesar de terem beneficiado de uma economia em expansão nos últimos anos, acompanhando a tendência geral de menores níveis de felicidade.

A tendência, segundo os especialistas, é explicada, em parte, por quedas acentuadas na felicidade em países densamente povoados como Estados Unidos, Egito e Índia. “A tendência mundial de um declínio considerável na felicidade média, apesar do crescimento geral do PIB per capita, é prova de que medir a felicidade e a satisfação com a vida em termos de riqueza económica não é suficiente”, disse Meik Wiking, CEO da agência Happiness Research Institute, de Copenhaga, na Dinamarca, que participou do relatório.

Wiking acredita que a erosão da felicidade nos Estados Unidos pode ser atribuída a uma “crise social” em que muitos norte-americanos sentem cada vez mais que não podem confiar nos seus concidadãos e que “não têm ninguém com quem contar em momentos de necessidade”.

O especialista acrescenta que “a divisão entre ricos e pobres também cria uma erosão da coesão e da confiança entre as pessoas, que é tão vital para a sensação de segurança e, portanto, para o nível geral de felicidade do povo americano.”

Por outro lado, vários países, incluindo Portugal, revelaram um acrescento de participação em ações de solidariedade e de voluntariado, o que pode ajudar a compreender como Portugal passou do lugar 77 para o lugar 66.

Este fator de integração, de efeito positivo, contrasta com o tempo que as pessoas passam em dispositivos eletrónicos e nas redes sociais digitais, hábitos que contribuem para a baixa interação social e para menores índices de felicidade.

O fator de desenvolvimento económico também continua a ter um papel relevante no índice, comprovado pelo facto de vários países na base do índice sofrerem de graves crises e problemas económicos: o Sudão do Sul é o país menos feliz, antecedido da República Centro-Africana e do Afeganistão.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Polícias pedem comprovativos de deslocações, mas lei não permite

As forças de segurança fizeram ações de fiscalização rodoviária para controlar a circulação nas estradas. Foram pedidos comprovativos de deslocações, embora a lei não o contemple. Com o país em estado de emergência, a quarentena é …

Bebé com menos de um ano morre de Covid-19 nos EUA

Um bebé com menos de um ano morreu, nos Estados Unidos da América (EUA), vítima de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, anunciaram as autoridades do Estado de Illinois. A doença já provocou mais de …

Até as bactérias precisam de espaço. Células esmagadas desligam a fotossíntese

Quando as bactérias ficam esmagadas, podem entrar num modo de defesa e desligar a fotossíntese, concluiu uma investigação recente, levada a cabo por cientistas da University of Colorado Boulder, nos Estados Unidos. A equipa da universidade …

Siza Vieira admite aulas por canais "estilo youtube" ou TV por cabo

O Governo está a estudar soluções que garantam que todos os alunos têm acesso aos conteúdos educativos no terceiro período, adiantou o ministro da Economia. O Governo está a estudar soluções que garantam que todos os …

Retificação ao diploma do lay-off simplificado trava despedimentos

Uma retificação ao diploma inicial do ‘lay-off’ simplificado, hoje publicada, vem acautelar que nenhum trabalhador de empresas que recorra a este apoio pode ser alvo de despedimento coletivo ou extinção de posto de trabalho. O decreto-lei …

Rocha desafia teoria da escassez de oxigénio na Terra primitiva

Uma rocha sedimentar única rica em carbono, depositada há dois mil milhões de anos, deu aos cientistas novas pistas sobre as concentrações de oxigénio na superfície da Terra nessa época. De acordo com a agência Europa Press, …

As bactérias formam comunidades na nossa língua (e uma imagem revela como)

Cientistas norte-americanos descobriram que as bactérias que vivem na nossa língua têm uma organização complexa e altamente estruturada. Os micro-organismos estão em toda a parte - até no interior da nossa boca. Um novo estudo revela …

Como sobreviver ao isolamento? Astronautas explicam

Em todo o mundo, cidades e até países inteiros estão em quarentena como forma de travar a propagação do novo coronavírus, Covid-19. Alguns astronautas deixaram conselhos sobre como sobreviver ao isolamento. Para alguns, o auto isolamento …

"Indiana Jones do mundo da arte" recupera manuscrito do poeta persa Hafez

Uma das primeiras cópias do reverenciado Divan do autor do século XIV Hafez, iluminado com ouro, será leiloado no início de abril. O famoso poeta persa do século XIV, Hafez, escreveu uma coleção de versos místicos …

O palco onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda

O palco de madeira onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda. Agora, alguém poderá replicar o primeiro concerto da famosa banda. A 10 de abril, em comemoração dos 50 anos da separação da …