Filipinas deixam de comprar equipamento militar aos EUA

Noel Celis / EPA

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte

Rodrigo Duterte, Presidente das Filipinas, irá substituir o armamento dos Estados Unidos por equipamento da Rússia, Coreia do Sul e Israel.

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, anunciou que o seu Governo não irá comprar mais equipamento militar aos Estados Unidos, depois de Washington ameaçar impor sanções aos países que comprem armas à Rússia.

“Não aceitarei comprar aos EUA. Não é bom para os filipinos que lhes digam o que fazer. Não estou com raiva deles, mas eles foram os primeiros a atingir-me. E criticaram-me muito pela minha guerra contra as drogas”, declarou na quinta-feira o líder filipino, perante soldados, na província de Bulacan.

Duterte adiantou que irá substituir o armamento dos Estados Unidos, tradicional aliado político e militar, por equipamentos não só da Rússia, mas também da Coreia do Sul e Israel, países que visitou em 2018.

Um acordo militar EUA-Filipinas, negociado no ano passado, está bloqueado no Congresso norte-americano. Alguns senadores recusaram apoiar o acordo devido à violações de direitos humanos no país, no âmbito da campanha contra as drogas lançada por Duterte em 2016.

De acordo com dados oficiais, a campanha já fez mais de cinco mil mortos, mas organizações não-governamentais estimam um número ainda maior. “Se compras armas da China ou da Rússia, serás sancionado. Quando não podemos negociar com os EUA, é como se estivéssemos encurralados. É por isso que deixei claro que, nestas circunstâncias, não comprarei mais armas aos EUA”, sublinhou o líder filipino.

Em contraste com as declarações do Presidente, o secretário da Defesa, Delfin Lorenzana, anunciou no mês passado que as Filipinas comprariam 16 helicópteros Black Hawk aos EUA por cerca de 208,2 milhões de euros, em vez de equipamento russo mais barato, para evitar sanções.

As Filipinas planeiam gastar cerca de 5,6 mil milhões de dólares, cerca de 4,9 mil milhões de euros, nos próximos cinco anos para melhorar a sua capacidades de defesa, e assim substituir os navios de guerra da Segunda Guerra Mundial e os caças e helicópteros da altura da Guerra do Vietname, herdados dos EUA.

No ano passado, o país adquiriu jatos de caça sul-coreanos, navios logísticos indonésios e veículos blindados e mísseis israelitas.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Berardo admite chamar Constâncio para testemunhar a seu favor

Joe Berardo colocou a hipótese de chamar Vítor Constâncio a testemunhar a seu favor no processo que a Banca lhe moveu. O ex-governador do BdP defende que a CGD deveria ter agido antes da queda …

Recandidatura de Trump arranca com despedimentos de responsáveis por sondagens negativas

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apresenta esta terça-feira a sua recandidatura à Casa Branca pelo Partido Republicano, num comício que juntará 20 mil pessoas em Orlando, Flórida, e numa altura em que sondagens …

Atlético ganhou a corrida. João Félix vai para Madrid

João Félix deverá mesmo rumar ao Atlético de Madrid. Segundo escreve a imprensa desportiva esta terça-feira, os colchoneros adiantaram-se na corrida pelo avançado de 19 anos e estarão mesmo dispostos a bater a cláusula de …

Freira e Diocese de Fátima disputam imóveis de 5 milhões de euros

É uma "guerra" que corre pelos tribunais há 11 anos e que envolve um património imobiliário avaliado em 5 milhões de euros. Podia ser mais uma história comum de desaguisados na justiça, não fosse o …

Fim das taxas moderadoras custa mais de cem milhões de euros por ano

O diploma aprovado, na última semana, no Parlamento para acabar com a maioria das taxas moderadoras vai custar ao Estado mais de cem milhões de euros por ano. O projeto de lei do Bloco do Esquerda …

Tancos. Detetada discrepância na listagem de lança-granadas

O CDS alega diferenças entre as listas comunicadas pelo Exército e entregues pela Polícia Judiciária Militar ao Ministério Público e quer alterar relatório final sobre Tancos. O CDS alegou existir uma diferença de 80 lança-granadas …

Rio defende inocência de Álvaro Amaro e critica julgamentos na praça pública

O presidente do PSD defendeu esta segunda-feira, em Viana do Castelo, o respeito pelo princípio de presunção de inocência para todos os portugueses e criticou julgamentos "na praça pública", referindo-se ao processo que envolve o …

Campanha para ajudar Miguel Duarte já angariou mais de 30 mil euros

A campanha de crowdfunding para ajudar Miguel Duarte, acusado pela justiça italiana de auxílio à imigração ilegal, já angariou quase 30 mil euros. Para surpresa de Miguel Duarte, o objetivo inicial da campanha de crowdfunding lançada no …

Misteriosas ilhas artificiais na Escócia são mais antigas que Stonehenge

Arqueólogos da Universidade de Southampton, que trabalharam com colegas da Universidade de Reading e com o arqueólogo local Chris Murray, descobriram que alguns "crannogs" escoceses datam do período neolítico - muito mais antigos do que …

Greves da Soflusa e Transtejo desconvocadas

A secretária-geral e responsável pela comunicação da Soflusa, Margarida Perdigão, confirmou esta segunda-feira que as greves da empresa de transportes foram desconvocadas. As greves tinham início marcado para terça-feira. Os sindicatos assinaram um protocolo que vai …