Fica mais barato ter robôs a embalar batatas que aumentar salários na McDonalds

Spyro1997 / DeviantArt, skynet_04 / Flickr

-

A polémica declaração é de Ed Rensi, antigo presidente da multinacional de fast-food McDonald’s, e para já é “apenas um protesto”. Mas há quem esteja a testar a ideia.

Segundo Ed Rensi, “fica mais barato comprar robôs de 35.000 dólares do que contratar empregados, não tão eficientes, e pagar-lhes 15 euros por hora para embalar batatas fritas”.

A afirmação de Rensi surge na sequência da campanha em curso nos Estados Unidos para estabelecer o pagamento de um salário mínimo de 15 dólares por hora aos empregados da restauração fast-food.

Segundo a revista Forbes, Rensi clarificou que estas afirmações “eram um simples protesto, não propriamente uma linha de orientação” para uma nova estratégia neste sector da economia.

Mas uma tal nova estratégia, ainda segundo Rensi, poderá vir a envolver todas as áreas da economia americana que actualmente dão a emprego a trabalhadores “indiferenciados ou pouco qualificados”.

No actual paradigma, o ex-presidente da McDonald’s deixa no ar o alarme: no dia em que entrar em acção um verdadeiro exército de robôs, o desemprego poderá disparar.

Mas a McDonald’s não é a única empresa à procura de soluções neste capítulo.

Segundo diversos órgãos de informação na área de economia, várias cadeias de restaurantes estão a implementar soluções para fazer face à previsível subida do salário mínimo dos empregados ligados à restauração.

Entre estas empresas estão a Car’ls Jr., a Hardee’s e a Wendy’s, que estão a testar modelos de restaurantes em que os automatismos desempenhem a uma grande parte das funções actualmente desempenhadas por humanos.

Curiosamente, na China, dois dos restaurantes que contrataram robôs como empregados de mesa já encerraram – e um terceiro continua aberto, mas foi obrigado a despedir os seus robôs por “não saberem trabalhar”.

Entretanto, algumas destas experiências já chegaram mesmo a Portugal.

É o caso, na própria McDonald’s, dos postos de encomenda automática que a empresa já instalou em quase todos os restaurantes.

Para já, o sistema ainda requer mais funcionários no local a explicar como funciona, do que os que seriam necessários a atender os pedidos.

Mas tal será uma situação seguramente temporária, até ao dia em que nos habituemos a usar os enormes écrãs interactivos.

E nesse dia, mal nos lembraremos de que “antigamente” havia pessoas ao balcão a perguntar se queríamos ketchup.

ZAP / TCP

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Se fosse por mim, dispensava tudo quanto é pessoa, e acostumava os robôs a consumir (e pagar) essa maravilhosa comidinha de plástico que produzem.

  2. Ora nem mais…
    Mas infelizmente a grande, grande, maioria não passa duma carneirada…
    Se bem publicitada, até pagavam para comer merdda!!!

  3. Moral da historia, não contratam mais pessoas, compram-se máquinas, como as pessoas não tem emprego, não tem dinheiro para ir ao McDonald’s e as batatas fritas ficam para o Ed Rensi.

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …