Festival de Berlim admite papel ativo do seu fundador na propaganda nazi

Photo Tractatus / Flickr

O ministro da Propaganda da Alemanha nazi, Joseph Goebbels, a premiar uma criança – Willi Huebner -, com a Cruz de Ferro. As crianças foram amplamente recrutadas durante a última defesa de Berlim, em 1945

A investigação do festival de cinema de Berlim, sobre o passado nazi do seu fundador e primeiro diretor, Alfred Bauer, concluiu que este foi um alto-funcionário do regime de Hitler, sob a tutela direta de Joseph Goebbels.

Realizada por iniciativa da Berlinale, a investigação comprovou o papel ativo de Alfred Bauer na direção da máquina nazi de apoio à produção cinematográfica, dependente do Ministério da Propaganda de Joseph Goebbels, assim como a sua determinação em eliminar vestígios desse passado, após a morte de Adolf Hitler e a queda da Alemanha Nazi, no termo da II Guerra Mundial.

“O papel de Bauer na direção-geral do cinema do III Reich foi mais relevante do que se pôde supor” até agora, reconheceu a direção da Berlinale, numa mensagem divulgada na quarta-feira, citada na quinta-feira pela agência Lusa.

As suspeitas sobre o passado nazi de Bauer surgiram em janeiro, pouco após a apresentação da 70.ª edição do Festival Internacional de Cinema de Berlim, a primeira sob a direção colegial do programador italiano Carlo Chatrian e da curadora neerlandesa Mariette Rissenbeek.

Uma investigação do jornal Die Zeit concluiu na altura que Alfred Bauer tinha ocupado um cargo dirigente no partido nazi de Hitler.

O prémio com o seu nome, o terceiro mais importante do certame, foi desde logo retirado da 70.ª edição do festival, realizada em fevereiro, e foi dado início a uma investigação independente, entregue ao Instituto de História Contemporânea (IfZ) da Alemanha.

A direção da Berlinale encarregou o IfZ de levar a investigação o mais longe possível, quanto às revelações que comprometiam o festival nascido no pós-guerra, com apoio dos aliados ocidentais.

Os factos colocam Bauer num cargo de topo da Direção-Geral de Cinema do III Reich, criada em fevereiro de 1942, pelo ministro Joseph Goebbels, o ‘braço direito’ de Hitler para a propaganda nazi. Na altura, Bauer completava 30 anos.

st3pp3nw0lf / Flickr

A cidade de Dresden é frequentemente palco de confrontos entre manifestantes neonazis e antifascistas

Este organismo tinha por objetivo não só alimentar essa propaganda, mas também promover o controlo dos profissionais, como atores, realizadores, argumentistas, todo o pessoal técnico, e de verificar a sua ligação ao regime, o seu passado, antecedentes familiares e interesses pessoais.

O historiador Tobias Hof, que dirigiu a investigação, sublinha, nas conclusões, que Bauer contribuiu ativamente para o funcionamento, estabilização e legitimação do nazismo, através das suas funções, e que tal facto não o impediu de seguir uma carreira no cinema, após a II Guerra Mundial.

Segundo os dados agora desvendados, em 1933, ano da chegada de Hitler ao poder, o futuro diretor da Berlinale fez parte das brigadas SA, conhecidas pelas ações de extrema violência que sustentaram a afirmação inicial de Hitler e, em 1937, aos 25 anos, passou a militante do Partido Nacional Socialista (NSDAP).

A investigação comprovou igualmente que, após a II Guerra Mundial, Bauer passou incólume pelo programa de desnazificação das forças aliadas (1945/1947), falseando o passado, com uma teia de “meias verdades”, ocultando a sua proximidade a Goebbels e chegando mesmo a construir uma imagem de inimigo do regime de Hitler.

Estas revelações levaram a codiretora do festival Mariette Rissenbeek a interrogar-se sobre “personalidades que marcaram a cultura alemã do pós-guerra” e a sublinhar a necessidade de “prosseguirem as investigações”, nesta parte da história do cinema alemão.

Para Rissenbeek, os factos desvendados “constituem um elemento importante no processo de compreensão do passado nazi das instituições culturais fundadas após 1945”.

Alfred Bauer morreu em 1986, com 74 anos. O prémio com o seu nome, entregue pela primeira vez no ano seguinte, em homenagem ao fundador do certame, destinava-se a distinguir os filmes mais inovadores do cinema, e os seus autores.

Os realizadores Alain Resnais, Andrzej Wajda, Denis Côté, Léos Carax, Lucrecia Martel e Zhang Yimou foram alguns dos distinguidos com o prémio, à semelhança do português Miguel Gomes, pelo seu filme “Tabu”, em 2012. Realizada todos os anos, em fevereiro, a Berlinale é um dos principais festivais de cinema da Europa, a par de Cannes e Veneza.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Radiotelescópio encontrou a sua primeira estrela morta giratória. É um "farol cósmico gigante"

Com a ajuda de um radiotelescópio de baixa frequência na Austrália, uma equipa de astrónomos descobriu um pulsar - uma estrela de neutrões densa que gira rapidamente, enviando ondas de rádio para o cosmos. Pela primeira, …

FC Porto 1-0 Guimarães | Dragão já vê Sporting no horizonte

O Porto venceu no fecho da 28ª jornada da Liga NOS pela margem mínima, na recepção ao Vitória SC, e conseguiu o principal objectivo, que passava por somar os três pontos e reduzir para quatro …

Italiano faltou ao trabalho durante 15 anos, mas ganhou quase 600 mil euros

Um funcionário de um hospital no sul de Itália recebeu o salário durante 15 anos, apesar de nunca ter aparecido para trabalhar. De acordo com a polícia italiana, citada pela cadeia televisiva CNN, Salvatore Scumace está …

Google ficou sem o domínio na Argentina (e Nicolás achou que ia ser o novo dono)

Na última quarta-feira, um jovem argentino achou que ia ficar rico à custa da distração da Google no seu país. Acabou por não acontecer e tudo ficou resolvido. "Que pague a dívida externa", "que compre vacinas", …

Lola, a robô humanóide, dá "passos de bebé" (e equilibra-se com as mãos)

Uma equipa de cientistas está a ensinar a robô humanóide Lola a dar "passos de bebé", equilibrando-se com as suas mãos em vários pontos de contacto. Há muito tempo que os investigadores estudam a locomoção de …

Presidente da República veta decreto sobre inseminação post mortem

O Presidente da República vetou, esta quinta-feira, o decreto do Parlamento sobre inseminação post mortem, considerando que suscita dúvidas no plano do direito sucessório e questionando a sua aplicação retroativa. Na mensagem dirigida à Assembleia da …

Primeiro-ministro francês está a receber centenas de peças de lingerie no correio

O primeiro-ministro francês tem estado a receber roupa interior feminina na sua caixa de correio. Foi a forma encontrada pelas lojas de lingerie para protestarem contra as restrições da pandemia que as obrigam a estar …

Inteligência artificial "identifica" autores dos Manuscritos do Mar Morto

Investigadores da Universidade de Groningen, nos Países Baixos, recorreram à inteligência artificial para concluir que os Manuscritos do Mar Morto foram redigidos por vários escribas, o que abre uma "nova janela" para o estudo do …

Inteligência Artificial vai ajudar a identificar fontes de poluição no Bangladesh

A produção de tijolos é uma fonte de poluição que ameaça a saúde da população e do planeta, mas regular esta indústria pode ser uma tarefa difícil para as autoridades. Para resolver o problema, uma …

Portimonense 1-5 Benfica | "Águia" arrasa em solo algarvio

O Benfica regressou aos triunfos depois de ter vencido o Portimonense por 5-1, numa partida relativa à 28.ª jornada da Liga NOS, após o desaire registado na recepção ao Gil Vicente.  Porém, não foi um duelo …