Festas ilegais de réveillon no Algarve podem ser foco de infeção. PSP vai estar atenta

As novas restrições para a passagem de ano deverão fazer com que aconteçam festa ilegais de réveillon no Algarve. A PSP vai reforçar o efetivo e estar atenta.

Em 2020, a passagem de ano vai ser obviamente diferente daquilo a que estamos habituados. O Governo impôs restrições à circulação na via pública a partir das 23h do dia 31 de dezembro e o encerramento da restauração a partir das 22h30. No Algarve, receia-se que possam haver festa ilegais de réveillon, mas a PSP está atenta à situação.

“Estaremos a desenvolver operações relativamente às entradas nas cidades e também vamos tentando perceber se há festas organizadas para um elevado número de pessoas para que antecipadamente possamos intervir”, adianta o comandante da divisão da PSP de Faro, Hugo Marado.

Em declarações ao semanário Expresso, o agente policial avança que “claramente vai haver um reforço” de meios na passagem do ano. Para além do serviço de patrulha e trânsito, vai ser mobilizado o corpo de intervenção e as equipas de intervenção rápida. Hugo Marado diz que um dos focos será a deteção de festas ilegais.

“Tenho a certeza que haverá festas particulares à margem das restrições, não é preciso ser bruxo para saber que isso vai acontecer”, diz o presidente da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), Elidérico Viegas.

Com as novas restrições do Governo, os poucos hotéis da região que se mantêm abertos estão a registar um grande fluxo de cancelamentos. O presidente da AHETA lamenta as consequências das restrições numa altura em que o setor atravessa grandes dificuldades e em que “o fim do ano era esperado como um balão de oxigénio para os hotéis do Algarve”.

“O que se pode afirmar é que, com estas restrições, o fim de ano está completamente comprometido no Algarve, não vale a pena dourar a pílula”, acrescenta Elidérico Viegas.

Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Festas ilegais? – Oh diabo, dizem que está a ser preparado um grandioso baile de passagem de ano algures, na latitude entre o mondego e o douro, mas com todas as etiquetas e protocolos sanitários atinentes à covid: uso de máscara reforçada (uma máscara por cima de outra, excepto à refeição, distância rigorosa de dois metros, com desinfeções assíduas de pontos de uso comum, como sanitários, etc. Diz-se muita coisa e o mais provável é que seja mais um boato, mas, a ser verdade, pelo menos o menu é de fazer crescer água na boca: tem entradas das que se usam de norte a sul do país, bacalhau frito com cebola e pimento vermelho, acompanhado de batata frita na hora às rodelas, truta recheada com alcachofras e pedacinhos de toucinho em vinha de-alhos, acompanhada de couve lombarda e brócolos salteados em azeite com especiarias, lagosta recheada com creme que, entre outras coisas, terá pedacinhos de variados frutos tropicais; depois, segue-se um delicioso cabrito estufado com arroz ao forno e, para quem não gostar, peru assado recheado com batata assada e saladas diversas, tudo regado com os melhores vinhos brancos e tintos das principais regiões demarcadas e, ainda cerveja manual, refrigerantes e águas diversas; finalmente, uma variedade enorme de doçarias das que se usam de norte a sul do país, acompanhadas de möet chandon para toda a gente, finas aguardentes e uísques, café, chá, etc. Depois da meia noite, ficam disponíveis, sem restrições, a doçaria, vinhos espumantes e toda a panóplia de bebidas mais comuns, excepto o möet chandon. O Baile é para portugueses e espanhóis vizinhos e será abrilhantado por dois grupos musicais de grande estatuto, um português e outro espanhol. O preço rondará entre os 300 e 400 Euros e só serão admitidas pessoas com mais de 18 anos até aos 70, que devem levar par de sexo oposto, embora na festa possam fazer as trocas que entenderem com outro par de sexo oposto. Os convites e divulgação começaram a ser feitos já no próximo dia 25 por rádios-amadores, que usarão encriptografia para preservar as pessoas e toda a logística. Se as autoridades, nomeadamente as policiais, portuguesas ou espanholas, eventualmente intervirem todos ficam obrigados a acatar as suas intimações, ordeiramente e sem distúrbios. Prevê-se que no baile participem à volta de 350 pessoas.
    Só pode ser uma brincadeira, embora se perceba e necessidade de convívio das pessoas, que tão fartas estão de sofrer, para mais nas zonas raianas.

RESPONDER

Garcia de Orta alerta para risco de pré-catástrofe. Hospital de Loures com doentes ventilados na urgência

O Hospital Garcia de Orta (HGO), em Almada, apresentava, este sábado, um total de 169 doentes com covid-19 internados, dos quais 18 em cuidados intensivos. Já o Hospital de Loures tinha 187 doentes com covid-19 …

Os novos robôs da Samsung fazem pequenas tarefas domésticas (e ainda lhe servem um copo de vinho)

O Samsung Galaxy S21 não é a única surpresa que a empresa tem preparada para 2021. A Samsung apresentou algumas propostas de robôs domésticos, na primeira grande feira de tecnologia do ano. A Samsung levantou um …

Cientistas desenvolveram mini-cérebros (quase) humanos

Cientistas norte-americanos enviaram para a Estação Espacial Internacional (EEI) aglomerados de células nervosas, chamadas de mini-cérebros, que estão, agora, a desenvolver-se de formas que os investigadores não imaginavam ser possível. Os organóides foram criados a partir …

Um medicamento comum utilizado para tratar a diarreia pode ajudar a combater células cancerígenas agressivas

Um fármaco comum prescrito para tratar a diarreia pode ajudar a combater um tipo agressivo de cancro cerebral (glioblastoma), sugere uma nova investigação levada a cabo pela Universidade de Frankfurt, na Alemanha. Em causa está …

"Bola de fogo" cruzou o céu sobre o Mediterrâneo a 105 mil quilómetros por hora

Uma "bola de fogo" atravessou o mar Mediterrâneo e o norte de Marrocos na noite de quarta-feira, a 105.000 quilómetros por hora. A bola de fogo foi observada por um projeto científico espanhol a uma velocidade …

Duterte rejeita que a filha o vá suceder na liderança das Filipinas. "Isto não é para mulheres"

O líder das Filipinas, Rodrigo Duterte, descartou, na quarta-feira, a hipótese de a filha o vir a suceder no próximo ano, acrescentando que a presidência não é tarefa para uma mulher por causa das …

"Uma memória a flutuar no oceano." Encontrada, dois anos depois, uma mensagem numa garrafa

Uma mensagem no interior de uma garrafa sobreviveu a uma viagem de dois anos pelo oceano. Recentemente, chegou às mãos de um ativista ecológico, enquanto limpava uma praia da Papua Nova Guiné. Em novembro do ano …

As células imortais de Henrietta Lacks revolucionaram a Ciência

O ano de 1951 foi muito importante no campo da biotecnologia e, surpreendentemente, tudo começou com a chegada de Henrietta Lacks a um hospital norte-americano. Descendente de escravos, Loretta Pleasant nasceu a 1 de agosto de …

Humanidade não será capaz de controlar máquinas superinteligentes, avisam cientistas

Uma equipa de investigadores do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano sugere que seria impossível controlar máquinas superinteligentes. A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) continua a evoluir de vento em popa, enquanto alguns cientistas e …

Em 1950, a vacinação em massa salvou a Escócia

Em 1950, Glasgow, na Escócia, viu-se a braços com um surto de varíola e o cenário era muito semelhante ao que vivemos hoje: as autoridades sanitárias tentavam rastrear todos os contactos de pessoas portadoras do vírus, …