Ferrovia 2020 só estará pronta no fim de 2023. Até agora, Governo apenas cumpriu uma das 20 obras

Miguel A. Lopes / Lusa

O programa Ferrovia 2020, que prevê a renovação das linhas de comboio portuguesas, deveria ficar pronto até ao final deste ano. Porém, quatro anos depois, das 20 obras prometidas, o Governo apenas cumpriu uma.

O programa foi apresentado há quatro anos por Pedro Marques, o então ministro do Planeamento e das Infraestruturas. O Ferrovia 2020 iria renovar por completo as condições ferroviárias portuguesas nas linhas de norte a sul do país até ao fim deste ano. Porém, não só isso não aconteceu, como não vai acontecer dentro do prazo previsto.

Dos 20 empreendimentos planeados, apenas um está totalmente concluído – a renovação integral de via do troço Alfarelos-Pampilhosa, na linha do Norte – e outros dois estão quase terminados – os troços Caíde-Marco, na linha do Douro, e Nine-Viana do Castelo, na linha do Minho -, faltando-lhes a sinalização eletrónica. Dos restantes 17, só três estão em obra – a construção da nova linha entre Évora e Elvas e a modernização dos troços de Viana do Castelo-Valença e Covilhã-Guarda.

De acordo com o jornal Público, dos 1193 quilómetros de linha de comboios programados, apenas 11% ficaram prontos. Além disso, dos 2.700 milhões de euros de investimento prometidos pelo Governo para o programa, até ao momento, apenas 330 milhões foram mobilizados.

As obras nas linhas do Oeste, Douro e Algarve são as que estão mais atrasadas. Na linha do Oeste, ainda não foi lançado concurso público para as obras entre Meleças e Caldas da Rainha; na linha do Douro, a eletrificação até à Régua deveria ter sido concluída em 2019, mas só deverá acontecer daqui a três anos, devido a uma mudança de projetista; e, na linha do Algarve, o projeto de eletrificação vai ter de ser sujeito a uma avaliação do impacto ambiental.

Quanto à modernização da Linha do Norte, a Infraestruturas de Portugal (IP) admite que não trará grandes melhorias na ligação entre Lisboa e Porto, uma vez que passará a ser feita em duas horas e 39 minutos, em vez de duas horas e 44 minutos, pois não estão previstas alterações no traçado, apenas otimizações no canal ferroviário existente.

Em entrevista ao Diário de Notícias, o vice-presidente da IP, Carlos Fernandes, avançou que a data para a conclusão das obras do Ferrovia 2020 é 31 de dezembro de 2023.

Entretanto, a IP já se está a preparar para o próximo pacote de obras ferroviárias, o PNI2030. “Já estamos a pensar no próximo programa, que vai permitir construir novos troços, aumentar a capacidade de transporte de mercadorias, aumentar a velocidade de circulação e até chegar aos aeroportos. São objetivos mais ambiciosos e que se somam ao Portugal 2020”, rematou.

ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Só retórica e manobras de propaganda do xuxalismo de miséria que temos. Deviam ler o texto do Professor Abel Mateus para se perceber o que é o xuxalismo que só traz miséria e fome…Vejam a Venezuela, Cuba, Koreia do Norte, onde o xuxalismo ainda impera…

RESPONDER

"Tão lentamente quanto humanamente possível". Site simula como era usar a Internet nos anos 90

Se é jovem e gostaria de experimentar as velocidades lentas da Internet dos anos 90, está com sorte. Um novo site simula a experiência dolorosa à qual já não estamos habituados com as redes atuais. Nos …

Novembro vai ser “muito duro e muito exigente” (e fechar escolas seria uma "grande falta de respeito")

O primeiro-ministro, António Costa, avisou hoje que “convém não criar falsas expectativas”, porque novembro vai ser “muito duro e muito exigente”, sendo maior a probabilidade de, daqui a 15 dias, acrescentar mais concelhos à lista …

O Torsus Praetorian é o autocarro mais radical de sempre (e não permite faltas à escola)

Cheias, árvores caídas ou tempestades. Há muitas razões para faltar à escola ou, neste caso, haviam. É que a Torsus lançou um novo autocarro capaz de enfrentar todos os obstáculos e transportar as crianças até …

Spot, o cão-robô, visitou Chernobyl (e analisou os seus níveis de radiação)

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Bristol visitou a Central Nuclear de Chernobyl na semana passada para testar Spot, um robô de quatro patas feito pela empresa norte-americana Boston Dynamics. O Spot é o robô …

Sangue de porco é mais proteico do que qualquer proteína do mercado (e pode ser consumido em smoothies)

Uma equipa de investigadores do departamento de ciência alimentar da Universidade de Copenhaga desenvolveu um método para extrair proteínas do sangue de porco. O resultado é um pó fino, branco, com sabor neutro e com …

Costa anuncia cinco medidas restritivas para 121 concelhos "de elevado risco" e reforços da capacidade de resposta

Após um Conselho de Ministros extraordinário que durou mais de 8 horas, o primeiro-ministro anunciou este sábado novas "medidas imediatas" de combate à pandemia de covid-19. Concelhos "de elevado risco" estão sujeitos a medidas restritivas, …

Escola na China transformou-se num "edifício andante" para evitar a demolição

Os residentes da cidade chinesa de Xangai que, no início deste mês, passaram pelo distrito de Huangpu podem ter encontrado uma visão incomum: um "edifício andante". De acordo com a cadeia de televisão CNN, uma escola primária …

Joke Boon, a chef holandesa que não tem olfato nem paladar

Joke Boon perdeu o paladar e o olfato quando ainda era criança, mas isso não a impediu de viver da culinária, área na qual estes requisitos são, à partida, essenciais.  "Como seria a minha vida se …

Portugal com mais 39 mortos, mais 4007 casos e recorde de internamentos graves

Portugal registou hoje 39 mortos e mais 4.007 casos de novas infeções pelo novo coronavírus, tendo alcançado um novo recorde de 286 doentes internados nos cuidados intensivos por covid-19, segundo a Direção-Geral da Saúde. Registou-se este …

Leiloada carta de Nobel antissemita a desprezar Einstein e os judeus

Uma carta escrita em 1927 pelo Prémio Nobel Philipp Lenard a um colega a reclamar das conquistas de Einstein e do suposto domínio judaico da ciência foi a leilão no Nate D. Sanders Auctions, em …