Fernando Medina de pedra e cal em Lisboa. Carlos Moedas não ameaça socialista

Numa sondagem feita pela Intercampus para o jornal Novo, a coligação PSD-CDS surge mais de 20 pontos percentuais abaixo do provável recandidato socialista. 

Fernando Medina poderá reforçar em cinco pontos percentuais a votação que teve em Lisboa nas últimas eleições autárquicas. Se se vier a confirmar, a coligação liderada por Carlos Moedas perderá seis pontos em relação a 2017.

Estas são as conclusões de uma sondagem feita pela Intercampus para o jornal Novo. Os números colocam Fernando Medina (candidato do PS) na órbita da maioria absoluta, com 46,6%. O candidato do PSD e do CDS (e de outros partidos que o apoiam), Carlos Moedas, não vai além dos 25,7%.

Recorde-se que, há quatro anos, o socialista teve maioria relativa com 42% dos votos, Assunção Cristas (CDS) obteve 20,59% e Teresa Leal Coelho (PSD) não foi além dos 11,22%.

Na sondagem, a CDU surge logo depois do PSD e do CDS – João Ferreira obtém 7,1% das intenções de voto. Em 2017, a CDU foi a quarta força mais votada, com 9,55%.

Beatriz Gomes Dias, do Bloco de Esquerda, passaria para 6,6%, de acordo com a sondagem. Há quatro anos, o BE conseguiu 7,14% das intenções de voto.

O Chega, com o candidato Nuno Graciano, surge com 6,1%, e mais atrás aparece a Iniciativa Liberal, com Bruno Horta Soares a conquistar apenas 2,3%. O último lugar cabe ao PAN, com 0,5%.

A sondagem foi realizada pela Intercampus entre os dias 8 e 13 de abril e consistiu em 611 entrevistas presenciais e diretas, realizadas por 24 entrevistadores em todo o concelho de Lisboa. A taxa de resposta foi de 63% e o erro máximo de amostragem deste estudo, para um intervalo de confiança de 95%, é de +/-4%.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Fernando Medina é sério e tem feito um bom trabalho, estão à espera de quê? Tantos egos inflamados! Todos atrás do mesmo, tacho.

RESPONDER

Decisão da insolvência da Groundforce pode demorar dois meses. Salários de maio em risco

Os salários de maio de 2400 trabalhadores da Groundforce devem ser pagos dentro de duas semanas, mas é grande a probabilidade de que isso não aconteça, à semelhança do que ocorreu em fevereiro, elevando as …

Pedro Nuno Santos garante que investimento público em redes de nova geração vai avançar

Pedro Nuno Santos garantiu, na quinta-feira, que o “investimento público” em redes de comunicações eletrónicas “vai avançar”, de forma a levar conectividade às regiões do país onde as redes das operadoras privadas não chegam. O ministro …

PPP hospitalares geraram poupanças para o Estado

O Tribunal de Contas publicou um relatório em que sustenta não ter dúvidas sobre as vantagens que as parcerias público-privadas (PPP) na saúde trouxeram ao Estado, ao longo da última década. Os hospitais em parceria público-privada …

Banco de Fomento está a integrar trabalhadores do antigo BPN

O Banco Português de Fomento está a recrutar colaboradores do antigo BPN para desempenhar funções técnicas, numa altura em que a Parvalorem, onde estão integrados, solicitou ao Executivo o estatuto de empresa em reestruturação. Segundo apurou …

PAN começa a ser julgado por falsos recibos verdes

O PAN vai começar a ser julgado este mês devido ao caso dos falsos recibos verdes. O partido enfrenta três processos judiciais, sendo que o arranque do julgamento do primeiro está marcado para 17 de …

Radovan Karadzic vai ser transferido para o Reino Unido

Radovan Karadzic, antigo líder dos sérvios da Bósnia condenado por genocídio no massacre de mais oito mil muçulmanos bósnios em Srebrenica, em 1995, vai ser transferido para o Reino Unido, onde vai continuar a cumprir …

Adjunta de Matos Fernandes era sócia de empresa que fez negócios com o ministério

Entre 2016 e 2019, a secretária de Estado do Ambiente, Inês Santos Costa, acumulou funções quando integrou o gabinete de João Pedro Matos Fernandes, na qualidade de adjunta, sendo, na altura, sócia de uma empresa, …

Cavaco acusa Governo de Costa de continuar a alimentar "monstro" da despesa pública

Cavaco Silva volta a criticar o Governo de Costa, desta vez por criar “impostos adicionais” sobre “tudo o que mexe” para alimentar “o monstro” da despesa pública. O ex-primeiro-ministro e antigo Presidente da República Aníbal Cavaco …

Dívidas de Vieira investigadas. Com falência à vista, grupo do líder do Benfica pagou viagens de luxo

Afinal, o Fundo de Resolução nunca aceitou a reestruturação das dívidas do grupo empresarial de Luís Filipe Vieira, ao contrário do que foi dito aos deputados na Comissão Parlamentar de Inquérito aos grandes devedores do …

João Rendeiro condenado a 10 anos de prisão

João Rendeiro, antigo presidente do Banco Privado Português (BPP), foi condenado a 10 anos de prisão efetiva esta sexta-feira. O tribunal condenou o ex-presidente do Banco Privado Português (BPP), João Rendeiro, a 10 anos de prisão …