FC Porto vs Mónaco | Dragão arrasa rumo aos oitavos

O FC Porto garantiu a passagem aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, como segundo classificado do Grupo G, com dez pontos, atrás do Besiktas (14).

A formação portista venceu o Mónaco, em casa, por 5-2, graças a uma primeira parte competente e dominadora, na qual Aboubakar bisou, Brahimi encantou e contribuíram para a grande eficácia “azul-e-branca” na hora do remate. E a uma segunda metade de controlo, mas com objectividade e critério.

O Jogo explicado em Números

  • Belo arranque do Porto, que marcou logo aos nove minutos, por Aboubakar. Yacine Brahimi colocou a bola nas costas da defesa adversária e o camaronês enganou o fora-de-jogo para se isolar e marcar tranquilamente. Nos primeiros dez minutos o Porto conseguiu chegar aos 66% de posse de bola e registava nesta fase um só remate, mas o suficiente para estar em vantagem.
  • Claramente melhor o Porto, com 71% de posse nos primeiros 20 minutos, embora aos poucos o Mónaco conseguisse fechar-se mais, permitindo apenas dois remates até esta altura, só um enquadrado (o do golo), e com um disparo na sua conta, um chapéu de meio-campo de Kamil Glik que saiu por cima da baliza de José Sá.
  • Alex Telles, sempre ele, com uns bons primeiros 30 minutos. O brasileiro já registava nesta fase dois passes para finalização e colocara quatro vezes a bola na grande área adversária, para além de várias acções defensivas relevantes – duas intercepções e quatro recuperações de posse.
  • O domínio portista acentuava-se e o “dragão” chegou ao 2-0, de novo por Aboubakar, aos 33 minutos. Danilo Pereira serviu o ponta-de-lança e este “bailou” frente a um defesa antes de rematar forte para o fundo da baliza.
  • Aos 39 minutos, o portista Felipe e o monegasco Rachid Ghezzal viram cartão vermelho directo, por se terem envolvido em cenas pouco edificantes. As duas equipas ficaram reduzidas a dez elementos e Sérgio Conceição lançou Diego Reyes, para o lugar de André André.
  • Em cima do intervalo, Brahimi fez o 3-0, com Aboubakar a servir o argelino com um excelente passe picado. O extremo, isolado, desviou para o fundo das redes.
  • Tudo fácil para o Porto ao intervalo, perante um Mónaco apático e sem ambição e motivação. Os “dragões” realizaram sete remates na primeira parte, seis deles na grande área contrária, e quatro deles foram enquadrados, o que denota grande eficácia.
  • Para além disso, o domínio luso foi uma constante, com 69% de posse de bola e 83% de passes certos. O melhor nos primeiros 45 minutos foi Yacine Brahimi.
  • O argelino marcou um golo e fez uma assistência, teve sucesso em dois de quatro dribles, e registava nesta fase um GoalPoint Rating de 6.9, algumas centésimas apenas mais do que Aboubakar.
  • O Mónaco entrou no segundo tempo decidido em deixar uma outra imagem e, aos 61 minutos, Glik reduziu, de penálti, após o árbitro assinalar braço de Marcano na grande área. Nesta altura, os monegascos registavam já seis remates na segunda parte, em meros 16 minutos, dois deles enquadrados, 37% de posse de bola e 93% de eficácia de passe, em claro contraste com os 68% do primeiro tempo.
  • Respondeu Alex Telles, aos 65 minutos, com um remate forte e colocado de fora da área, para o 4-1. Foi o terceiro disparo portista no segundo tempo, primeiro enquadrado, tento que acabou quase em definitivo com qualquer ideia do Mónaco em recuperar no marcador.
  • Telles era, aos 75 minutos, o melhor em campo – tal como o foi no “clássico” com o Benfica. O lateral somava um golo, dois passes para finalização, dois cruzamentos eficazes em quatro tentativas e quatro intercepções.
  • Falcao, entrado na segunda parte, reduziu aos 78 minutos, com um bom golpe de cabeça, após cruzamento de Keita Baldé. Foi o décimo disparo do Mónaco no segundo tempo, o terceiro enquadrado. Mas o 5-2 surgiria aos 88 minutos, com Ricardo Pereira a cruzar e Soares a cabecear com êxito.

O Homem do Jogo

Ameaçou na primeira parte, foi algo ofuscado por Aboubakar e Brahimi, mas a consistência do seu jogo acabou por destacar Alex Telles, mais uma vez, como o melhor em campo.

O lateral-esquerdo esteve certo a defender, com quatro intercepções, dois desarmes e oito recuperações de bola, mas este jogo permitiu-lhe brilhar em zonas mais adiantadas do terreno.

O brasileiro marcou um golo, fez dois passes para finalização, acertou dois de cinco cruzamentos e colocou dez vezes a bola na grande área adversária, o que lhe valeu um GoalPoint Rating de 7.2.

https://twitter.com/_Goalpoint/status/938515749576105986

Jogadores em foco

  • Vincent Aboubakar 7.1 – O camaronês esteve irresistível. Marcou os dois primeiros golos do encontro e serviu Brahimi para o 3-0, terminando a partida com quatro remates, três deles enquadrados e uma assistência em dois passes para finalização.
  • Yacine Brahimi 6.2 – Mais um belo jogo do argelino, em especial na primeira parte. Ao golo que marcou juntou uma assistência em dois passes para finalização, dois dribles certos em cinco tentativas e ainda 85% de eficácia de passe.
  • Héctor Herrera 6.3 – O futebol do Porto depende cada vez mais do mexicano. Mais uma vez, Herrera esteve em todo o lado e o jogo do “dragão passou” quase todo pelos seus pés – 102 interacções com bola, o máximo da partida. Registou ainda dois passes para finalização, dois cruzamentos eficazes em duas tentativas, dois dribles certos em três, 90% de eficácia de passe (em 89) e 15 recuperações de posse.
  • Danilo Pereira 5.9 – Quase não se dá pelo “trinco” portista, mas ele lá está, sempre presente. Realizou dois remates, somou duas assistências nos dois passes para finalização que fez e registou 92% de eficácia de passe.
  • Kamil Glik 7.0 – O capitão do Mónaco foi o segundo melhor em campo no Dragão. O central polaco não só marcou um golo, de penálti, como ganhou seis de sete duelos, recuperou a bola sete vezes e fez quatro desarmes.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Raios cósmicos galácticos afetam a atmosfera de Titã

Raios cósmicos oriundos do exterior do Sistema Solar afetam as reações químicas que ocorrem na superfície de Titã, a maior lua de Saturno. Recorrendo a dados do telescópio ALMA (Atacama Large Millimeter Array), uma equipa de …

Impactos antigos revelam que Marte levou mais tempo a formar-se do que pensávamos

O Sistema Solar primitivo era um lugar caótico, com evidências indicando que Marte provavelmente foi atingido por planetesimais, pequenos protoplanetas com até 1900 km em diâmetro, no início da sua história. Cientistas do SwRI (Southwest Research …

Para ouvir a nova música dos Pearl Jam tem de apontar o telemóvel para a Lua

A banda de rock norte-americana Pearl Jam está empenhada em usar as tecnologias ao serviço da criatividade e da promoção do novo disco, que vai ser lançado no dia 27 de março. Uma semana antes do …

Roedor gigante pré-histórico tinha um cérebro de apenas 113 gramas

O crânio de um roedor que viveu há dez milhões de anos, na América do Sul, indica que, apesar de este animal ter sido grande e pesado, o seu cérebro era totalmente o oposto. De acordo …

"Estrela da Morte". Trump tem máquina de desinformação de mil milhões de dólares para ser reeleito

Face às eleições presidenciais dos EUA que se realizem este ano, Donald Trump montou uma máquina de desinformação, conhecida por "Estrela da Morte", avaliada em 1 mil milhão de dólares. Enquanto se desenrolam as primárias democratas …

Procura mundial de petróleo pode alcançar o seu nível mais baixo numa década por causa do coronavírus

O surto de coronavírus afetará de forma "significativa" a procura global por petróleo, podendo esta atingir o seu nível de procura mais baixo numa década, alerta a Agência Internacional de Energia (IEA). Com a desaceleração da …

Vitória SC 1-2 Porto | “Dragão” cola-se à liderança

A Liga NOS está ao rubro. O FC Porto foi a Guimarães vencer o Vitória SC por 2-1 e está a apenas um ponto da liderança do campeonato, na sequência da derrota do Benfica no …

Ventura não faz "fretes". Chega não viabilizará Governo do PSD se não houver cedências

Para governar com a direita, o PSD precisa do recém-eleito Chega. No entanto, há características que separam os partidos: enquanto que os sociais-democratas se querem estabelecer ao centro, André Ventura estabelece linhas vermelhas e não …

Egito atinge 100 milhões de habitantes (mas não há grandes motivos para celebrar)

A população do Egito atingiu os 100 milhões de habitantes, tornando-se no país árabe mais populoso e o terceiro em África atrás da Etiópia e da Nigéria, anunciaram ontem as autoridades. O calculador eletrónico instalado no …

Coronavírus: Há mais dois casos suspeitos em Portugal

Há mais dois casos suspeitos de infeção por coronavírus em Portugal. Os doentes, que vieram da China, já foram encaminhados para o Hospital Curry Cabral, em Lisboa, e para o Hospital de São João, no …