/

FBI prende Ghislaine Maxwell, ex-namorada de Jeffrey Epstein

A ex-namorada de Jeffrey Epstein, Ghislaine Maxwell, foi esta quinta-feira detida pelo FBI. A mulher de 58 anos é acusada de ajudar a montar uma rede de tráfico de mulheres.

O FBI deteve, esta quinta-feira, Ghislaine Maxwell, ex-namorada do pedófilo Jeffrey Epstein. A antiga companheira do falecido multimilionário norte-americano é acusada de o ter ajudado a montar uma rede de tráfico de mulheres para terem relações sexuais com indivíduos ricos e influentes. Ghislaine é a filha mais nova do falecido magnata editorial britânico Robert Maxwell.

Além de alegadamente ajudar a gerir as propriedades de Epstein, Ghislaine Maxwell é também acusada de ajudar a orquestrar a rede de tráfico sexual, tratando de recrutar as raparigas e mulheres. A notícia foi avançada pela NBC News, que escreve que a mulher de 58 anos deverá ser apresentada a um juiz ainda esta quinta-feira.

Maxwell alegadamente incentivava e levava vítimas menores e deslocarem-se às residências de Epstein em vários estados e ajudava a recrutá-las e sujeitá-las a abusos sexuais. O seu paradeiro era desconhecido desde que Epstein foi preso em julho de 2019.

A advogada de uma das vítimas da rede de tráfico diz-se aliviada pela detenção de Maxwell. “O comportamento brutal, implacável e manipulador de Ghislaine Maxwell causou dor tremenda à minha cliente”, disse Lisa Bloom, citada pelo Expresso.

Epstein morreu a 10 de agosto do ano passado, na prisão, após ter sido condenado por abuso sexual e por tráfico de mulheres, várias das quais menores de idade. O médico legista considera que a sua morte foi causada por suicídio.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.