FBI pode já não precisar da Apple para desbloquear iPhone de San Bernardino

Empresa misteriosa terá apresentado uma nova solução ao FBI para desbloquear o iPhone do terrorista de San Bernardino, já que a Apple não pretende ajudar as autoridades.

Até há pouco tempo, o governo norte-americano era categórico ao afirmar que a única forma de aceder ao iPhone do terrorista de San Bernardino seria através de um “backdoor” que teria de ser desenvolvido pela própria Apple.

Agora, uma solução alternativa parece ter sido encontrada para pôr fim à “guerra” que se instalou nos últimos tempos entre o governo e a empresa de Steve Jobs.

Segundo os promotores responsáveis pela ação movida pelo FBI, uma empresa apareceu com aquilo que pode ser o método alternativo para desbloquear o iPhone de Rizwan Farook, um dos responsáveis pelo massacre que fez 14 mortos em dezembro do ano passado.

Ainda não se sabe nada sobre qual será o método apresentado ou mesmo qual é afinal esta misteriosa empresa que prometeu levá-lo a cabo.

Certo é que esta novidade fez com que o órgão governamental americano pedisse o adiamento de uma audiência prevista para acontecer esta terça-feira, com a promessa de que a justiça seria atualizada face aos novos acontecimentos no próximo dia 5 de abril.

Para já, sabe-se apenas que é uma empresa privada e que a sua repentina oferta tem deixado o FBI “cautelosamente otimista”.

Recorde-se que também John McAfee, o criador do antivírus com o mesmo nome, se disponibilizou de imediato para ajudar as autoridades americanas.

Desde o início deste “litígio” que o FBI tem procurado outros métodos para conseguir aceder finalmente ao telemóvel.

“É por isso que pedimos ao tribunal que nos desse algum tempo para explorar esta nova opção”, afirmou uma representante do órgão norte-americano.

“Caso esta solução se comprove, isso vai permitir-nos fazer buscas no telefone, a fim de continuarmos as nossas investigações relacionadas com o ataque terrorista que matou 14 pessoas e deixou outras 22 feridas”, conclui.

Por outro lado, um executivo da Apple já deixou claro que a empresa nada sabe sobre este suposto método alternativo anunciado pelo Departamento de Justiça.

Aliás, o responsável assegura que não havia indícios de que o governo estaria a procurar outras soluções, porque o mesmo sempre foi insistente ao dizer que apenas a Apple seria capaz de o ajudar.

Desde o início do caso que a Apple sempre foi contra a vontade do governo em criar um “backdoor” que fosse capaz de desbloquear o dispositivo do terrorista.

O atual CEO da empresa, Tim Cook, alertou que esta é uma medida que pode pôr em causa a segurança de todos os seus clientes.

ZAP / Canal Tech

PARTILHAR

RESPONDER

Ano vai ser "inevitavelmente" de contestação social, avisa CGTP

O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, disse esta sexta-feira que este ano vai ser “inevitavelmente” de contestação social se o Governo e as empresas continuarem a insistir num modelo de baixos salários. O líder da intersindical …

Maior ameaça ao crescimento português vem de Espanha

Diz o ditado popular que de Espanha nem bom vento, nem bom casamento. Mas, na verdade, o crescimento económico do país vizinho tem contribuído para puxar pela economia portuguesa. Agora, quando se prevê um abrandamento …

Cabo Verde esteve sem Internet durante 24 horas

O arquipélago de Cabo Verde voltou a ter acesso à Internet na tarde desta sexta-feira, cerca de 24 horas depois de uma instabilidade provocada por falhas no fornecedor internacional do serviço. O país tinha ficado sem …

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …