FBI pode já não precisar da Apple para desbloquear iPhone de San Bernardino

Empresa misteriosa terá apresentado uma nova solução ao FBI para desbloquear o iPhone do terrorista de San Bernardino, já que a Apple não pretende ajudar as autoridades.

Até há pouco tempo, o governo norte-americano era categórico ao afirmar que a única forma de aceder ao iPhone do terrorista de San Bernardino seria através de um “backdoor” que teria de ser desenvolvido pela própria Apple.

Agora, uma solução alternativa parece ter sido encontrada para pôr fim à “guerra” que se instalou nos últimos tempos entre o governo e a empresa de Steve Jobs.

Segundo os promotores responsáveis pela ação movida pelo FBI, uma empresa apareceu com aquilo que pode ser o método alternativo para desbloquear o iPhone de Rizwan Farook, um dos responsáveis pelo massacre que fez 14 mortos em dezembro do ano passado.

Ainda não se sabe nada sobre qual será o método apresentado ou mesmo qual é afinal esta misteriosa empresa que prometeu levá-lo a cabo.

Certo é que esta novidade fez com que o órgão governamental americano pedisse o adiamento de uma audiência prevista para acontecer esta terça-feira, com a promessa de que a justiça seria atualizada face aos novos acontecimentos no próximo dia 5 de abril.

Para já, sabe-se apenas que é uma empresa privada e que a sua repentina oferta tem deixado o FBI “cautelosamente otimista”.

Recorde-se que também John McAfee, o criador do antivírus com o mesmo nome, se disponibilizou de imediato para ajudar as autoridades americanas.

Desde o início deste “litígio” que o FBI tem procurado outros métodos para conseguir aceder finalmente ao telemóvel.

“É por isso que pedimos ao tribunal que nos desse algum tempo para explorar esta nova opção”, afirmou uma representante do órgão norte-americano.

“Caso esta solução se comprove, isso vai permitir-nos fazer buscas no telefone, a fim de continuarmos as nossas investigações relacionadas com o ataque terrorista que matou 14 pessoas e deixou outras 22 feridas”, conclui.

Por outro lado, um executivo da Apple já deixou claro que a empresa nada sabe sobre este suposto método alternativo anunciado pelo Departamento de Justiça.

Aliás, o responsável assegura que não havia indícios de que o governo estaria a procurar outras soluções, porque o mesmo sempre foi insistente ao dizer que apenas a Apple seria capaz de o ajudar.

Desde o início do caso que a Apple sempre foi contra a vontade do governo em criar um “backdoor” que fosse capaz de desbloquear o dispositivo do terrorista.

O atual CEO da empresa, Tim Cook, alertou que esta é uma medida que pode pôr em causa a segurança de todos os seus clientes.

ZAP / Canal Tech

PARTILHAR

RESPONDER

Belenenses SAD entra parcialmente em lay-off

"A indústria do futebol está entre as mais atingidas pelos efeitos da pandemia", que provocou a suspensão de praticamente todas as provas futebolísticas, destaca o Belenenses SAD. O Belenenses SAD, da I Liga de futebol, entrou …

Dois milhões de máscaras furtadas em Espanha podem ter sido vendidas em Portugal

O equipamento médico e sanitário furtado está avaliado em cinco milhões de euros e terá sido adquirido por uma empresa portuguesa que conhecia a proveniência do material. Um empresário de Santiago de Compostela foi detido por, …

Facebook terá tentado comprar um software de espionagem em 2017

O Facebook tem estado envolvido em vários escândalos e o mais recente está relacionado com a alegada compra da ferramenta Pegasus, usada para hackear iPhones. A empresa de segurança informática NSO Group, responsável pela Pegasus, alega …

Primeiro-ministro espanhol diz que coronavírus desafia o futuro da UE. E fá-lo em sete idiomas

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez publicou no domingo um artigo em sete idiomas europeus, argumentando que o coronavírus pode ser a ruína da União europeia (UE) caso não sejam tomadas medidas mais drásticas para lidar …

Viseiras de Leiria despertam cobiça. Bélgica e EUA queriam comprar toda a produção

Várias empresas de moldes e plásticos da região de Leiria estão a fabricar viseiras de protecção contra a Covid-19. Uma adaptação em tempos de pandemia que está a levantar atenção no estrangeiro, com EUA e …

Apple vai começar a produzir um milhão de máscaras por semana

O presidente da Apple, Tim Cook, anunciou que a empresa poderá produzir um milhão de máscaras por semana a partir do próximo fim de semana. Tim Cook explicou, na sua conta da rede social Twitter, que …

Robert Weighton é o homem mais velho do mundo. Tem 112 anos

Com 112 anos completados no dia 29 de março, o britânico Robert Weighton tornou-se o homem mais velho do mundo. Robert Weighton nasceu no dia 29 de março de 1908, em Kingston-Upon-Hull, no Yorkshire. Ao longo …

ISEG prevê queda do PIB entre 4% e 8% em 2020

O Grupo de Análise Económica do instituto da Universidade de Lisboa revelou o intervalo indicativo de variação do PIB usando duas evoluções diferenciadas da crise, com duração mínima de dois meses. A economia portuguesa deverá ter …

Boris Johnson nos cuidados intensivos

O primeiro-ministro britânico, que está infetado com covid-19, foi transferido esta segunda-feira para os cuidados intensivos. Boris Johnson, que está infetado com covid-19, foi transferido esta segunda-feira para a unidade de cuidados intensivos, depois de …

Estado de emergência impede lojistas de terminarem contratos de arrendamento

Os lojistas que fecharam os seus estabelecimentos por causa da pandemia não podem acabar com os contratos de arrendamento por causa da queda das receitas. De acordo com o Diário de Notícias, o decreto-lei do Governo …