John McAfee oferece-se para crackar um iPhone e “salvar o mundo”

John McAfee / Facebook

John McAfee, criador do antivírus com o mesmo nome

John McAfee, criador do antivírus com o mesmo nome

O criador do antivírus disponibilizou-se para crackar o telemóvel que a Apple recusou se a desbloquear por pôr em risco a segurança dos seus clientes. 

Depois de a Apple se ter recusado publicamente a desbloquear o telemóvel do atirador de San Bernardino, eis que surge o polémico programador John McAfee a dizer que está disponível para ajudar o FBI.

O criador do antivírus com o mesmo nome disponibilizou-se para crackar o telemóvel de Syed Rizwan Farook, um dos terroristas que em dezembro do ano passado matou 14 pessoas.

A empresa emitiu um comunicado esta semana a dizer que o desbloqueio pode pôr em risco a segurança dos seus clientes, posição que ganhou o apoio de outras conhecidas empresas, tal como a Google, o Facebook, o Twitter e até a Microsoft (embora de uma forma mais tímida).

Aliás, os próprios clientes fizeram questão de demonstrar esse apoio, juntando-se em frente à loja da marca em São Francisco, na Califórnia.

McAfee diz que o facto de se disponibilizar para desbloquear o iPhone não significa que não concorde com a posição da Apple, aliás é precisamente para evitar que a empresa seja forçada a instalar um ‘backdoor’. O programador considera que essa medida seria o “fim do mundo” da segurança digital.

Na visão do pré-candidato à presidência dos EUA, a ordem judicial é ainda uma prova de incompetência das autoridades norte-americanas.

McAfee acredita que o Governo tem recursos suficientes para conseguir fazer esse desbloqueio mas só não o faz porque não contrata as pessoas certas para o trabalho e, à custa disso, está “décadas atrasado na corrida digital”.

Segundo o programador, o Governo só contrata pessoas que vêm diretamente das universidades e recusa-se a contratar ‘hackers’ cheios de piercings ou com cortes de cabelo estranhos.

‘Hackers’ esses como os que ele diz integrarem a sua equipa “maravilha” que vai conseguir crackar o iPhone sem grandes problemas.

Não acredita? Então McAfee tem um argumento ainda mais forte. O programador diz que é a única pessoa a aparecer nos resultados do motor de busca do Google quando se procura o termo “lenda da cibersegurança”.

“Se duvidam do meu potencial, procurem no Google por ‘lenda da cibersegurança’ e vejam o nome que aparece em primeiro lugar”, afirmou, dizendo que come um sapato se não o conseguir em três semanas.

ZAP / Aberto Até de Madrugada / Canal Tech

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma forma de reduzir erros na computação quântica (e já sabemos qual é)

Na computação quântica, assim como no trabalho em equipa, um pouco de diversidade pode ajudar a melhorar o resultado. Esta pode mesmo ser a chave para pôr fim aos erros na computação quântica. Ao contrário dos …

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …