“Faroeste laboral” da Altice leva trabalhadores da PT a greve histórica

Mário Cruz / Lusa

Os trabalhadores da PT estão, nesta sexta-feira, em greve pela primeira vez em dez anos, numa reacção contra a transferência de 155 trabalhadores da operadora de telecomunicações para empresas do grupo Altice e Visabeira.

Os funcionários da PT têm receio de que este seja apenas, o início de despedimentos em massa e querem o regresso à MEO, queixando-se de um ambiente de intimidação. A ideia é reforçada pelo Bloco de Esquerda (BE) que acusa a Altice de estar a enveredar por um verdadeiro “faroeste laboral”.

A greve dos trabalhadores da PT Portugal arrancou à meia-noite desta sexta-feira, com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Grupo Portugal Telecom, Jorge Félix, na expectativa de que tenha “uma forte adesão”.

Em declarações à Lusa, o dirigente sindical disse que “há um enorme desespero e revolta”, salientando que os trabalhadores duvidam da “capacidade económica e financeira no futuro” das empresas para as quais vão ser transferidos 155 trabalhadores, e “até da sustentabilidade em pagar os salários” daqueles funcionários.

“Esta situação de revolta e protesto poderá permitir uma forte adesão”, disse, esperando que possa resultar na “maior greve da história da Portugal Telecom”.

A última greve dos trabalhadores da operadora de telecomunicações aconteceu há mais de 10 anos.

Em declarações à Lusa esta semana, fonte oficial da PT Portugal disse que a empresa já activou os “devidos planos de contingência”, esperando-se que os serviços da empresa não sejam significativamente afectados, exceptuando o Atendimento ao Cliente.

“Despedimento encapotado”

Para o líder da CGTP, Arménio Carlos, estas transferências de trabalhadores da PT são uma “situação inadmissível” e um “despedimento encapotado”.

O sindicalista acusa a Altice de ser um “grupo económico com uma história muito triste” e que “tem uma malapata com a lei“.

“Em cerca de dois anos de presença em Portugal, a Altice já pagou coimas superiores a 110 mil euros à Autoridade para as Condições do Trabalho”, refere Arménio Carlos, notando que a empresa também já pagou vários milhões de multas em França.

Os trabalhadores em greve, com o apoio dos diversos sindicatos, têm um desfile previsto até à residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento, a partir das 13:30 horas, esperando ser recebidos por António Costa.

O primeiro-ministro já fez declarações de apreensão para com o futuro da PT e a qualidade dos seus serviços, incluindo no debate parlamentar sobre o estado da Nação. Palavras que mereceram críticas por parte da oposição (PSD/CDS-PP) que fala em intromissão em negócios privados, enquanto BE e PCP exigiram a defesa dos direitos dos trabalhadores.

O secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita, anunciou na quarta-feira, no Parlamento, que “está já em curso uma acção inspectiva” desencadeada pela Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) sobre o processo de transferência dos trabalhadores.

O português e co-fundador da Altice, Armando Pereira, declarou, entretanto, que o Governo português, “muitas vezes, não vê a importância” do investimento que está a ser feito na economia de Portugal.

O grupo francês Altice, que comprou há dois anos a PT Portugal por cerca de sete mil milhões de euros, anunciou a 14 de Julho que chegou a acordo com a Prisa para a compra da Media Capital, que detém a TVI, por 440 milhões de euros, mas o negócio aguarda ainda pareceres da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) e da Autoridade da Concorrência (AdC).

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pelo parágrafo que confirma o alinhamento dos partidos da direita (PSD e CDS), o dinheiro privado é que interessa e não para o futuro de uma sociedade.

    As pessoas que fizeram no passado a empresa crescer e criar a marca PT, são agora as mesmas que o partidos da direita dizem “Salvem-se que nós não queremos saber”.

    Uma sociedade depende de todos e não só de dinheiro e lucros.
    Infelizmente existe paz social criada pela governação, logo a economia cresce positivamente.

    O que seria este país se a direita estivesse no governo 20 anos… ficavam as empresas e desapareciam os trabalhadores (sim os robôs substituem).

  2. Se todos os trabalhadores fizessem greve e mostrar que não é bem o patronato que manda. Queria ver se eles gostassem que, nem fosse um dia, todos não fossem trabalhar. Os milhões que perderiam nesse dia faria pensar 2 vezes. E se não resultasse, eram dias seguidos até ver quem é que domina quem. Infelizmente nem todos pensam igual, é muitos temem represálias.

RESPONDER

Joacine Katar Moreira não vai renunciar ao cargo de deputada

O IX Congresso para eleger os novos órgãos do Livre começa, este sábado, em Lisboa. A única deputada do partido na Assembleia da República já disse que não vai renunciar ao cargo. À chegada ao IX …

Cabeceamentos no futebol podem ser proibidos ou limitados. O problema é o risco de demência

A Federação escocesa de futebol prepara-se para proibir os cabeceamentos nos escalões com menores de 12 anos.  Em Inglaterra, fala-se em limitar este gesto futebolístico que foi associado a doenças neuro-degenerativas em vários estudos científicos. …

Fenómeno cerebral desvenda enigma sobre as casas do Neolítico

O comportamento humano está influenciado por aspetos inconscientes. Um deles é um fenómeno da perceção conhecido entre psicólogos como a negligência espacial cerebral. Este fenómeno refere-se à observação de que as pessoas saudáveis preferem o seu …

Justiça do Mónaco investiga José Eduardo dos Santos e Isabel dos Santos

As autoridades do Mónaco estarão a investigar a empresária angolana, assim como o seu pai e o seu marido, pelo crime de branqueamento de capitais. De acordo com o semanário Expresso, as autoridades judiciais do Mónaco …

Depressão Glória atinge Portugal continental com vento forte

A depressão Glória está a caminho. Segundo o Instituto Português do Mar e Atmosfera, no domingo, esperam-se rajadas de vento que podem atingir os 110 quilómetros por hora nas terras altas. A depressão Glória vai passar …

Governo não renova PPP do Hospital de Loures

O Estado não vai renovar a atual parceria público-privada (PPP) do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, que é gerido pelo grupo Luz Saúde, anunciou a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo …

Cientistas podem ter descoberto por que Beethoven ficou surdo

Ludwig van Beethoven começou a notar dificuldades de audição em 1798, com 28 anos. Com 44 ou 45, estava totalmente surdo. Aos 56 anos, o músico morreu e, até hoje, ainda não se sabe …

Tochas em Alvalade. Liga pede reunião de urgência ao MAI

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) solicitou, esta sexta-feira, uma reunião de urgência ao ministro da Administração Interna, na sequência dos incidentes no encontro entre Sporting e Benfica. "A Liga Portugal lamenta profundamente …

Moody’s mantém rating de Portugal acima do "lixo"

A agência de rating norte-americana manteve, esta sexta-feira, a notação financeira de Portugal em “Baa3”, acima de lixo, e a perspetiva em positiva. De acordo com um comunicado no site da agência, a Moody's assinala que …

Suspeitos da morte de jovem cabo-verdiano ficam em prisão preventiva

Os cinco suspeitos da morte do estudante cabo-verdiano vão aguardar julgamento em prisão preventiva, indiciados pelos crimes de homicídio qualificado e três tentativas de homicídio. A decisão, lida aos jornalistas cerca das 23h30 de sexta-feira por …