Família Real perde 15 milhões devido à pandemia (mas não vai pedir dinheiro aos britânicos)

A pandemia chegou e rapidamente afetou a economia mundial. Nem a Família Real inglesa foi exceção e também sofreu perdas avultadas. Segundo a AFP, as finanças da Rainha Isabel II registam perdas de 15 milhões de libras nos próximos três anos, cerca de 16,5 milhões de euros. A real casa britânica já garantiu que não irá recorrer a dinheiro público para equilibrar as contas.

O orçamento da casa real inglesa – que cobre os gastos oficiais da soberana e dos restantes membros da família real, bem como  deve ser aplicado à manutenção dos palácios reais – foi de 82,4 milhões de libras (pouco mais de 90,2 milhões de euros) até março de 2020, de acordo com um relatório financeiro apresentado esta quinta-feira.

Contudo, foi justamente no mês de março, que a covid-19 se começou a fazer sentir na Europa, e foi nessa mesma altura que o Reino Unido impôs confinamento obrigatório devido ao risco de propagação na população. A decisão refletiu-se nas finanças reais, que ficaram sem as importantes receitas geradas pelas visitas turísticas aos palácios.

Apesar da suspensão da quarentena nos últimos meses, as medidas no Reino Unido estão cada vez mais apertadas devido ao aumento do número de casos, e por isso nem todas as instalações reais foram reabertas ao público, e as que foram não recebem o mesmo número de turistas a que estavam habituadas em outros tempos.

Perante este cenário, Michael Stevens, o tesoureiro da Rainha Isabel II, calculou que o orçamento da casa real sofrerá perdas de 15 milhões de libras nos próximos três anos (cerca de 16,5 milhões de euros).

Porém, Stevens deixou claro que, numa altura em que milhões de ingleses estão a sofrer com uma reduções abrupta dos seus rendimentos, ou até mesmo estão em situação de  desemprego, a Casa Real não irá pedir aos contribuintes que façam esforços financeiros para cobrir o défice que se avizinha.

“Não temos a intenção de pedir financiamento adicional e tentaremos gerir o impacto através dos nossos próprios esforços”, garantiu Stevens.

A casa real britânica já congelou os salários dos seus funcionários, e garantiu que não vai realizar novas contratações, uma vez que “procura ativamente cortar gastos não essenciais”, revelou uma fonte na monarquia.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …