Eutanásia que não o foi. Noa deixou de comer até morrer

@winnenofleren / Instagram

Noa Pothoven morreu aos 17 anos na Holanda num processo de eutanásia legal.

Noa Pothoven foi vítima de várias violações, que nunca conseguiu ultrapassar totalmente a nível psicológico. Depois de alegadamente ter escolhido morrer aos 17 anos, a família vem agora dizer que a eutanásia nunca foi autorizada.

O caso de Noa Pothoven chamou forte atenção mediática, após a jovem holandesa ter alegadamente escolhido a eutanásia aos 17 anos de idade. Noa sofria de stress pós-traumático, de depressão e anorexia após ter sido vítima de abusos sexuais por várias vezes. No entanto, o ministro da Saúde holandês informa que a família não autorizou a eutanásia.

“Agora a família deve ter permissão para chorar Noa em paz. Perguntas sobre a sua morte e os cuidados que ela recebeu são compreensíveis, mas só podem ser respondidas depois de os factos terem sido apurados. Pedi aos serviços da Inspeção de Saúde e Assistência à Juventude que o investiguem”, disse o ministro holandês.

Na altura, segundo informações do jornal britânico The Independent, a jovem morreu em Arnhem, cidade no leste da Holanda, no passado domingo, em sua casa, rodeada da família, com o auxílio de uma clínica especializada em eutanásia.

Todavia, o Expresso conta que Noa contactou uma clínica especializada em suicídio assistido, Stichting Levenseindekliniek, mas o seu pedido foi negado por ser “demasiado jovem” e “ainda com possibilidade de tratamento”.

Para acabar com as notícias incorretas (na imprensa internacional em particular) sobre a sua morte, referimos a declaração feita por amigos de Noa: Noa Pothoven não morreu de eutanásia. Para parar o seu sofrimento, ela parou de comer e beber. Levenseindekliniek lida exclusivamente com a eutanásia e fá-lo explicitamente dentro do quadro jurídico holandês”, disse a clínica em comunicado.

Em declarações ao jornal holandês Gelderlander, Noa explicou essa mesma situação e confessou estar “arrasada”, porque tinha de primeiro concluir o tratamento, que duraria até aos 21 anos. “Não consigo esperar tanto“, rematou a jovem holandesa.

Ao que tudo indica, a notícia de Noa ter recorrido à eutanásia para morrer não terá passado de um erro de tradução ou interpretação, já que nenhum dos jornais holandeses fala de morte assistida. A juíza de um tribunal de Arnhem terá ordenado o internamento da jovem num instituto em Achterhoek para impedi-la de se suicidar.

Os pais de Noa Pothoven nunca terão autorizado a eutanásia da filha após saberem as suas intenções. A holandesa de 17 anos terá deixado de comer e rejeitado o tratamento médico, o que pode ter levado a uma morte por desnutrição autoimposta, com a conivência dos seus pais e médicos.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A era da desinformação é assim… Atiram-se com notícias cá pra fora, na ânsia de ser os primeiros a publicar… E depois vem-se no dia seguinte publicar outra notícia a desmentir a primeira.

    Eu que até aprecio o The Independent como jornal, não posso deixar de lamentar esta péssima maneira de fazer informação. Neste momento, o The Independent já desmente a notícia, na própria notícia (nem fez outra notícia para desmentir a primeira) e diz que a notícia está em actualização.

    Conclusão: O que importa é ter sempre qualquer coisa pra dizer, pra ir vendendo jornais, ou neste caso, ir vendendo espaço publicitário e não perder os sponsors. Quem paga é o cidadão, que anda sempre desinformado com este diz que disse que não disse. É que… Entre morrer numa clínica com eutanásia medicamente assistida, e morrer por greve de fome… Ainda vai uma distânciazinha, não é por nada.

  2. ontem aqui: “Uma jovem holandesa de 17 anos, Noa Pothoven, decidiu pôr fim à sua vida, com autorização dos pais, depois de 6 anos a sofrer em consequência de várias violações. A eutanásia da jovem foi autorizada legalmente por se considerar que o seu sofrimento era “insuportável”.”
    ai ai essa accuracy

  3. Poderia ter deixado o livro que ela lançou com suas memórias grátis. Assim atraia mais gente para ler sua história. Eu nem consigo imaginar ser abusada sexualmente o desgosto que pode ser. Sinto muito por esse mundo triste! Brigada querida Noa Photoven eu não tenho capacidade de imaginar sua dor e não tenho dinheiro para ler sua história. Continuamos lutando para sobreviver um dia de cada vez! Tristezas eternas pela sua dor!

RESPONDER

Casa do Cinema Manoel de Oliveira "faz justiça" ao cineasta, ao cinema e ao Porto

O Presidente da República afirmou que a inauguração da Casa do Cinema Manoel de Oliveira "faz justiça" ao "maior e mais reconhecido cineasta" português, ao cinema nacional e à cidade do Porto. "Faz-se enfim justiça com …

Abrantes. Escolas deixam de dar notas em novo modelo de avaliação

Não há notas: a avaliação passa a ser contínua. Este é o novo modelo de avaliação que o Agrupamento de Escolas Solano de Abreu, em Abrantes, apresentou esta segunda-feira. O Agrupamento de Escolas Solano de Abreu, …

Uma onda de calor atingiu a Europa (mas Portugal escapou)

Portugal é dos poucos países que vão escapar à massa de ar quente vinda do deserto do Saara que elevará o mercúrio dos termómetros para lá dos 40ºC em quase toda a Europa. Porém, o nosso …

AEK Atenas oficializa Francisco Geraldes por empréstimo do Sporting

O futebolista português Francisco Geraldes foi esta terça-feira oficializado pelos gregos do AEK Atenas como reforço para a época 2019/200, por empréstimo do Sporting. "O AEK comunica oficialmente a assinatura com o médio ofensivo Francisco Geraldes, …

Diretor artístico do Teatro São Carlos demite-se

O diretor artístico do Teatro Nacional de São Carlos (TNSC), Patrick Dickie, apresentou esta terça-feira a sua demissão à ministra da Cultura. “O diretor artístico do Teatro Nacional de São Carlos, Patrick Dickie, informou esta tarde …

Entre elogios e recados, Marcelo dá luz verde ao decreto de execução orçamental

O Presidente da República promulgou o decreto-lei de Execução Orçamental, um dia depois de o diploma ter entrado em Belém, para que "possa entrar em vigor ainda antes do início do segundo semestre". Na nota publicada …

Hospital da Luz em Lisboa limita acesso a urgências pediátricas no verão

O acesso dos clientes ao Atendimento Urgente de Pediatria "será limitado temporariamente" devido a obras de expansão do hospital. Condicionamento vai durar de 1 de julho a 15 de setembro. O Hospital da Luz, em Lisboa, …

Português entre as vítimas mortais em incêndio em Paris

Um cidadão português é uma das três vítimas mortais do incêndio ocorrido no sábado num prédio no centro de Paris, França, disse esta terça-feira à Lusa fonte oficial do Governo. Uma fonte oficial do gabinete do …

Restaurante de Avillez entre os 50 melhores do mundo

O restaurante Belcanto, do chef José Avillez, entrou pela primeira vez para a lista dos melhores 50 melhores restaurantes do mundo, para a 42ª posição. No ano passado, o restaurante, situado no Largo de São Carlos, …

Sevilha terá recusado contratar João Félix por 1,5 milhões. Era "muito dinheiro"

Reforço já garantido pelo Atlético Madrid para a próxima temporada, João Félix poderia por estes dias já andar na Liga espanhola, ao serviço do Sevilha, clube que no arranque da temporada 2018/19 terá recusado contratar …