Noa escolheu morrer aos 17 anos após várias violações

@winnenofleren / Instagram

Noa Pothoven morreu aos 17 anos na Holanda num processo de eutanásia legal.

Uma jovem holandesa de 17 anos, Noa Pothoven, decidiu pôr fim à sua vida, com autorização dos pais, depois de 6 anos a sofrer em consequência de várias violações. A eutanásia da jovem foi autorizada legalmente por se considerar que o seu sofrimento era “insuportável”.

Noa sofria de stress pós-traumático, de depressão e anorexia após ter sido vítima de abusos sexuais por diversas vezes. Ela terá sido violada, pela primeira vez, aos 11 anos. Terá sido violada novamente as 14 anos, tendo sofrido outros abusos sexuais noutras ocasiões.

A jovem morreu em Arnhem, cidade no leste da Holanda, neste domingo, em sua casa, rodeada da família, com o auxílio de uma clínica especializada em eutanásia, conforme reporta o jornal inglês The Independent. Informação que foi confirmada pela irmã de Noa nesta terça-feira.

Na sua autobiografia intitulada “Winnen of leren” (“Ganhar ou aprender” em Português), a adolescente conta como foi vítima de abusos sexuais e agressões quando era mais pequena, e como decidiu esconder as violações “por vergonha e medo”.

Noa também relata na obra como questionou a clínica Levenseinde (Final de vida em Português), situada em Haia, sobre as possibilidades que existiam para morrer por eutanásia, sem ter revelado aos pais esse dado.

Ela conta na autobiografia que foi publicada há um ano e premiada várias vezes na Holanda, que “não tinha qualquer significado” continuar viva, porque não tinha conseguido superar os problemas psicológicos desde que sofreu os abusos.

“Pensam que sou muito jovem. Crêem que devo terminar o tratamento psicológico e esperar que o meu cérebro esteja completamente desenvolvido. Isto não acontecerá até que tenha 21 anos. Estou destroçada, porque não posso esperar tanto. Revivo o medo e a dor diariamente. Sinto que o meu corpo ainda está sujo“, escreveu Noa.

Na última etapa da sua vida, a jovem foi internada em três instituições de cuidados de menores e chegou a fazer vários tratamentos de terapia com electrochoques. A mãe revelou que ela deveria ter sido colocada “num centro psiquiátrico”, mas que “a lista de espera na Holanda é grande” para esse efeito.

A jovem afirmou numa mensagem de despedida nas redes sociais, que tinha “deixado de comer e beber” e que estava “a respirar, mas sem estar viva”. Assim, salientava que “depois de muitas conversas e análises”, tinha decidido cometer um suicídio assistido, rodeada pelos seus “pais, amigos e todos os seres queridos”.

“Não vou estar com rodeios: vou estar morta dentro de 10 dias. Depois de anos de luta, a minha luta terminou. Por fim, vou ficar libertada do meu sofrimento, que é insuportável. Não me procurem convencer de que isto não é bom. É uma decisão bem pensada e definitiva”, notou ainda.

Seis anos depois de ter sido violada pela primeira vez, Noa morreu num processo de eutanásia legal depois de os médicos terem reconhecido que o seu sofrimento era “insuportável”, como reporta o Independent.

A eutanásia para menores de idade é legal na Holanda desde que se comprove clinicamente que o sofrimento dos jovens não pode ser ultrapassado.

O The Independent nota que em 2017, 6585 pessoas optaram por morrer por eutanásia na Holanda.

SV, ZAP // Lusa

PARTILHAR

30 COMENTÁRIOS

      • Se cada adolescente com depressao e com ideias suicidas tive acesso a este tratamento…. nao tinhamos cá uma boa percentagem de adultos que temos hoje.
        Putos depressivos que se querem matar ha aos montes.

        Esta por acaso foi violada, quer dizer que se nao tivesse sido nao seria um dos casos “normais” de miudos depressivos ?

        Isto nao é eutanasia, isto é suicidio
        Acho estranho que se mantenham pessoas em coma onde se acredita que um dia a medicina os possa curar. Mas neste caso nao ha tempo para isso
        Nunca tinha visto casos onde se deixava morrer por disturbios mentais

        Dava-lhe jeito ser daqueles casos onde uma pessoa bate com a cabeça e depois ja nao se lembra de nada.

        • Ricardo, se calhar não tínhamos tantos adultos … ou talvez tivéssemos mais.
          Muitos dos assassinatos em escola ou bombistas suicidas eram os tais putos depressivos e que nunca conseguiram ser curados.

          A miúda foi constantemente violada e você acha que isso é só um acaso !!!!
          Creio que ninguém consegue imaginar o que isso é sem nunca ter passado por isso, e como tal não tenho o direito de julgar, mas comparar este sofrimento com o típico adolescente depressivo porque tem notas fracas ou porque a namorada o deixou, parece ridículo e muito pouco lúcido da sua parte.

        • “(…) esta por acaso foi violada (…)
          Esta?! A rapariga tem nome!!!
          Tem filhos Sr. Ricardo? Leia bem o que escreveu abaixo o Sr. Paulo L… creio que lhe faz falta p/”separar as águas”.

    • Se n viu ali. Ela tentou tds os tratamentos possíveis. Mas nada é 100%, nem sempre funciona. É da humanidade que se trata, nada é perfeito.

  1. “O The Independent nota que em 2017, 6585 pessoas optaram por morrer por eutanásia na Holanda”
    …a ser verdade parece-me ser o que mais importa discutir nesta notícia. Não o caso pontual.

    • Na ‘mouche’ ,…
      e mais,….então nós somos mesmo atrasados no capítulo dos tratamentos psiquiátricos.
      Nós ainda oferecemos tratamento e restrições de acção a todos os que, sofrendo de doenças mentais, têm tendência para o suicídio.
      ..lá,…facilitam.
      e os pais, aprovam e assistem.
      Quem me dera ainda viver na selva, como o resto dos macaquinhos

  2. Boa tarde. Se calhar teria q/ler a biografia da jovem Noa p/perceber q/abusos foram estes, como aconteceram e ONDE ESTAVAM OS PAIS, SE e COMO o permitiram, se sabiam, etc.
    Creio que ninguém pode julgar o sofrimento humano, NINGUÉM. Se a jovem Noa já tinha estado internada, em tratamentos e se tanto os médicos como a sua Família eram da opinião que o SEU SOFRIMENTO era INSUPORTÁVEL, que direito temos nós, os que cá estão, de querer que essa pessoa continue cá, viva no sentido físico da palavra, mas morta p/a vida?! Isso isso, é egoísmo! Ninguém é de ninguém… por muito que isso nos custe a aceitar. Mas é apenas uma opinião e respeito as outras. Boa tarde para todos.

  3. Noa podia ter escolhido atirar-se para a frente de um comboio. Ou usar uma (hipotética) arma que os seus pais tivessem em casa.
    Mas escolheu morrer da forma que entendeu, e apenas temos que respeitar o seu desejo, que pelos vistos foi interiorizado, pensado, assumido e… executado.
    Somos donos da nossa vida, desde que conscientemente a assumimos. O livre arbítrio que é condição do Homem Livre, manifesta-se também desta maneira. Nem a sociedade, nem os médicos, nem o Estado, nem tão-pouco a familia é dona do nosso corpo.
    Que descanses em paz, NOA !!

  4. Diz a notícia:
    «Noa morreu num processo de eutanásia legal, depois de os médicos terem reconhecido que o seu sofrimento era “insuportável».
    «Por fim, vou ficar libertada do meu sofrimento, que é insuportável. Não me procurem convencer de que isto não é bom. É uma decisão bem pensada e definitiva”
    «A jovem morreu em Arnhem, (…) em sua casa, rodeada da família, (…) pais, amigos e todos os seres queridos»

    • Defendem a liberdade de usar a eutanásia, não de a tornar obrigatória.
      É o mal dos democratas que não aceitam a liberdade de escolha, grande democracia…

  5. E uma pena que algumas personagens que fazem comentários só o fazem porque não dão a cara pois presencialmente a ignorância é estupidez viriam mais depressa ao de cima. O que tem a ver se é de esquerda ou direita a propósito deste caso?

  6. Gente parem de chilique. Por acaso foi vcs que morreram? Escolha foi dela.

    E já tem gente demais no mundo, 2k de pessoa nem é nada

  7. Exactamente Iani. Já há pessoas a mais na Terra. Se se querem matar estão à vontade. Chama-se livre arbítrio. Concordo com todos os suicidas. É um favor que fazem ao planeta.

  8. Que linda forma do governo holandês salvar uns euros em tratamentos…. Eu defendo Eutanásia em doentes terminais e em grande sofrimento físico. Agora em crianças depressivas? NÂO.

  9. Há tantos possíveis tratamentos, um tratamento por hipnose ou até um tratamento por lavagem cerebral seriam opções viáveis para evitar esta morte assistida. Houve tantos avanços nestas àreas, inclusivé na segunda guerra mundial, e há provas dadas com algumas seitas religiosas de que podemos formatar o cérebro humano para superar muitos estigmas ou até cometer alguns actos que normalmente considerariamos inconcebíveis. Um exemplo, mandam-se jovens para a guerra, para matar outros jovens, jovens estes que são ensinados a vida toda que matar é errado, que é crime, que é punido com prisão e que, pela religião, até é pecado capital indo a alma directa para o Inferno, no entanto quando vão para a guerra são ensinados que vale tudo – lavagem cerebral certo? O cérebro humano é permeável, está sujeito a constantes mudanças e é moldável…por mais graves que tenham sido as experiências que a menina passou, existem sempre terapias alternativas, creio que foi a família dela que tomou o caminho mais fácil e não a menina, simplesmente desistiram dela como acredito que o tenham feito a vida toda, daí ela ter sido sujeita a violações, muito por culpa da falta de capacidade e cuidado parental.

  10. Esta é a história mais triste que li nos últimos tempos. Parece simples afirmar e tirar julgamentos principalmente porque não estamos na pele da jovem. Os problemas distantes são sempre fáceis de resolver qualquer que seja a resolução. Também é fantástico como se aproveita esta notícia para reforçar, acentuar, “rasgar” a camisola por crenças políticas, religiosas e filosóficas. A verdade é que a pobre Noa teve o percurso que teve com a sua existência e penso que é totalmente hipócrita criticar a decisão dela sem ter passado pela mesma vivência. Enfim, espero que as violações diminuam e que a humanidade eleve um nível para as próximas gerações.

    • Excelente comentário. O sofrimento da jovem deve ter sido atroz… Nota-se na fotografia as marcas do desgaste provocado pelos traumas por que passou. Que a eutanásia tenha permitido à Noa ter o alívio que merece!

  11. Lamentável !!!!…… põe-se fim a vida por não haver vaga em Centro de Psiquiatria ???………Custa-me a acreditar !……… Pessoalmente sou a favor da Eutanásia, em situações de extremo limite, mas não por falta de uma cama em Psiquiatria !!!!!!!!!

RESPONDER

Diretor artístico do Teatro São Carlos demite-se

O diretor artístico do Teatro Nacional de São Carlos (TNSC), Patrick Dickie, apresentou esta terça-feira a sua demissão à ministra da Cultura. “O diretor artístico do Teatro Nacional de São Carlos, Patrick Dickie, informou esta tarde …

Entre elogios e recados, Marcelo dá luz verde ao decreto de execução orçamental

O Presidente da República promulgou o decreto-lei de Execução Orçamental, um dia depois de o diploma ter entrado em Belém, para que "possa entrar em vigor ainda antes do início do segundo semestre". Na nota publicada …

Hospital da Luz em Lisboa limita acesso a urgências pediátricas no verão

O acesso dos clientes ao Atendimento Urgente de Pediatria "será limitado temporariamente" devido a obras de expansão do hospital. Condicionamento vai durar de 1 de julho a 15 de setembro. O Hospital da Luz, em Lisboa, …

Português entre as vítimas mortais em incêndio em Paris

Um cidadão português é uma das três vítimas mortais do incêndio ocorrido no sábado num prédio no centro de Paris, França, disse esta terça-feira à Lusa fonte oficial do Governo. Uma fonte oficial do gabinete do …

Restaurante de Avillez entre os 50 melhores do mundo

O restaurante Belcanto, do chef José Avillez, entrou pela primeira vez para a lista dos melhores 50 melhores restaurantes do mundo, para a 42ª posição. No ano passado, o restaurante, situado no Largo de São Carlos, …

Sevilha terá recusado contratar João Félix por 1,5 milhões. Era "muito dinheiro"

Reforço já garantido pelo Atlético Madrid para a próxima temporada, João Félix poderia por estes dias já andar na Liga espanhola, ao serviço do Sevilha, clube que no arranque da temporada 2018/19 terá recusado contratar …

Carrossel internacional do IVA. 15 empresários detidos em megaoperação da PJ

A Polícia Judiciária (PJ) deteve nesta terça-feira 15 empresários por suspeitas de fraude fiscal e de branqueamento de capitais no âmbito de um esquema conhecido por carrossel internacional do IVA. Está em causa um tipo de …

Portugal é “campeão” dos atrasos na aplicação de medidas anti-corrupção

Portugal foi o país com a maior proporção (73%) de recomendações não implementadas do Grupo de Estados Contra a Corrupção (GRECO), seguido da Turquia (70%), indica o relatório de 2018 deste órgão de monitorização anti …

"Cansado da insolência dos europeus", Irão renuncia a dois compromissos do acordo nuclear

O Irão libertar-se-á “resolutamente” de dois outros dos seus compromissos no quadro do acordo internacional sobre o seu programa nuclear “a partir de 7 de julho”, noticiou esta terça-feira a agência iraniana Fars, citando um …

Héctor Herrera já terá data de apresentação definida no Atlético de Madrid

O internacional mexicano Héctor Herrera vai ser reforço do Atlético de Madrid para as próximas épocas a partir do próximo dia 1 de julho. De acordo com o que escreve esta terça-feira o jornal catalão Mundo …