Famalicão 1-2 FC Porto | Toni salva dragão do sol minhoto

O Porto somou a segunda vitória na Liga 21/22 em Famalicão, num jogo que parecia inicialmente encaminhado para a vitória tranquila mas que terminou com os “azuis-e-brancos” suspensos nas linhas do VAR, após forte reacção do FAMA na segunda parte.

Pelo caminho, Toni Martínez aproveitou para, mais uma vez, mostrar que é possível decidir jogos e “cansar os defesas” com golos.

Os “dragões” entraram forte, a querer resolver rápido. Otávio forneceu os primeiros passes para remate de Martínez e Taremi mas seriam precisamente os dois avançados a combinar para o inaugurar do marcador, com o iraniano a servir o espanhol para o primeiro da tarde.

Com 20 minutos de jogo o FCP somava quatro remates, 0.7 de Expected Goals e 70% de posse, sem que o Fama tivesse sequer somado uma acção na área portista.

Os últimos 15 minutos trariam um Famalicão mais afoito e perigoso, após uma “pausa Manafá” que pareceu refrescar apenas os da casa até que… Otávio, mais uma vez ele, lançar Martínez para o bis, aos 42.

Manuel Fernando Araújo / Lusa

Nova pausa para descanso (intervalo), nova quebra “azu-e-branca” mas agora com consequências no martador: 10 minutos após o reatamento Ricielli cabeceava para o golo minhoto, com assistência de Diogo Figueiras.

O FAMA continuaria a apertar os “dragões” até que Conceição reagiu e usou as opções do banco para tentar equilibrar a equipa (Martínez saiu aos 71′), acabando por segurar a vitória, embora terminando com o “credo na boca”, suspensso na decisão do VAR que anulou o golo minhoto que teria dado o empate, já nos descontos.

Melhor em Campo

Resolveu o jogo tão cedo como o abandonou (67 minutos). Toni Martínez foi o mais rematador (5) e o jogador com mais acções com bola na área (7), quase sempre solicitado em passe vertical e, na maioria das vezes, pelo seu fornecedor preferido, Otávio Monteiro.

Pelo caminho concluiu com sucesso os dois dribles que tentou. Provavelmente já poucos choram Marega mas não faltarão portistas que choram o facto de Toni Martínez ter andado quase toda uma época tapado pelo maliano.

Destaques do FC Porto

Otávio Monteiro 7.2 – A formiga do costume. O seu rendimento médio é um bom exemplo de como boa parte do mercado ainda dorme, perante as evidências estatísticas. Foi protagonista da melhor fase do Porto, com passes açucarados, até que acabou mesmo por assistir Martínez, repetindo o que já tinha feito na primeira jornada. Saiu aos 81′ liderando em passes para finalização (3), passes aproximativos (5), dois desarmes em três tentados e quatro acções defensivas no meio-campo adversário (três delas desarmes).

Mehdi Taremi 7.2 – Não tendo o protagonismo de Toni a verdade é que o iraniano raramente joga mal. Assistiu o espanhol para o primeiro, marcando uma tendência de jogo que consolidaria, ao somar tantos passes para finalização (3) quantos os remates que ensaiou.

Chancel Mbemba 6.1 – Não se fala muito dele e isso muitas vezes é bom. Voltou a fazer boa dupla com Pepe, tanto no acerto do passe como na hora de defender, com cinco acções defensivas.

Bruno Costa 5.8 – Novo jogo positivo do médio, sobretudo na primeira parte. Igualou Otávio no top de passes aproximativos (5), ele que distribuiu 54 bolas com 93% de eficácia acertando todos os sete passes longos que tentou. Só lhe falta um pouco mais de “baliza”, como no Paços, para se dar ainda mais por ele, resta saber se Conceição lhe pede tal coisa.

Luis Díaz 5.7 – Ainda devia estar cansado da boa exibição no Dragão pois mal se viu: nenhum remate, apenas um passe para finalização, um drible em três tentativas, ensaiou duas conduções com bola. Mesmo assim jogou os 90 minutos.

João Mário 5.3 – Também ele mais apagado do que na estreia da Liga, sem números vistosos seja ofensivos ou defensivos, destacou-se sobretudo ao ser o jogador que mais vezes (3) ensaiou conduções aproximativas.

Mateus Uribe 5.0 – Continua a ser o mesmo trabalhador (quatro desarmes) mas ainda não está ao nível que nos habituou: foi o jogador mais vezes ultrapassado em drible (3), duas delas em “zona proibida” (1º terço defensivo).

Wilson Manafá 4.7 – Começou bem a partida, nem parecia estar muito calor, mas se o objectivo era contrariar a piada do mister a verdade é que não conseguiu. Saiu aos 71 minutos, com o rating mais baixo entre os portistas nesse momento, quando Conceição quis estancar a maior iniciativa minhota. Pela positiva destacou-se no bloqueio de passes e remates (3) mas falhou seis passes em zona de risco, o registo mais alto quando recolheu ao banco.

Destaques do Famalicão

Riccieli 6.8 – Fez muito mais do que apenas relançar o jogo, de cabeça. O central esteve forte na fase mais frágil dos minhotos, acumulando acções defensivas, em especial alívios (8) e vencendo os cinco duelos aéreos defensivos que travou. E ainda desarmou três “dragões”:

D. Figueiras 5.7 – O lateral assistiu Riccieli num dos seus dois cruzamentos, ambos certeiros. Na defesa somou dois desarmes e duas intercepções, com alerta pela negativa apenas para as perdas de posse excessivas, ainda no seu terço defensivo.

Resumo

  // GoalPoint

PARTILHAR

RESPONDER

PEV também vota contra o Orçamento do Estado para 2022

O partido ecologista "Os Verdes" (PEV) anunciou, esta segunda-feira, que também vai votar contra o Orçamento do Estado para 2022. Em conferência de imprensa, na Assembleia da República, José Luís Ferreira disse que "o grupo parlamentar …

Governo lamenta decisão do PCP. "Nunca tínhamos ido tão longe como fomos este ano"

O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares reagiu, esta segunda-feira à tarde, na Assembleia da República, ao anúncio de voto contra do PCP ao Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). Na Assembleia da República, Duarte Cordeiro …

Vulcão Cumbre Vieja lança lava, cinzas e fumo em La Palma

Vulcão de La Palma "no auge da atividade". Derrocada parcial do cone revela grande fonte de lava

Uma derrocada parcial do cone do vulcão da ilha de La Palma, nas Canárias, deixou à vista uma grande fonte de lava, segundo o Instituto Vulcanológico das Ilhas Canárias (Involcan). "Estamos no auge da atividade" do …

Presidente recebeu dose de reforço da vacina contra a covid-19 juntamente com a da gripe

O Presidente da República recebeu, esta segunda-feira, a dose de reforço da vacina contra a covid-19, juntamente com a vacina da gripe. "O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa recebeu esta tarde o reforço (ou terceira dose) …

PCP duvida do "golpe de asa" do Governo. BE estranha a sua "indisponibilidade"

O Partido Comunista anunciou, esta segunda-feira, que vai votar contra o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) na generalidade, juntando-se ao Bloco de Esquerda. "Não acredito em bruxas (...). Nunca faltámos à chamada e procurámos sempre …

"Ou há Orçamento ou avanço para a dissolução da Assembleia da República", diz Presidente

O Presidente da República afirmou, esta segunda-feira, que irá aguardar até ao último segundo da votação do Orçamento do Estado para 2022 na generalidade e, caso se confirme o chumbo, iniciará logo o processo de …

Portugal regista mais cinco mortes e 313 casos de covid-19

Portugal registou, esta segunda-feira, mais cinco mortes e 313 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 313 novos …

Quase 23 milhões de afegãos vão sofrer insegurança alimentar aguda no inverno

O Programa Alimentar Mundial da ONU alerta para a crise no Afeganistão, afirmando que o país está "entre os piores desastres humanitários do mundo, senão o pior". Cerca de 22,8 milhões de afegãos, mais de metade …

A COP26 ainda não começou, mas parece condenada ao fracasso. Matos Fernandes está "pouco otimista"

Cimeira tem início a 31 de outubro, mas os sinais que chegam não são positivos, com muitos dos líderes e representantes dos principais países a apontar dedos aos que ainda não se comprometeram com metas …

Líder do CDS-PP compara Estado a centro comercial por devolver "míseros cêntimos" do combustível

Líder centrista anunciou que o CDS vai apresentar novamente no Parlamento uma proposta para acabar com o adicional dos produtos petrolíferos — algo que já tinham feito no passado, mas que mereceu o chumbo de …