“Estão a morrer com dor”. Faltam medicamentos para 55 mil pessoas com cancro na Venezuela

Elza Fiúza / ABr

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela

Na Venezuela há mais de 55.000 pacientes com cancro que estão sem tratamento por falta de medicamentos, denunciou esta segunda-feira a ONG Codevida.

“Mais de 55.000 pessoas com cancro não têm medicamentos oncológicos e as pessoas que têm cancro em fase terminal não têm medicamentos paliativos, estão a morrer com dor e isso é indigno”, denunciou o presidente da Codevida.

Em declarações aos jornalistas, Francisco Valência insistiu que aos pacientes que estão em “fase final”, há “que dar-lhes pelo menos uma morte digna”.

“Senhor ministro da saúde, Carlos Alvarado González, senhor Presidente da República, Nicolás Maduro, vocês são responsáveis pela saúde dos venezuelanos”, frisou. Segundo Francisco Valência estão “sobrelotadas” as unidades de diálise para pacientes com insuficiência renal.

Não há materiais para diálise. Todos os dias estão a morrer pessoas. Cada dia há menos máquinas para diálise. Este ano já morreram 11 pessoas transplantadas e há mais de 90 rejeições”, frisou.

A Codevida é uma organização não-governamental composta por uma aliança de organizações dedicadas à defesa e ao direito à saúde dos venezuelanos.

No início de junho, a Fundação de Ajuda ao Menino com Cancro denunciou que dez crianças do Estado venezuelano de Carabobo estavam em perigo de vida, também por falta de tratamento para o cancro. Realçando ainda que nesta localidade já tinham morrido 22 crianças desde o início do ano.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

    • Não sei, mas é sem duvida um dos que está a causar mais males ao seu povo/país!!
      Deve haver bem pior do que este louco pelo mundo fora, só que, ou não tem poder, ou tem assessores para os “controlar” de alguma maneira!…

  1. E ainda há quem esteja contra o Trump. Deviam-se virar era para este maduro. Para este é que se deviam virar contra.

RESPONDER

"Agiu com responsabilidade, legalidade e integridade". Boris Johnson segura assessor

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, apoiou este domingo o seu principal conselheiro, Dominic Cummings, acusado de violar as regras de confinamento impostas para combater a pandemia covid-19, assegurando que o assessor agiu legalmente e com …

Dieselgate. Volkswagen condenada a indemnizar cliente

A justiça alemã condenou hoje a Volkswagen a indemnizar em parte um cliente que comprou um automóvel equipado com um motor diesel falsificado, numa sentença que deve influenciar dezenas de milhares de processos cinco anos …

Caso prazo das moratórias não seja alargado "terão de ser criadas outras medidas extraordinárias"

Caso as "as moratórias dos créditos não forem prolongadas, ou o Governo ou a Assembleia da República terão de criar outras medidas extraordinárias para as apoiar", disse a coordenadora do Gabinete de Proteção Financeira (GPF) …

Santuário de Fátima retoma no sábado celebrações com presença de peregrinos

O Santuário de Fátima vai retomar as celebrações com a presença de peregrinos a partir de sábado, garantindo as condições de segurança para o maior número de pessoas. O Santuário de Fátima, no concelho de Ourém, …

Ex-ministro da Saúde da Bolívia em prisão preventiva por suspeitas de corrupção

O ex-ministro da Saúde da Bolívia foi detido, na semana passada, por suspeita de corrupção na compra de ventiladores. O ex-ministro da Saúde da Bolívia, detido na última semana por suspeita de corrupção na compra a …

OMS considera cada vez mais improvável segunda grande vaga

A diretora do departamento de Saúde Pública da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou hoje que é "cada vez mais" improvável uma segunda grande vaga do novo coronavírus, mas aconselhou muita prudência. Em entrevista à rádio …

Açores reabrem creches e jardins de infância. Aulas de 11.º e 12.º também em São Miguel

As respostas sociais, encerradas devido à pandemia, reabrem esta segunda-feira no Pico, Faial, Terceira e São Jorge, e na ilha de São Miguel são retomadas as aulas dos 11.º e 12.º anos para alunos inscritos …

"Há muita gente a passar fome" no sector das Artes (alguns artistas receberam 50 euros de apoio)

Não vai haver condições para abrir muitas salas de espectáculos a 1 de Junho, como está permitido, alerta-se no sector das Artes, onde há "há muita gente a passar fome". Alguns artistas só conseguiram receber …

Cancelamento de consultas leva a quebra de vacinação contra a pneumonia

O cancelamento ou adiamento de milhares de consultas levou a uma quebra na vacinação contra a pneumonia. É preciso "voltar a dar confiança às pessoas para que regressem aos estabelecimentos de saúde", apela o Mova. De …

Há 11.636 casos activos de covid-19 em Portugal (e duas crianças nos Cuidados Intensivos)

Portugal regista esta segunda-feira 1.330 mortes relacionadas com a covid-19, mais 14 do que no domingo, e 30.788 infectados, mais 165, segundo o boletim da Direcção-Geral da Saúde (DGS). Há duas crianças internadas nos Cuidados …