Faltam 217 anos para as mulheres conquistarem igualdade de género no trabalho

Mais de dois séculos é o tempo que as mulheres de todo o mundo vão ter de esperar até que seja corrigida a desigualdade salarial.

De acordo com um novo estudo do Fórum Económico Mundial (FEM), 217 anos é o tempo que falta até se acabar com as disparidades salariais e de acesso ao emprego que continuam a punir as mulheres.

Há um ano, um outro estudo da mesma organização, apontava para 170 anos o tempo que demoraria a ser conseguido esse feito. Nessa mesma investigação, os especialistas tinham concluído que levaria 83 anos até mulheres e homens estarem em pé de igualdade no que toca ao acesso a cuidados de saúde, educação e representação política.

Repetidos os cálculos, demorará 100 anos a homens e mulheres estarem em pé de igualdade em termos de saúde, educação e representação política e 217 anos em termos salariais.

“Em 2017 não deveríamos estar a assistir a uma reversão dos progressos pela paridade de género. A igualdade de género é um imperativo moral e económico. Alguns países entendem isto e estão agora a colher os dividendos de terem adotado medidas proativas para resolver as lacunas de género”, refere Saadia Zahidi, chefe do FEM para a Educação, citada pelo Expresso.

Na investigação, o Fórum Económico Mundial analisou as disparidades entre homens e mulheres em 144 países tendo como guia indicadores económicos, de saúde, educação e representação política.

O relatório cita ainda dados recolhidos pela empresa de consultoria PricewaterhouseCoopers, que demonstram que no Reino Unido, por exemplo, a igualdade de género pode acrescentar 188 mil milhões de libras (214 mil milhões de euros) ao PIB britânico.

Empresas com mais de 100 trabalhadores vão ter de explicar e corrigir desigualdades salariais

A medida integra uma proposta de lei que está a ser trabalhada pelas áreas governativas da Cidadania e Igualdade, sob tutela da ministra da Presidência, e pelo Ministério do Trabalho, e que deverá ser aprovada, na quinta-feira, em Conselho de Ministros, segundo disse fonte do Governo à agência Lusa.

Terá uma implementação faseada, sendo nos primeiros dois anos aplicável apenas às empresas com mais de 250 pessoas e, posteriormente, alargada às empresas com mais de 100 pessoas.

A proposta de lei visa a promoção da igualdade remuneratória entre mulheres e homens e integra “medidas de natureza informativa e medidas que pugnam pela avaliação e correção das diferenças de teor discriminatório”, explicou a mesma fonte.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Canadá. Indígena e neta de 12 anos detidos ao tentarem abrir conta em banco

Um indígena apresentou duas queixas por racismo após ter sido detido e algemado, juntamente com a sua neta de 12 anos, quando tentava abrir uma conta no BMO - Banco de Montreal, no Canadá. Em dezembro, …

ONG encontra alianças de casal de migrantes que sobreviveu a naufrágio

As alianças encontradas pela ONG espanhola pertencem a um casal de migrantes argelinos que sobreviveu, em outubro, a um naufrágio ao largo da costa de Lampedusa, em Itália. De acordo com o jornal The Guardian, foi no …

Turquia condena 337 pessoas a perpétua por ligação à tentativa de golpe

Mais de 300 pessoas foram condenadas a prisão perpétua, esta quinta-feira, na maioria oficiais e pilotos militares, no principal julgamento relacionado com a tentativa de golpe falhado de 2016. De acordo com o jornal Público, a …

Rangers 2-2 Benfica | "Power" das águias chega para empatar

Num último assomo, o Benfica conseguir empatar um jogo que parecia irremediavelmente perdido. No espaço de três minutos – dos 78 aos 81 -, um autogolo de Tavernier, com intervenção decisiva de Gonçalo Ramos, e …

Lulas gigantes estão a deixar enormes cicatrizes em tubarões brancos

Cientistas marinhos encontraram evidências que sugerem que grandes tubarões brancos (Carcharodon carcharias) estão a ser atacados por lulas gigantes no Oceano Pacífico. Uma equipa de investigadores encontrou 14 tubarões brancos (Carcharodon carcharias) com evidências de cicatrizes …

Twitter passa a alertar utilizadores que colocam "like" em informações incorretas

O Twitter passou a alertar os utilizadores quando estes tentam 'curtir' uma publicação que contenha informações consideradas incorretas, medida que faz parte da esforço da empresa para combater a desinformação. Esta mudança significa que os utilizadores …

Erosão causada por tempestade tropical revela naufrágio do século XIX na Florida

Depois da tempestade tropical Eta arrebatar o norte da Florida no início deste mês, um banhista fez uma descoberta inesperada enquanto caminhava na costa de St. Augustine. Ao caminhar pelas dunas de areia de Crescent Beach, …

Uma mentira de um trabalhador de uma pizzaria forçou o confinamento na Austrália do Sul

O estado da Austrália do Sul decretou um confinamento geral, no dia 18 de novembro, depois de um funcionário de uma pizzaria ter mentido. Segundo o Huff Post, o homem, de nacionalidade espanhola, estava infetado com …

Jogar Monopólio, Scrabble ou até bilhar pode ser (ainda) mais divertido com uma nova mesa touch

Por mais divertidos que sejam os jogos de tabuleiro, estes podem ser um passatempo caro pois quem realmente gosta não se cansa de os comprar. Agora, a empresa Arcade1Up criou o Infinity Game Table que …

A apreensão histórica de cetamina na Tailândia não foi assim tão histórica. Eram só aditivos alimentares

Análises laboratoriais revelaram que a apreensão "histórica" de cetamina anunciada pelo Governo da Tailândia há cerca de duas semanas foi, na verdade, uma apreensão de aditivos alimentares e agentes de limpeza. As autoridades tailandesas anunciaram, …