Falta de acordo permite invasão espanhola nas águas portuguesas (e vice-versa)

Portugal e Espanha ainda não se entenderam e, caso não assinem um novo acordo de pescas até Dezembro deste ano, as águas portuguesas ficam livres para uma “invasão” espanhola.

O actual acordo em vigor, que data de 8 de Agosto de 2014, termina a 31 de Dezembro de 2017 e ainda não há fumo à vista para a assinatura de um novo documento.

Ora Dezembro está mesmo ao virar da esquina, conforme alerta a Associação dos Armadores (AAPI), através do Dinheiro Vivo, lembrando que o potencial novo acordo de pescas a firmar entre Portugal e Espanha, ainda tem que ser aprovado nos Parlamentos dos dois países e pelo Rei de Espanha, pelo que o processo pode demorar a concretizar-se.

Assim, a partir de Janeiro de 2018, e se o acordo não estiver formalmente concluído, os barcos espanhóis podem invadir livremente a Zona Económica Exclusiva (ZEE) portuguesa. E o mesmo poderá acontecer com os barcos portugueses na ZEE espanhola.

O acordo bilateral de pescas entre Portugal e Espanha surge no âmbito da Política Comum de Pescas da União Europeia “que impunha a partilha das ZEE“, conforme refere ao Dinheiro Vivo o secretário-geral da AAPI, Luís Vicente.

Dado que aquela solução não interessava a nenhum dos países, os Governos português e espanhol optaram pelos acordos bilaterais. E, como no passado, “não há qualquer razão para que não exista acordo, falta é assinar”, refere Luís Vicente.

O que é certo é que sem esse entendimento formal, a ZEE portuguesa, “de acordo com a política da UE”, passará a ser “uma área livre”, esclarece o mesmo responsável.

“Ou seja, a ZEE portuguesa, tendo-se conseguido limitar o acesso das embarcações espanholas através do acordo bilateral, deixa de se poder limitar, tal como Espanha relativamente aos barcos portugueses, caso não haja acordo em vigor em 2018”, conclui.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A União Europeia tem sido pródiga em leis tendenciosas que nos têm tramado e os nossos políticos uns baile mandado ao sabor da valsa de Bruxelas, partilhar o nosso mar que dizem estar a ficar esgotado de peixe com a Espanha que tem uma das maiores frotas pesqueiras do mundo vê-se logo à partida que é um bom acordo para nós, ainda não percebi porque razão não temos nós acesso ao petróleo do Mar do Norte, será que nesta área já não somos europeus?.

RESPONDER

"O São João é decisivo". Gaia negou pedidos para festejos e faz apelo à contenção

A Câmara de Vila Nova de Gaia negou os pedidos para a realização de festas de São João porque “com esta cadência” o concelho “corre o risco de voltar atrás no confinamento”, disse esta segunda-feira …

Presidente promulga diploma do Governo para acelerar execução do PRR

O Presidente da República promulgou esta segunda-feira o decreto-lei que estabelece o regime excecional de execução orçamental e de simplificação de procedimentos dos projetos aprovados no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Numa nota …

Bielorrússia. Washington anuncia sanções financeiras e restrições de vistos

Os Estados Unidos impuseram esta segunda-feira novas sanções financeiras e restrições de vistos a dezenas de funcionários e entidades na Bielorrússia, em coordenação com a União Europeia, Reino Unido e Canadá. As medidas retaliatórias - que …

Uma provocação de Cristiano iniciou a reviravolta alemã

Opinião de Dietmar Hamann, depois de um toque "artístico" do capitão da seleção portuguesa, quando a Alemanha ainda perdia. Cristiano Ronaldo voltou a jogar para dar espetáculo, num momento do duelo entre Portugal e Alemanha no …

Fotografia mostra princesa Latifa em Espanha

Uma fotografia da princesa Latifa do Dubai, cuja situação preocupa a ONU depois de ter sido apanhada quando tentava fugir do emirado em 2018, foi divulgada esta segunda-feira numa rede social e descrita como tendo …

Microlino, o pequeno carro elétrico com teto dobrável, está cada vez mais perto da produção

Em desenvolvimento há mais de cinco anos, e originalmente com produção prevista para 2019, o terceiro protótipo do Microlino 2.0 da Micro Mobility Systems AG foi concluído. O terceiro protótipo do Microlino é o mais próximo …

Constitucional "absolve" (mas critica) socialista que chamou "cigana" a deputada

O Tribunal Constitucional (TC) anulou a decisão do PS de condenar o ex-eurodeputado, mas o presidente fez uma declaração de voto em que reprovou o "chocante racismo". O caso remonta a junho de 2017, quando Manuel …

EUA convida Coreia do Norte a retomar diálogo sobre armamento nuclear

Os Estados Unidos (EUA), a Coreia do Sul e o Japão convidaram esta segunda-feira Pyongyang a retomar o diálogo sobre armamento nuclear na península coreana, depois de o líder norte-coreano ter anunciado estar a preparar-se …

Polícias em protesto abandonaram parlamento (mas voltaram para trás)

A manifestação de elementos das forças de segurança pertencentes ao Movimento Zero abandonou esta segunda-feira, cerca das 15h30, o parlamento, alegadamente em direção ao Ministério da Administração Interna, mas a meio do percurso voltou para …

Sobrevivência da TAP depende da “implementação rigorosa” da reestruturação

O presidente executivo interino da TAP, Ramiro Sequeira, despediu-se esta segunda-feira dos trabalhadores sublinhando que a sobrevivência da companhia aérea dependerá da "implementação rigorosa" do plano de reestruturação. Num email enviado aos trabalhadores, a que a …