Facebook anunciou de forma otimista multa recorde (e esperou por audição de Mueller para o fazer)

tuaulamac / Flickr

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook

O tom com que o Facebook anunciou a multa recorde acordada com a Comissão Federal de Comércio não era propriamente o que se esperava face à situação de violação de privacidade. Além disso, a publicação assinada por Colin Stretch foi divulgada assim que o testemunho de Robert Mueller no Congresso começou.

Num artigo assinado pelo vice-presidente jurídico, Colin Stretch, esta quarta-feira, o Facebook comunica oficialmente o seu acordo com a Comissão Federal de Comércio (FTC), que inclui uma multa recorde de 4,5 mil milhões de euros, além de novas e rígidas regras sobre a forma como a empresa deve gerir os dados dos seus utilizadores, garantindo privacidade.

No entanto, ao contrário do que seria de esperar, a publicação de Stretch é otimista e faz com que a privacidade de dados pareça um novo recurso que a empresa acaba de lançar com prazer, ao invés de parecer um puxão de orelhas por parte da FTC que o Facebook terá de cumprir.

Intitulada “Acordo FTC Traz Novos e Rigorosos Padrões para Proteger a sua Privacidade”, a publicação estabelece um conjunto de regras que visam melhorar a privacidade dos dados disponibilizados online. Aliás, segundo o Fast Company, a equipa de Facebook vai ainda mais longe e escreve que este acordo “não é apenas sobre reguladores, é sobre reconstruir a confiança das pessoas“.

A multa foi imposta contra a empresa por violar um acordo de privacidade de 2012, “enganando os utilizadores sobre a sua capacidade de controlar a privacidade das suas informações pessoais”, lê-se no comunicado oficial da Comissão Federal de Comércio.

Além da multa, o Facebook fica também submetido a novas restrições. O acordo exige também que a empresa crie um comité de privacidade, nomeado de forma independente no seu conselho, e designe responsáveis para supervisionar o programa de privacidade da empresa.

“O pedido exige que o Facebook reestruture sua abordagem à privacidade e estabeleça novos mecanismos para garantir que os executivos do Facebook sejam responsáveis pelas decisões que tomam sobre privacidade, e que essas decisões estejam sujeitas a uma supervisão significativa“, lê-se no relatório.

Ainda assim, a multa é uma vitória para o Facebook, uma vez que os cinco mil milhões de dólares são apenas uma fração da avaliação da empresa, de 56 mil milhões. No entanto, isso não significa que os investidores estejam a encarar a situação de ânimo leve: as ações do Facebook caíram cerca de 1% no início da manhã da negociação.

Mas apesar de o Facebook parecer otimista no seu anúncio, a verdade é que esperou até ao testemunho de Robert Mueller no Congresso para divulgar a publicação, conforme informa o jornalista do FC, Nick Kolakowski, no Twitter.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Perda de habitat pode aumentar doenças que passam de animais para humanos, prevê ONU

Um novo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) alertou que podem surgir mais doenças que passam de animais para humanos, como a covid-19, à medida que os habitats são devastados pela exploração da vida …

Rússia ameaça retaliar face às sanções "hostis" do Reino Unido

A Rússia ameaçou responder às sanções "hostis" anunciadas por Londres contra 59 pessoas e entidades, 25 delas russas. A Rússia vai responder às sanções "hostis" anunciadas pelo Governo britânico contra 49 pessoas e organizações, 25 das …

Ministério dispensa quase todos os alunos da renovação de matrículas (após ataques informáticos e o desespero dos pais)

As matrículas online são agora obrigatórias apenas para os alunos que no próximo ano lectivo vão iniciar os 5.º, 7.º e 10.º anos de escolaridade. O anúncio é feito pelo Ministério da Educação depois das …

"Estavam prontos para bater". Atleta Ricardo dos Santos vai processar polícia londrina

O atleta português Ricardo dos Santos disse na segunda-feira que não demorou mais de 20 segundos a parar o carro, quando lhe foi pedido pelas autoridades em Londres, e garantiu que vai processar a polícia …

Motorista de autocarro em morte cerebral depois de agressões de passageiros em França

Um motorista de autocarro foi declarado em morte cerebral esta segunda-feira, em França, depois de ter sido agredido no domingo por passageiros a quem recusou a entrada no transporte público. No domingo à noite, um motorista …

Erro de laboratório origina 20 casos em dois clubes da Liga búlgara

Vinte pessoas estão infetadas com o novo coronavírus, após um futebolista com covid-19 ter participado no duelo entre o Cherno More e o Tsarko Selo, da Liga búlgara, devido ao erro de um laboratório, foi …

Soleimani foi assassinado de forma "ilegal e arbitrária", considera perita da ONU

A relatora especial da ONU, Agnes Callamard, considera que os Estados Unidos não apresentaram provas suficientes para justificar o ataque. Uma especialista da ONU concluiu que o general iraniano Qasem Soleimani, morto num raide norte-americano …

Bolsonaro infetado com covid-19

A imprensa brasileira confirmou, esta terça-feira, que o Presidente Jair Bolsonaro está infetado com covid-19. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, testou positivo à covid-19. De acordo com a Globo, a informação foi avançada pelo próprio, …

Costa avisa que vem aí a "fase mais crítica" dos incêndios e pede prevenção

O primeiro-ministro participou numa reunião de acompanhamento e monitorização sobre prevenção e combate a fogos florestais e advertiu, esta terça-feira, que Portugal entra agora na fase mais crítica. Esta terça-feira, o primeiro-ministro advertiu que Portugal entra …

"Fracasso" no combate à covid-19. Diretora de Saúde de Israel demite-se

Siegal Sadetzki, diretora dos serviços públicos do Ministério da Saúde de Israel, denunciou o "fracasso" das autoridades em retardar a propagação da covid-19 no país, apresentando a sua demissão. Uma responsável do Ministério da Saúde de …