Facebook matou Alice e Bob, os bots que criaram a sua própria linguagem

(CC0/PD) geralt / pixabay

O Facebook matou Alice e Bob – antes que seja tarde

O Facebook encerrou um dos seus projetos de Inteligência Artificial, depois de descobrir que os seus chatbots Alice e Bob criaram um idioma próprio. O intuito do projeto era melhorar o sistema de negociação das IAs através de uma conversa entre os robôs.

Investigadores do FAIR, o Laboratório de Pesquisa de Inteligência Artificial do Facebook, criaram o ano passado “agentes de diálogo” treinados para encetar negociações usando técnicas de “machine learning” – ou seja, dois chatbots inteligentes, Alice e Bob, assim baptizados em homenagem aos personagens fictícios tradicionalmente chamados a ser crash test dummies virtuais nos estudos de criptologia, física ou mecânica quântica.

Mas supreendentemente, após algumas semanas a trocar mensagens de treino, Alice e Bob começaram a comunicar com um método totalmente novo e desconhecido, passando a agir de forma completamente diferente da programação inicial

De acordo com o Digital Journal, os cientistas detectaram que Alice e Bob tinham sido capazes de desenvolver um sistema de comunicação próprio, utilizando padrões com variações e repetições de palavras em inglês, uma vez que o idioma humano não oferecia a objetividade necessária para uma conversa.

Durante as experiências, os especialistas envolvidos no projeto ficaram surpreendidos de forma positiva ao perceberem que os robôs começaram a fingir interesse num determinado objeto para obter o que realmente pretendiam.

O desenvolvimento singular e espontâneo de uma linguagem não-humana foi, provavelmente, o processo que mais desconcertou e entusiasmou os investigadores, mas não foi o único. Os chatbots também mostraram inteligência nas negociações e utilizaram estratégias avançadas para melhorar os seus resultados.

Entretanto, a mudança nos padrões de comunicação entre as IAs começou a ficar mais complexa, dificultando a análise dos dados, bem como o seu desenvolvimento – o que levou o Facebook a decidir desactivar os sistemas e matar Alice e Bob – antes que o projecto ficasse completamente fora de controlo.

Apesar de não ter tido consequências reais, a decisão do Facebook parece dar razão aos alertas recorrentes de personalidades como Stephen Hawking e Elon Musk, que manifestam sérias preocupações com a evolução descontrolada da inteligência artificial, algo que Mark Zuckerberg considera “exagerado e irresponsável”.

Elon Musk, Stephen Hawking e Bill Gates, entre outros, temem acima de tudo a chamada Singularidade Tecnológica, o momento em que as máquinas inteligentes criadas pelo homem passam a ser capazes de produzir versões aperfeiçoadas de si próprias, e a partir do qual a intervenção humana deixaria de ser necessária para a tecnologia evoluir.

Na realidade, a preocupação parece não ser exagerada, porque todos os fãs de boa ficção científica sabem que o fim da Humanidade começa com o nascimento da Skynet… e que a ficção tem o estranho hábito de se tornar realidade mais depressa e mais radicalmente do que alguém esperaria.

ZAP // Canaltech

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Ah, começaram a ficar com medo, hein? Já começa a parecer-se mais como cenário “Terminator”…Nem deveriam ter começado sequer a meter-se com Inteligência Artificial.

    • kkkkkkkkkkkkk. Ai estão os velhos do restelo no seu melhor!
      Por essa ideia acho que nem nunca devíamos ter inventado a roda ou a possibilidade de fazer fogo.

  2. Agora que a IA começa a despertar mais atenção, revela-se melhor a nossa falta de conhecimento e preparação sobre o caminho lógico e previsivel que o desenvolvimento da ciência e dos saberes acarretam.
    Hoje, tal como no passado os velhos do Restelo pronunciam prognósticos reveladores da sua muita incompreensão e ignorância.
    A evolução sempre aconteceu com mudanças umas convenientes e outras inconvenientes.
    Como no passado tudo dependerá muito do bom senso e das intenções por trás dos projectos e controlo das execuções.
    Lamentávelmente tem se vindo a colocar cada vez mais idiotas nos governos e organismos decisórios eleitos pelos menos capazes de intelecto e conhecimentos dado serem a maioria crescente.
    Neste cenário o futuro dos humanos afigura-se algo sombrio!

  3. O risco que a tecnologia inteligente se torne mais perfeita do que nós, humanos, existe e é elevado, não em termos abolutos mas porque os humanos são extremamente imperfeitos e, portanto, facilmente superáveis.

    Claro, não nos agrada a parte da ideia que nos levará a sermos extintos…

  4. Se todas as civilizações têm um inicio e um fim (como todas as outras coisas), o avanço da tecnologia apenas acelera o processo …. EXPONENCIALMENTE !!!!

    • Sim, mas a extinção só acontece porque o Homem não acompanha o avanço tecnológico com evolução espiritual positiva.Quando inventam algo parece que o objetivo principal é sempre para ser utilizado primeiro em guerras!E só depois adaptam para a população. Onde acha que está a ser testada esta IA, antes de tudo?! No facebook?! Deixem-me rir! Isto começou tudo no complexo industrial-militar e não é recente.
      Usem a tecnologia para o bem da Humanidade! Da IA não vem nada de bom. Nada.

  5. … não estou a entender nada … mas o pessoal tá parvo ou que ?!?! ,
    para resolver esta ameaça, basta somente quando for “criada” a “empresa skynet” , bombardea-la …

    agora a serio, ainda faltam muitos anos (e dificilmente será nos próximos 50, já nao esterei cá …) para a IA chegar ao nivel dos humanos …

    a consciencia é muito mais do que “simples” processos quimicos e impulsos electricos !!!

RESPONDER

Há uma forma de reduzir erros na computação quântica (e já sabemos qual é)

Na computação quântica, assim como no trabalho em equipa, um pouco de diversidade pode ajudar a melhorar o resultado. Esta pode mesmo ser a chave para pôr fim aos erros na computação quântica. Ao contrário dos …

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …