Inteligência artificial do Facebook criou a sua própria linguagem

Um relatório recente do Facebook sobre o modo como os chatbots, robôs capazes de conversar por texto, dialogam uns com os outros, despertou novas análises que permitem antever o futuro da linguagem.

No relatório, investigadores do FAIR, o Laboratório de Pesquisa de Inteligência Artificial do Facebook, descrevem o treino dos seus “agentes de diálogo” para negociar usando “machine learning“.

Os chatbots eram alunos ansiosos e bem-sucedidos nas negociações, mas os investigadores acabaram por perceber que precisariam de ajustar o modelo, porque os bots estavam a criar sua a própria linguagem, desviando-se do modo de diálogo normal dos humanos.

Por outras palavras, quando se usou um modelo capaz de permitir que os chatbots conversassem livremente, usando a aprendizagem mecânica para melhorar e incrementar as suas estratégias de comunicação durante as conversas, a certa altura eles criaram e aplicaram a sua própria linguagem.

Inteligência artificial

O desenvolvimento singular e espontâneo de uma linguagem não-humana foi, provavelmente, o processo que mais desconcertou e entusiasmou os investigadores, mas não foi o único. Os chatbots também mostraram inteligência nas negociações e utilizaram estratégias avançadas para melhorar os seus resultados.

Por exemplo, um bot pode fingir estar interessado em algo sem valor, para ser capaz de “sacrificar” esse elemento mais tarde, como parte de um compromisso.

Embora a inteligência destes “robôs de negociação” do Facebook não signifiquem que estamos perante a iminência da singularidade – o momento em que a capacidade computacional ultrapassa toda a inteligência humana – ou qualquer coisa que se aproxime desse nível de sofisticação.

Mas estamos perante mais um sinal de que um domínio importante do conhecimento, até agora assumido de forma exclusiva pelos seres humanos – a linguagem – é definitivamente um universo partilhado.

A descoberta também destaca até que ponto estamos longe de conhecer tudo sobre a forma como os modelos de inteligência artificial e como eles pensam e aprendem – mesmo quando as criamos e modelamos à nossa própria imagem.

RESPONDER

NASA mostra como o furacão Ofélia influenciou os incêndios em Portugal

A estação espacial norte-americana NASA divulgou um vídeo que ilustra o impacto dos furacões que atingiram o Oceano Atlântico, nos últimos meses, mostrando em particular como o Ofélia teve influência nos grandes incêndios que abalaram …

Cesarianas e tempos de espera nas urgências vão condicionar financiamento

Os hospitais com taxas de cesariana superiores a 29,5% ou 31,5%, consoante o grau de diferenciação, não vão receber do Estado o pagamento pelos respetivos episódios de internamento, no âmbito do programa para a redução …

Empresas públicas escondem das Finanças os salários dos gestores

Cerca de metade das empresas públicas não comunicaram dados sobre os salários dos membros do conselho de Administração ao Ministério das Finanças, como está estipulado na Lei. O Correio da Manhã apurou que, em 2016, 118 …

"0 tiros disparados". PSP publica (e depois retira) post polémico sobre tiroteio

O post partilhado no Facebook da PSP, que parecia fazer alusão ao tiroteio que, na semana passada, provocou a morte de uma mulher, já foi retirado desta rede social. "0 tiros disparados", podia ler-se. A PSP …

PJ descarta abuso sexual na Queima das Fitas de Porto e Braga. Autores dos vídeos ainda por apurar

A Polícia Judiciária descartou o crime de abuso sexual nos dois casos, mas mantém a investigação aos crimes de de gravação ilícita e devassa da vida privadas. Dois jovens envolvidos numa cena de sexo num autocarro …

Negociações para formar Governo fracassam na Alemanha

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, lamentou no domingo em Berlim o fracasso das negociações da CDU com os liberais do FDP e com Os Verdes para a formação de um novo governo. Desde as eleições …

Armada argentina duvida que chamadas de satélite sejam do submarino desaparecido

No sábado, bases navais da Argentina anunciaram ter recebido contactos por telefone-satélite que poderiam ter sido feitos a partir do submarino militar argentino Ara San Juan. De acordo com o Diário de Notícias, sete chamadas de …

Morreu o infame Charles Manson

Na sequência dos assassínios brutais que levou a cabo com a sua seita, Charles Manson tinha sido condenado à morte em 1971. Um dos criminosos mais famosos dos Estados Unidos, Charles Manson, líder de uma seita …

Portugal prepara-se para o regresso dos seus jihadistas

As autoridades portuguesas estão a preparar-se para o regresso dos jihadistas que partiram de Portugal para combater nas fileiras do Estado Islâmico. Polícia e entidades de apoio social estão a receber formação para prevenir a …

Criminologista espanhol encontrou a "mulher de roxo" do caso Maddie

A polícia inglesa procurava a "mulher de roxo", que tinha saído da Praia da Luz com o marido - um pedófilo condenado que entretanto morreu -  na mesma altura do desaparecimento de Madeleine McCann, em …