Emails, fotos e histórico. FaceApp recolhe informações dos utilizadores

 

A FaceApp é uma aplicação que nos últimos dias viralizou e permite usar um filtro de fotografia que nos torna mais velhos, entre outras funcionalidades. No entanto, a aplicação admite construir uma base de dados com as informações dos utilizadores.

Na política de privacidade da aplicação, a FaceApp admite recolher os dados sempre que o utilizador usa um filtro ou outra funcionalidade. No tópico “informações que recolhemos”, a empresa que desenvolveu a aplicação admite reunir “conteúdo dos utilizadores (por exemplo fotos e outros materiais) que sejam publicados através do serviço“.

A aplicação de edição de fotografias permite alterar a nossa aparência, mudando a cor de olhos, o estilo do cabelo, etc. No entanto, a funcionalidade mais viral é a de fazer uma simulação da nossa aparência quando formos mais velhos. Fotografias com os filtros do FaceApp têm sido vistas espalhadas pelas redes sociais, com várias celebridades a também usarem a aplicação.

Atualmente, a aplicação desenvolvida pela empresa russa Wireless Lab é a mais descarregada da Google Play e da App Store em Portugal. Apesar de parecer uma violação da nossa privacidade, são os próprios utilizadores que autorizam a recolha dos dados pela aplicação.

O histórico de navegação do browser, de acordo com o jornal Público, é uma das informações que também é recolhida pela app. “Usamos ferramentas de análise de terceiros para nos ajudar a medir o tráfego e as tendências de uso do serviço”, lê-se na política de privacidade.

“Estas ferramentas reúnem informação enviada pelo seu dispositivo ou pelo nosso serviço, incluindo as páginas web que visita, add-ons, e outra informação que nos ajude a melhorar o serviço”, explica.

A FaceApp esclarece que “não recolhe intencionalmente” informação de menores de 13 anos e, caso o faça, é obrigada a eliminar essa informação.

“Também podemos recolher informações semelhantes de emails enviados para os nossos utilizadores, que depois nos ajudam a monitorizar quais emails são abertos e em que links os destinatários clicam”, alegando que recolhe estes e outros dados para “melhorar e testar a eficácia do serviço“.

No entanto, além de ser utilizada em benefício dos criadores, a informação recolhida pode ser partilhada com os parceiros da FaceApp, como por exemplo empresas de publicidade.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. App desenvolvida por empresa russa?
    Hummm… até me podem chamar as coisas que agora estão em voga… Mas que não me fiava… lá isso não.

RESPONDER

24 horas depois, estátua de manifestante antirracismo em Bristol foi removida

A estátua de uma manifestante do movimento Black Lives Matter, erguida, esta quarta-feira, na cidade de Bristol, no Reino Unido, já foi removida. De acordo com o jornal The Guardian, 24 horas depois de ter sido …

Advogados continuam luta para manter declarações fiscais de Trump em segredo

Depois de o Supremo Tribunal ter determinado que os procuradores nova-iorquinos podem ter acesso às declarações de impostos do Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, os seus advogados informaram na quarta-feira que estavam a considerar …

EUA negam vistos a funcionários da Huawei que apoiem "violadores de direitos humanos"

Esta quarta-feira, o Governo norte-americano que vai impor restrições nos vistos a funcionários da Huawei e a outras empresas que os Estados Unidos vejam como apoiantes de Governos violadores de direitos humanos. Além das restrições, o …

Ventilador produzido em Portugal recebe autorização de utilização do Infarmed

O ventilador Atena, produzido em Portugal, recebeu, na terça-feira, a autorização do Infarmed para o seu uso em contexto hospitalar na luta contra a covid-19. Esta quarta-feira, numa publicação na sua página de Facebook, o CEiiA …

American Airlines avisa 25 mil trabalhadores que podem perder emprego

Os dirigentes da American Airlines escreveram a cerca de 25 mil trabalhadores da transportadora aérea para lhes comunicar que o seu emprego pode desaparecer em outubro. Os dirigentes das Companhias de aviação dos Estados Unidos admitiram …

Trump substitui diretor de campanha a menos de quatro meses das eleições

O Presidente dos Estados Unidos substituiu, esta quarta-feira, o seu diretor de campanha, perante os maus resultados nas sondagens, a menos de quatro meses das eleições. "Tenho o prazer de anunciar que Bill Stepien foi promovido …

Bristol acordou com uma nova estátua. Manifestante antirracismo substitui comerciante de escravos

Bristol acordou com uma nova estátua. Um artista britânico ergueu uma estátua de uma manifestante do movimento ‘Black Lives Matter’ no topo do pedestal na cidade inglesa antes ocupado pela estátua de um comerciante de …

Enfermeira norte-americana matou sete doentes num hospital de veteranos com injeções de insulina

Uma enfermeira num hospital de veteranos norte-americanos matou deliberadamente pelo menos sete doentes com injeções de insulina. A mulher, que admitiu o crime, deverá ser condenada a sete penas de prisão perpétua, mais 20 anos …

PSP pôs fim à festa do título na Avenida dos Aliados. Um polícia ficou ferido

Na parte final dos festejos portistas, já durante a madrugada, nos Aliados, o Corpo de Intervenção da PSP do Porto foi obrigada a intervir contra um grupo de adeptos. Ninguém foi detido, mas um agente …

PJ detém cinco pessoas por esquema fraudulento com tratamentos para a covid-19

Cinco profissionais ligados ao ramo da saúde foram detidos, esta quinta-feira, pela Polícia Judiciária (PJ) numa operação que envolveu buscas a clínicas médicas, residências e empresas e que investiga crimes de corrupção, burla qualificada, falsificação …