Desmantelada fábrica ilegal de tabaco. Funcionava num bunker

Uma operação levada a cabo pela Guardia Civil esta terça-feira desmantelou uma fábrica ilegal de tabaco, em Espanha, e deteve a organização clandestina que a geria: vinte pessoas foram detidas, de nacionalidades britânica, lituana e ucraniana.

De acordo com o jornal El País, por cima da fábrica, construída debaixo da terra, havia um estábulo, que servia para iludir os habitantes de Málaga. Porém, por baixo dos animais existia uma área de 200 metros quadrados com produção ininterrupta de tabaco ilegal e onde trabalhavam seis ucranianos que praticamente não viam a luz do dia, um trabalho descrito pela polícia como “quase escravo”.

O bunker não tinha janelas nem ventilação – apenas um gerador que ia reciclando o ar. Os seis homens passavam semanas fechados e trabalhavam em turnos de 12 horas. Dormiam em beliches instalados no mesmo espaço. Ali comiam e satisfaziam as suas necessidades mais básicas.

A fábrica foi construída em apenas alguns meses e com o investimento de “várias centenas de milhares de euros”.

O comandante Carlos Gallego, chefe do Grupo de Crimes Económicos da Unidade Operacional Central (UCO) da Guarda Civil disse ao mesmo jornal espanhol que a escolha do local era “perfeita”.

Não foi fácil encontrar o local de entrada para a fábrica. A polícia demorou 18 horas para conseguir descobrir a porta de entrada. Nenhum dos detidos colaborou com as autoridades, embora o gerador que alimentava o sistema de circulação de ar tivesse deixado de funcionar e a vida dos seis trabalhadores tivesse ficado em risco.

Quando os agentes da polícia finalmente conseguiram entrar no bunker, encontraram seis homens assustados, uma cozinha com sete cadeiras, dois frigoríficos e uma televisão por satélite, um quarto com quatro beliches e uma casa de banho com chuveiro.

Foram apreendidas 17,6 toneladas de tabaco picado e 153 mil maços – mais de três milhões de cigarros – prontos para serem vendidos, além de 144 quilos de marijuana e 20 haxixe.

De acordo com a Europol, a organização já estava a construir outra fábrica para aumentar a produção em território espanhol.

Na fábrica ilegal eram produzidos 3.500 cigarros por hora, meio milhão por semana, com um valor de 1,5 milhão de euros. Por mês, a fábrica rendia seis milhões. A fábrica poderia render 72 milhões de euros por ano.

A marca falsificada era Cartel, de origem búlgara e o destino do produto era França, Alemanha e Reino Unido. Cada pacote era vendido no mercado negro por dois euros – o preço na versão legal é 12 euros.

A investigação não está encerrada. A Europol quer saber quem forneceu as máquinas, o material e os trabalhadores. Os membros da organização detidos são acusados ​​de contrabando de tabaco, organização criminosa, lavagem de dinheiro e roubo de propriedade industrial, entre outros.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Turquia retém avião com ventiladores para Espanha

A ministra das Relações Exteriores de Espanha, Arancha González Laya, disse esta sexta-feira que as autoridades da Turquia retêm em Ancara um avião oriundo da China com ventiladores, para combater a pandemia de covid-19. A ministra …

Arqueólogos revelam condições horríveis de campo de concentração nazi no Reino Unido

Uma equipa de arqueólogos revelou as condições horríveis de um campo de concentração nazi em Alderney, a ilha britânica mais setentrional do Canal da Mancha, onde estavam prisioneiros políticos e trabalhadores forçados durante a Segunda …

Governo quer reabrir ensino secundário a 4 de maio. Telescola deve arrancar depois da Páscoa

O Governo está a preparar a reabertura das escolas apenas para o ensino secundário para 4 de maio. Ainda falta ouvir a Direção-geral da Saúde, os especialistas, o Conselho Nacional de Educação e o Conselho …

“Não há razão para alarme”. Governo quer perdoar penas até dois anos e antecipar liberdade condicional

A proposta de lei do Governo que estabelece um regime excecional para as prisões, no âmbito da pandemia covid-19, já deu entrada na Assembleia da República, podendo ser consultada na página oficial do Parlamento. No diploma, …

O nosso cérebro evoluiu para acumular mantimentos (e julgar os outros por fazer o mesmo)

O nosso cérebro evoluiu de uma forma que, em situações de stress, acumulamos mantimentos e julgamos os outros por fazer exatamente o mesmo. Os media estão repletos de histórias – e a condenação – de pessoas que …

Autarca de Vieira do Minho denuncia: testes estão a ser desviados para Lisboa

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Gerês/Cabreira, Vieira do Minho, detetou 77 infetados pelo novo coronavírus, com os autarcas da área a reclamarem contra a demora na distribuição de testes, disse esta sexta-feira à …

Trump recomenda uso de máscaras (mas recusa-se a usá-las)

Esta sexta-feira, os Estados Unidos tiveram, pelo quarto dia consecutivo, o maior número de mortes em 24 horas, num total de 1.094, e contam com quase 30 mil novos casos. No seu briefing diário, de acordo …

A Antártida já foi uma floresta tropical

A Antártida pode ter sido o lar de ecossistemas quentes e pantanosos cercados por fetos e árvores coníferas há 90 milhões de anos, altura marcada pelo auge dos dinossauros. Uma análise do solo antigo extraído da …

Algumas estrelas têm "veneno" dentro de si (e é por isso que explodem)

Algumas estrelas têm um "veneno" dentro de si: o elemento néon no núcleo das estrelas pode desencadear uma reação química que leva a uma morte definitiva e explosiva. Estrelas menos massivas, como o nosso Sol, expandem-se …

Criada tecnologia que traduz pensamentos diretamente em texto

Uma equipa de investigadores diz ter criado um sistema capaz de traduzir sinais cerebrais diretamente em texto escrito. Este é um passo promissor para que no futuro seja possível escrever num computador apenas com o …