//

Ex-miss Venezuela e marido assassinados a tiro em assalto

fb/Monica-Spear

Mónica Spear Mootz em filmagens

Mónica Spear Mootz em filmagens

A polícia venezuelana confirmou hoje que a ex-miss Venezuela Mónica Spear Mootz, 29 anos, foi assassinada a tiro na noite de segunda-feira por vários homens armados que assaltaram a viatura em que circulava.

O automóvel em que seguiam avariou na estrada que liga as localidades de Valência a Puerto Cabello (200 quilómetros a oeste de Caracas) e os assaltantes assassinaram ainda o seu marido, o empresário, Thomas Henry Berry, de 49 anos e nacionalidade irlandesa, e feriram a sua filha de cinco anos numa perna.

A ministra venezuelana de Comunicação e Informação, Delcy Rodríguez, condenou o assassinato, enviando os seus pêsames a familiares da atriz venezuelana e assegurando no Twitter que “já estão em marcha as investigações para encontrar os responsáveis deste lamentável facto”, aos quais “se aplicará todo o peso da lei”.

O Ministério Público venezuelano designou dois procuradores para investigar o assassinato

O líder opositor e ex-candidato presidencial, Henrique Capriles Radonski, propôs ao presidente Nicolás Maduro “pôr de lado” as “profundas diferenças” entre ambos e adotar uma união “contra a insegurança”.

O também governador do Estado de Miranda, expressou ainda solidariedade para com os familiares e amigos da ex-miss e frisou que “todos temos perdido alguém querido pela violência e dói mais ver que a cifra (de assassinatos) cresce e o nosso país se habitua com isso”.

O assassinato motivou reações de diversos setores da sociedade venezuelana, entre elas a de Osmel Sousa, responsável pela organização do Miss Venezuela, que afirmou tratar-se de “uma tragédia”.

“Lamentável e dolorosa perda a da atriz Mónica Spear. Quanto sangue se derrama diariamente no nosso país às mãos da violência!!”, escreveu na rede social Twitter a luso-descendente Vanessa Gonçalves, miss Venezuela Universo 2010.

A miss Venezuela Mundo 2011, Gabriela Ferrari, referiu-se ao assassinato como uma “terrível notícia” e questionou até quando durará “tanta impunidade, tanta violência?” no país.

Nascida a 1 de outubro de 1984 em Maracaibo, Venezuela, Mónica Spear Mootz foi eleita Miss Venezuela em 2004 e quarta finalista no Miss Universo 2005.

Modelo e atriz, protagonizou várias telenovelas e séries dramáticas venezuelanas, entre elas “A minha Prima Céu”, “Rua Lua”, “Rua Sol” e “A Mulher Perfeita”.

Recentemente, protagonizou a série “Super-espiã Internacional” para a rede norte-americana Telemundo.

Radicada nos EUA, estava de visita à Venezuela.

/Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE