Ex-escrava sexual do Daesh nomeada embaixadora da ONU

@Teymour_Ashkan / Twitter

Nadia Murad, sobrevivente do Daesh nomeada embaixadora da ONU, com Ban Ki-Moon

Nadia Murad, que foi escrava sexual do grupo terrorista Estado Islâmico, é a primeira vítima de crimes de tráfico humano a ser nomeada Embaixadora da Boa Vontade da ONU.

A iraquiana Nadia Murad Basee Taha, de 23 anos, foi designada pela Organização das Nações Unidas como Embaixadora para a Defesa da Dignidade dos Sobreviventes do Tráfico Humano, depois de ter conseguido escapar a três meses de cativeiro às mãos dos terroristas do Daesh.

A cerimónia de nomeação realizou-se esta sexta-feira, na sede da ONU, em Nova Iorque, e é “a primeira vez que um sobrevivente de atrocidades é agraciado com esta distinção”, salientam as Nações Unidas numa nota divulgada à imprensa.

O papel de Nadia Murad será focar-se “em aumentar a consciência em torno da difícil situação das inúmeras vítimas de tráfico”, afiança ainda a ONU.

Nadia sobreviveu a crimes horrendos. Chorei quando ouvi a história dela”, assume o secretário-geral da organização, Ban Ki-Moon, em declarações divulgadas pelo jornal inglês The Independent.

“Não chorei apenas de tristeza. Também fiquei emocionado até às lágrimas porque Nadia tem tanta força, coragem e dignidade. Ela apela adequadamente a um mundo onde todas as crianças vivam em paz”, diz ainda o líder da ONU.

Nadia Murad tornou-se uma activista na defesa da etnia yazidi, a que pertence, e foi nomeada pelo governo do Iraque para o Prémio Nobel da Paz deste ano.

A jovem foi capturada pelo Daesh em 2014, no norte do Iraque, juntamente com todas as mulheres da sua povoação, e foi transformada em escrava sexual, sofrendo abusos físicos e psicológicos.

Após 3 meses de cativeiro, conseguiu fugir do grupo terrorista e em 2015, e apresentou ao Conselho da Segurança da ONU um relatório sobre os crimes cometidos pelo Daesh num discurso que emocionou o mundo.

“O Estado Islâmico não veio para matar as mulheres e as raparigas, mas para nos usar como despojos de guerra, como objectos para serem vendidos ou para serem dados de graça“, disse na altura Nadia Murad, no seu discurso.

“O Daesh tinha uma intenção, destruir a identidade yazidi pela força, violação, recrutamento de crianças e destruição de locais sagrados que capturaram”, afiançou ainda.

Nadia Murad denunciou a violência usada pelo grupo terrorista “especialmente contra as mulheres yazidi”, recorrendo à “violação como meio de destruição” para assegurar que “nunca mais voltarão a uma vida normal”.

SV, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Checkmate". Rússia apresenta o seu novo jacto de combate revolucionário

O novo jacto é a aposta do governo russo para as exportações e pode vir a ditar o fim da supremacia (aérea e no mercado) do F-35 norte-americano. A Rússia apresentou o protótipo do novo jacto …

"É demasiado tarde". As palavras dos médicos aos doentes com covid-19 que recusaram a vacina

Estados Unidos da América contam com 48.49% da população totalmente vacinada, apesar de o processo ter estagnado nas últimas semanas. Os números de novas infeções crescem, assim como as mortes face ao crescimento galopante da …

"Pingdemic". Há uma nova "pandemia" a causar escassez de comida e combustível no Reino Unido

As medidas de distanciamento social no Reino Unido caíram e, como consequência, centenas de milhares de pessoas estão a ser notificadas para cumprir isolamento. A partir desta segunda-feira o uso de máscara e outras medidas de …

O lago mais improvável de Roma é um refúgio urbano (que impulsiona o ativismo ambiental)

O lago mais improvável de Roma, que nem sequer devia existir, motivou uma luta pela proteção ambiental do local. No anos 90, num local de construção a apenas alguns quilómetros a leste do Coliseu de Roma, …

Afeganistão. EUA lançam ataques aéreos enquanto Talibãs exigem a renúncia do Presidente

Os Estados Unidos (EUA) entraram num confronto pela cidade de Kandahar, realizando ataques aéreos em apoio às forças afegãs, enquanto os Talibãs apelam ao Presidente Ashraf Ghani para renunciar. O porta-voz do Pentágono, John Kirby, avançou …

A primeira casa impressa em 3D no Canadá é inspirada na sequência de Fibonacci

Depois de ter inspirado inúmeros edifícios, a sequência de Fibonacci serviu de musa à empresa de impressão em 3D Twente Additive Manufacturing (TAM), que criou a primeira casa impressa em 3D do Canadá. A Fibonacci House é …

Marcha do Orgulho de Budapeste será um protesto contra as leis anti-LGBTQI, diz organização

A marcha do Orgulho em Budapeste, que ocorrerá no sábado, será "uma celebração, mas também um protesto", disseram os organizadores, enquanto a comunidade LGBTQI húngara se prepara para desafiar a escalada da campanha anti-homossexual do …

PSD propõe máximo de 215 deputados e divisão de grandes círculos eleitorais

O PSD apresentou, esta sexta-feira, a sua proposta para a reforma do sistema eleitoral, que fixa um máximo de 215 deputados, menos 15 do que o total atualmente em vigor. A proposta do PSD para a …

Variante Lambda: o que saber sobre a nova mutação que preocupa as autoridades

Está a ter um foco mais circunscrito à América Latina, mas já houve dois casos desta mutação em Portugal. A OMS está atenta e de momento classifica a Lambda como uma variante de interesse. Foi inicialmente …

PSD força audição de Eduardo Cabrita sobre inquérito da IGAI

O PSD recorreu à figura da audição potestativa a que os partidos têm direito a usar regimentalmente para ouvir membros do Governo e entidades públicas.  O PSD requereu esta sexta-feira a audição parlamentar obrigatória do ministro …