Ex-escrava sexual do Daesh nomeada embaixadora da ONU

@Teymour_Ashkan / Twitter

Nadia Murad, sobrevivente do Daesh nomeada embaixadora da ONU, com Ban Ki-Moon

Nadia Murad, que foi escrava sexual do grupo terrorista Estado Islâmico, é a primeira vítima de crimes de tráfico humano a ser nomeada Embaixadora da Boa Vontade da ONU.

A iraquiana Nadia Murad Basee Taha, de 23 anos, foi designada pela Organização das Nações Unidas como Embaixadora para a Defesa da Dignidade dos Sobreviventes do Tráfico Humano, depois de ter conseguido escapar a três meses de cativeiro às mãos dos terroristas do Daesh.

A cerimónia de nomeação realizou-se esta sexta-feira, na sede da ONU, em Nova Iorque, e é “a primeira vez que um sobrevivente de atrocidades é agraciado com esta distinção”, salientam as Nações Unidas numa nota divulgada à imprensa.

O papel de Nadia Murad será focar-se “em aumentar a consciência em torno da difícil situação das inúmeras vítimas de tráfico”, afiança ainda a ONU.

Nadia sobreviveu a crimes horrendos. Chorei quando ouvi a história dela”, assume o secretário-geral da organização, Ban Ki-Moon, em declarações divulgadas pelo jornal inglês The Independent.

“Não chorei apenas de tristeza. Também fiquei emocionado até às lágrimas porque Nadia tem tanta força, coragem e dignidade. Ela apela adequadamente a um mundo onde todas as crianças vivam em paz”, diz ainda o líder da ONU.

Nadia Murad tornou-se uma activista na defesa da etnia yazidi, a que pertence, e foi nomeada pelo governo do Iraque para o Prémio Nobel da Paz deste ano.

A jovem foi capturada pelo Daesh em 2014, no norte do Iraque, juntamente com todas as mulheres da sua povoação, e foi transformada em escrava sexual, sofrendo abusos físicos e psicológicos.

Após 3 meses de cativeiro, conseguiu fugir do grupo terrorista e em 2015, e apresentou ao Conselho da Segurança da ONU um relatório sobre os crimes cometidos pelo Daesh num discurso que emocionou o mundo.

“O Estado Islâmico não veio para matar as mulheres e as raparigas, mas para nos usar como despojos de guerra, como objectos para serem vendidos ou para serem dados de graça“, disse na altura Nadia Murad, no seu discurso.

“O Daesh tinha uma intenção, destruir a identidade yazidi pela força, violação, recrutamento de crianças e destruição de locais sagrados que capturaram”, afiançou ainda.

Nadia Murad denunciou a violência usada pelo grupo terrorista “especialmente contra as mulheres yazidi”, recorrendo à “violação como meio de destruição” para assegurar que “nunca mais voltarão a uma vida normal”.

  SV, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Governo: voto contra do Bloco é "definitivo". Marcelo diz que chumbo provoca dissolução

O Governo afirmou este domingo que entendeu o anúncio de voto contra por parte do BE como “uma posição definitiva”, remetendo eventuais novas negociações com este partido para a fase da especialidade do Orçamento do …

Soldados do exército chinês alinhados.

Chinesas querem "empregos de homem" — mas o sistema educacional corta-lhes as asas

Várias escolas, academia e universidades chinesas impõe cotas que limitam o acesso de estudantes do sexo feminino. Mulheres têm de tirar notas mais altas do que os homens para entrar. Um pouco por todo o mundo …

"A Escola de Atenas", quadro de Rafael Sanzio.

Ideias da filosofia grega podem ter-nos conduzido às alterações climáticas

Algumas das ideias defendidas por antigos filósofos gregos podem ter conduzido a civilização rumo às alterações climáticas. Incêndios florestais causados por ventos crescentes e um calor sem precedentes cercaram Atenas, Grécia, no verão passado, cobrindo os …

Vizela 0-1 Benfica | Milagre de São Rafa no último suspiro

A ressaca pós-goleada frente ao Bayern, na Liga dos Campeões, foi difícil para o Benfica. Os comandados de Jorge Jesus sentiram muitas dificuldades frente a um Vizela que sabia que o seu adversário iria patentear …

Otoniel, o camponês paramilitar (e criminoso mais procurado da Colômbia) foi capturado

O governo da Colômbia anunciou este sábado a captura do narcotraficante mais procurado do país, Dairo Antonio Úsuga (com a alcunha de 'Otoniel'), por quem os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de cinco milhões de …

"Tratam as doentes como histéricas". O longo caminho da Medicina até levar a sério a dor feminina está a custar vidas

Muitos dos avanços na medicina tiveram apenas metade da população em conta. Para além da falta de representação das mulheres nos estudos médicos, a dor e os relatos das pacientes são muitas vezes desvalorizados nas …

Bloco faz ultimato: vota contra o OE se até 4ª feira o Governo "insistir em impor recusas"

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, avisou este domingo que o BE votará contra o orçamento se até quarta-feira “o Governo insistir em impor recusas onde a esquerda podia ter avanços”, mantendo, no …

Nova faca de madeira é três vezes mais afiada do que as de aço - e pode ser lavada após ser usada

Através do uso de métodos alternativos, uma equipa de cientistas criou uma nova forma endurecida da madeira que pode ser transformada em facas afiadas. A equipa da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, refere que as …

Áustria planeia confinar quem não estiver vacinado contra covid-19

O governo austríaco anunciou que, se ocupação de camas de Unidades de Cuidados Intensivos com pacientes covid-19 atingir nível crítico, pessoas não imunizadas poderão sair de casa apenas em casos excepcionais, como compras essenciais e …

"Deixa os homens cantar". Ex-paraquedistas vaiam e pedem demissão do ministro da Defesa

Centenas de ex-paraquedistas vaiaram e pediram hoje a demissão do ministro da Defesa e do Chefe do Estado Maior do Exército durante a cerimónia militar nas comemorações do Dia do Exército, em Aveiro. A iniciativa, que …