Ex-funcionário da Everjets acusa empresa de recorrer a “toupeiras”

Estela Silva / Lusa

Um antigo funcionário da empresa revelou que “como têm muitas toupeiras e avençados em muitos sítios, tomaram a decisão de usar outras pessoas para levantar caderno de encargos” para manutenção dos Kamov.

De acordo com o Público, foi no decorrer do julgamento dos vistos gold, que aconteceu esta segunda-feira, que um antigo funcionário da Everjets admitiu que a empresa recorria a “toupeiras” já há cerca de um ano, de forma a ultrapassar as firmas rivais.

O ex-funcionário contrariou também a tese do Ministério Público quando disse que o ex-ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, não esteve implicado na manipulação do concurso relativo aos Kamov.

O antigo governante, arguido neste processo, é acusado de ter favorecido a Everjets, cuja maioria do capital foi comprada pelo empresário de Braga Domingos Névoa, ao enviar-lhe, através do seu amigo Jaime Gomes, o caderno de encargos do concurso público internacional para a operação e manutenção de meios aéreos de combate a incêndios semanas antes da publicação do respetivo anúncio, em 2014.

Miguel Macedo tem-se justificado dizendo temer que o concurso ficasse deserto, por falta de concorrentes.

No final de agosto desse ano foram recebidas quatro propostas, tendo a Everjets ganho por apresentar o valor mais baixo: 46.077.120 euros.

Depois, subcontratou a congénere espanhola Faasa –  que está a ser investigada em Espanha por ter participado num escândalo de corrupção intitulado “Cartel do Fogo” – para alguns dos trabalhos que estiveram a concurso. O facto de a Everjets nunca ter levantado o caderno de encargos despertou suspeitas aos investigadores do caso dos vistos gold, revela o Público.

Para a concorrência não saber

O antigo funcionário esclareceu ainda em tribunal que a Everjets decidiu “usar outras pessoas para levantar o caderno de encargos para a concorrência não saber”.

E acrescentou ainda que quem estava a elaborar um desses cadernos de encargos eram  funcionários de uma concorrente da Everjets, a Heliportugal – em vez de ser o Estado, através de organismos seus tais como a Autoridade Nacional da Proteção Civil, como era suposto.

“Carlos Dantas, da Heliportugal, perguntou-me se a Everjets estava interessada em concorrer, porque estavam a preparar o caderno de encargos”, revelou o ex-funcionário.

O julgamento dos vistos dourados encontra-se neste momento na fase final, muito embora o procurador que representa o Ministério Público em tribunal, José Nisa, tenha tentado prolongá-lo, pedindo aos juízes para serem lidas em tribunal as declarações prestadas em fase de inquérito pela maioria dos arguidos.

Uma pretensão que suscitou a indignação dos advogados que defendem os suspeitos, por ter sido apresentada numa fase tão tardia do julgamento, e que o tribunal não acolheu. Seguir-se-á a fase de alegações finais, cujo início está marcado para o próximo dia 19 de março.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Tony transformou autocarro em Arca de Noé para salvar animais do Florence

Enquanto muitos americanos fugiam do furacão Florence, um camionista de 51 anos fazia o percurso inverso com uma missão em mente. Dentro de um autocarro, Alsup transportou mais de 60 animais da costa da Carolina …

Mais de 500 rinocerontes mortos na África do Sul este ano

A caça furtiva na África do Sul causou a morte a 508 rinocerontes, entre janeiro e agosto deste ano, o que significa um decréscimo no número de espécimes caçados, em relação a 2017, anunciou o …

Número de mortos em naufrágio na Tanzânia sobe para 170

O número de pessoas que morreram no naufrágio de um navio de passageiros no lago Vitória, na Tanzânia, subiu para 170, de acordo com os meios de comunicação locais. As operações de resgate recomeçaram na manhã …

Há um satélite-pescador no espaço

O Satélite britânico RemoveDebris está a navegar no espaço desde junho e lançou com sucesso uma rede em órbita com o objetivo de capturar material que anda à deriva em redor da Terra. O satélite-pescador britânico …

Governo cumpriu “rigorosamente” acordo com setor do táxi

O Ministro Ambiente, João Matos Fernandes, disse este sábado que o governo cumpriu “rigorosamente” o acordo que assinou com a duas associações que representam os taxistas para a modernização do setor. "Não é verdade que se …

Juízes defendem acórdão que desvaloriza violação de mulher inconsciente

A Associação Sindical dos Juízes Portugueses sai em defesa dos dois magistrados, um dos quais o presidente da entidade, que assinaram o acórdão que desvaloriza a gravidade da violação de uma mulher inconsciente, numa discoteca, …

Salas para maiores de 18 anos levam à demissão do director de Serralves

O director artístico do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, João Ribas, demitiu-se do cargo depois de a administração ter limitado a maiores de 18 anos uma parte da exposição dedicada ao fotógrafo norte-americano Robert …

Isabel do Santos desmente ação contra João Lourenço mas processo deu entrada no Supremo

Isabel do Santos, filha do antigo Presidente da Angola, desmente ter entrado com uma ação contra o atual Presidente João Lourenço. No entanto, o processo cível contra o Estado deu entrada no Supremo. De acordo …

Arqueólogos fazem "descoberta do Século" no Tejo (e tem pimenta)

Uma equipa de arqueólogos da Câmara Municipal de Cascais, do Projeto Municipal da Carta Arqueológica Subaquática do Litoral, descobriu uma nau que terá naufragado entre 1575 e 1625, e que é considerada a “descoberta do …

ADSE adia implementação de novas regras para tentar acordo com privados

Os hospitais privados e ADSE continuam com o braço de ferro, mas, por agora, os privados não vão deixar de operar beneficiários da ADSE. O boicote anunciado esta manhã foi adiado. Esta manhã, o o semanário …