Everjets reclama 8 milhões de euros ao Estado por dois Kamovs parados

Nuno André Ferreira / Lusa

Um helicóptero Kamov combate o fogo em São Pedro do Sul, Viseu

Um helicóptero Kamov combate o fogo em São Pedro do Sul, Viseu

A Everjets reclama oito milhões de euros à Autoridade Nacional de Proteção Civil, alegando incumprimento em 40% da parte do Estado no contrato dos helicópteros Kamov, e já acionou o tribunal arbitral para resolver o diferendo.

O presidente do Conselho de Administração da Everjets, empresa que venceu o concurso público internacional para a operação e manutenção destes helicópteros de combate a incêndios florestais, explicou à agência Lusa que dos cinco Kamov inicialmente contratados, apenas três estão operacionais, porque um está avariado e o outro despenhou-se.

“A ANPC deve oito milhões de euros à Everjets. Assinamos contrato para operar cinco Kamov e só estão a voar três, só estamos a receber de três. Os outros dois continuam parados, numa situação sem fim à vista” adiantou o responsável.

“Estamos em tribunal a reclamar oito milhões de euros que são nossos, numa ação no tribunal arbitral por incumprimento contratual”, explicou Ricardo Dias.

A Everjets foi a empresa que ganhou, em 2015, o concurso público internacional de operação e manutenção dos helicópteros Kamov do Estado para quatro anos, num valor superior a 46 milhões de euros.

Em resposta escrita enviada à Lusa, o Ministério da Administração Interna diz que “a ANPC tomou conhecimento da constituição de tribunal arbitral, estando a decorrer o prazo para a Everjets apresentar a respetiva Petição Inicial, pelo que, neste momento se desconhece os montantes que a Everjets virá alegar”.

“A ANPC tem um contrato assinado com a Everjets relativo à frota Kamov, no qual está previsto que qualquer diferendo será dirimido em tribunal arbitral”, afirma o MAI na mesma resposta, acrescentando que a posição da ANPC “constará da contestação a ser apresentada em tribunal arbitral”.

O presidente da Everjets relatou que havia um acordo com o anterior Governo para a reparação dos dois Kamov inoperacionais.

Foi sempre negociado entre as partes, que se iriam arranjar os outros dois Kamov de imediato. A Everjets foi alimentando este monstro de incumprimento por parte do Estado, a acreditar que o Estado iria arranjar os helicópteros e iniciar o pagamento. O que nunca se verificou”, alega a Everjets.

“Houve mudança de governo, houve mudança de intenções e tivemos de iniciar um procedimento arbitral contra o Estado”, salientou Ricardo Dias.

O Orçamento do Estado para este ano tem previsto uma verba de cerca de 10 milhões de euros para a reparação dos dois helicópteros pesados que se encontram inoperacionais.

Contudo, o gabinete do secretário de Estado apenas refere que o tempo de reparação é de cerca de quatro meses, não avançando com qualquer data para o início da reparação.

O concurso de aquisição e manutenção dos helicópteros do Estado, o maior do género em Portugal, envolveu em 2015 um negócio de 196 milhões de euros envolvido em suspeita após as investigações do caso Vistos Gold.

Entre as suspeitas a envolver o negócio encontra-se a entrega do contrato de operação dos helicópteros à Everjets, que ganhou parte do concurso, num total de 90 milhões de euros – mas que nunca levantou o caderno de encargos.

Em junho de 2015, apenas um dos cinco Kamov do Estado estava operacional, revelou então uma nota da ANPC, segundo a qual duas das aeronaves iriam ser reparadas em “curto espaço de tempo” e as outras duas requeriam intervenções mais profundas.

O ano passado, a Inspeção-Geral da Administração Interna concluiu que existiram “falhas notórias” nos procedimentos que asseguram que os helicópteros Kamov de combate a incêndios respeitam os requisitos para operarem em segurança, depois de uma inspecção ter encontrado quase 100 falhas de segurança nos Kamov.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Gostava de saber quem são os donos da Empresa Everjets.
    É que os incêndios em Portugal, tornaram-se num grande negócio.

    • complementado com o deste que tem a verba no orçamento mas está à espera do primeiro incendio para levar 4 meses a reparar o meio de combate… que deverá então estar pronto para os incendios de 2018…

      • Como?
        O concurso manhoso (e ruinoso!) com a Everjets foi feito pelo governo anterior (pela mão do “famoso” Miguel Macedo!), e, se antes estava tudo “bem”, depois de ganharem o concurso, os helicópteros já estavam todos avariados!…
        Agora querem é “mamar!…
        Se (com a Heliportugal) as coisas já não estavam muito bem, agora, depois de muitos milhões gastos, tudo ficou bem pior…
        Além disso, a Heliportugal está a processar o Estado (e provavelmente vai ganhar tal foi a “enormidade” da burla feita pelo M. Macedo e a Everjets)!…
        .
        ‘O Presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) demitiu-se na sequência do relatório da Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) sobre os helicópteros Kamov. Esse documento, classificado pelo Ministério da Administração Interna (MAI) como “reservado”, foi enviado para o Ministério Público. Foram detetadas violações graves de deveres no processo de transferência de seis Kamov para a empresa Everjets – com enormes custos para o Estado, mas também na gestão da extinção da Empresa de Meios Aéreos (EMA), apurou a VISÃO’
        http://visao.sapo.pt/actualidade/portugal/2016-09-06-Negocio-dos-Kamov-custou-348-milhoes-de-euros-e-uma-cabeca

  2. Estes famosos Kamov parece-me que vão ficar famosos sobretudo na qualidade e por este andar brevemente terão lugar em qualquer ferro-velho deste país.

RESPONDER

Ruas de Águeda entre as "mais bonitas do mundo" para a CNN

As ruas do centro de Águeda, no distrito de Aveiro, decoradas com guarda-chuvas estão entre as 21 mais bonitas de mundo para a emissora norte-americana CNN. A distinção é avançada pelo jornal Público, que dá …

Hospitais vão poder pagar mais a médicos para garantir urgências no Natal

Os hospitais vão poder contratar médicos prestadores de serviço, vulgo tarefeiros, por valores superiores aos de referência durante o Natal e o Ano Novo. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Noel Carrilho, …

Jovem que abandonou bebé no lixo esteve 13 anos institucionalizada em Cabo Verde

A jovem que abandonou o filho recém-nascido no lixo, em Lisboa, esteve institucionalizada durante 13 anos em Cabo Verde. A sua mãe está agora a lutar pela guarda da criança. Numa entrevista ao programa Sexta às …

Último debate. Boris defendeu o Brexit e Corbyn falou da Saúde (pelo menos 15 vezes cada um)

No debate televisivo, transmitido pela BBC, o último antes das eleições da próxima quinta-feira, Boris Johnson defendeu que é o melhor preparado para concretizar o Brexit e terminar com o impasse no processo, prometendo ainda …

No São José, há um doente numa cama 9 meses depois de ter alta. Não tem para onde ir

O Centro Hospitalar Lisboa Central tem diariamente uma média de 70 camas ocupadas com doentes que já deviam ter saído do hospital e há atualmente um caso que espera há nove meses por uma solução. Em …

Rio diz ser preocupante "notória desvalorização" que PS faz do ministro das Finanças

O líder do PSD disse, esta sexta-feira, ser preocupante a "notória desvalorização" que o Governo tem feito do ministro da Finanças, apontando como exemplo as novas regras de contratação nas PPP. "Temos assistido nos últimos dias …

Morreu a indiana que foi queimada quando ia a caminho do tribunal

A suposta vítima de violação, que foi incendiada a caminho de uma audiência de tribunal, morreu, esta sexta-feira, num hospital de Nova Deli. A mulher foi atacada por um grupo de homens na cidade de Unnao, no …

André Ventura avança com castração química para quem abusa de menores

André Ventura, líder e deputado único do partido Chega, entregou esta sexta-feira na Assembleia da República um projeto de lei que cria a pena acessória de castração química, agravando a moldura penal para os abusadores …

Centeno com apoios de peso para recandidatura ao Eurogrupo

Ao que tudo indica, o ministro das Finanças não deverá ter grande oposição em Bruxelas caso queira um segundo mandato como presidente do Eurogrupo. De Bruxelas chegam notícias de que Mário Centeno já terá apoios para …

Bruno Lage: "Respeito as opiniões, mas sou eu o treinador"

O Benfica venceu com uma goleada, esta sexta-feira, no terreno do Boavista (4-1) e aumentou provisoriamente para cinco pontos a vantagem sobre o FC Porto na liderança do campeonato. No final do jogo, o treinador do …