Europeus, incluindo portugueses, impedidos de votar no Reino Unido

Gregório Cunha / Lusa

Cidadãos europeus, entre os quais portugueses, foram esta quinta-feira confrontados com a impossibilidade de votar nas europeias no Reino Unido.

Nuno Dinis contou à agência Lusa que, quando tentou votar em Stockton-on-Tees, localidade no norte de Inglaterra, acompanhado da mulher, Daniela Paulino, igualmente portuguesa, foi-lhes dito que não estavam nos cadernos eleitorais.

“Vivo naquela morada há mais de um ano e fiz questão de me recensear eleitoralmente quando cheguei. Aliás, votei nas eleições locais de 2 de maio”, vincou.

Ao contactar os serviços do município, foi-lhe explicado que não tinham recebido o formulário UC1, obrigatório para todos os europeus residentes que queiram votar, pois formaliza o compromisso de votar apenas no Reino Unido e não nos respetivos países de origem. “O problema é que eu não recebi. Mas a senhora dos serviços disse-me que eu não estou elegível para votar”, acrescentou.

A queixa é comum entre muitas outras pessoas, que usam sobretudo as redes sociais para veicular as suas frustrações, com a chave #deniedmyvote [negado o meu voto].

A polaca Agata Patyna, uma advogada especializada em imigração, no Reino Unido desde 2005, escreveu na rede social Twitter que telefonou para a autarquia e que esta confirmou que tinha o direito de o fazer nas eleições europeias, mas que hoje não a deixaram na mesa de voto aonde se dirigiu.

“Telefonei ao meu concelho [council] ontem [quarta-feira], confirmaram que eu poderia votar. Telefonei novamente hoje. Aparentemente, o concelho não teve tempo de enviar os formulários a todos os residentes da UE. Nada que eles possam fazer agora”, lamentou.

Esta situação aconteceu anteriormente em eleições europeias no Reino Unido e foi o risco de se repetir que motivou um alerta do movimento New Europeans, que estima que apenas 20% dos cidadãos europeus no Reino Unido preencheram e devolveram o formulário UC1.

As autoridades locais britânicas deveriam ter começado a enviar este impresso no início do ano, mas como a participação do Reino Unido nas eleições europeias só aconteceu devido ao impasse no processo do ‘Brexit’ e ao adiamento da data de saída, os formulários só começaram a ser despachados por via postal em meados de abril.

“É um processo feito em duas fases e a maioria dos cidadãos europeus só completou o primeiro, pelo que não poderão votar nas eleições”, disse no início deste mês à agência Lusa o presidente do movimento, Roger Casale, antigo deputado do partido Trabalhista.

Há cinco anos, apenas 328 mil cidadãos europeus terão votado nas eleições europeias, adiantou Casale à Lusa.

Na terça-feira, o movimento the3million, formado após o referendo do ‘Brexit’ para defender os direitos dos cerca de 3,7 milhões de cidadãos europeus no Reino Unido, anunciou a intenção de apresentar uma queixa contra a forma como a Comissão Eleitoral britânica preparou as eleições europeias.

Segundo um comunicado, têm conhecimento de muitos casos de cidadãos europeus que receberam das respetivas autarquias orientações erradas sobre o direito de votar ou que receberam os formulários para votar demasiado tarde.

Os portugueses residentes no Reino Unido que ainda queiram participar nestas eleições, poderão votar nos candidatos portugueses, de forma presencial, nos consulados de Londres e Manchester, no consulado honorário de Belfast, na Irlanda do Norte, e no posto consular da ilha de Jersey em Saint-Helier.

As mesas de voto nos consulados de Londres e Manchester abrem no sábado a partir das 08:00 horas até as 19h horas, e abrem à mesma hora, mas fecham às 20h horas no domingo. Em declarações ao jornal Público, a secretaria de Estado das Comunidades remeteu para mais tarde esclarecimentos sobre o caso.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Enfermeiros garantem voltar à luta com os 200 mil que sobraram do crowdfunding

Os enfermeiros, que no ano passado iniciaram o "Movimento Greve Cirúrgica", pretendem voltar às ações de protestos com os cerca de 200 mil euros que restaram da campanha de crowdfunding. A intenção é revelada por …

OCDE: Nova crise pode tirar metade do rendimento às famílias portuguesas

Uma nova crise económica e financeira a nível global pode ter efeitos dramáticos para as famílias portuguesas, levando à perda de metade dos seus rendimentos. Esta é a previsão da Organização para a Cooperação e …

O cofre da rica mãe, heranças às dúzias e a vida "sem luxos". O que Sócrates disse a Ivo Rosa

Foram cerca de 20 horas de interrogatório no âmbito da Operação Marquês, em que José Sócrates manteve, perante o juiz Ivo Rosa, a versão de que as avultadas quantias de dinheiro que gastou nos últimos …

Associados podem ser chamados a resolver "buraco" do Montepio

Os cerca de 630 mil associados e pensionistas da Associação Mutualista Montepio Geral correm o risco de virem a ser chamados para resolver as perdas da instituição financeira, escreve o jornal Público. De acordo com o …

Bolívia divulga vídeo que sugere que Morales incitou bloqueios à entrada de alimentos

Arturo Murillo, ministro do Governo da Bolívia, divulgou na manhã de quarta-feira um vídeo que sugere que o antigo presidente do país, Evo Morales, incitou os bloqueios à entrada de alimentos que fragiliza o país. Os …

Christine Lagarde foi conselheira de duas empresas sediadas em paraísos fiscais

Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu (BCE) desde outubro, foi conselheira de duas filiais da empresa de advocacia Baker & McKenzie (BM) entre 2003 e 2005, ambas sediadas em países considerados à data paraísos …

Provas contra Trump "são claras". "Ele usou o cargo para fins pessoais", diz Nancy Pelosi

A presidente da Câmara dos Representantes e líder da maioria democrata na câmara norte-americana, Nancy Pelosi, declarou na quinta-feira que considera já haver provas suficientes para afirmar que o Presidente deve ser destituído. Contudo, segundo avançou …

Benfica tem seis jogadores de malas feitas. Um deles chegou em julho

Há seis jogadores que poderão estar de saída do emblema da Luz, sendo que um deles, Caio Lucas, chegou em julho ao clube. O agente de Samaris já veio negar a saída do seu cliente. Bruno …

"Poderia juntar-se a Mourinho". Bale criticado por comportamento "infantil"

A atitude do internacional galês Gareth Bale continua a render críticas. Desta vez foi o antigo presidente do Real Madrdi Rámon Calderón, que considerou o comportamento do futebolista infantil. Em causa esta a atitude do …

Norte quer fundos de Bruxelas para ligação ao TGV espanhol

Pela primeira vez, a região norte do país antecipou a lista de prioridades para os fundos europeus, escreve o Jornal de Notícias, que dá conta uma das propostas passa por usar os fundos de Bruxelas …