Eurodeputados portugueses querem Maduro “corrido” de “país em estado terminal”

Os eurodeputados portugueses Ana Gomes, Paulo Rangel e José Inácio Faria apelaram hoje a que Nicolás Maduro seja “corrido” do poder na Venezuela, país que está “em estado terminal” devido à crise humanitária e política que atravessa.

“A Venezuela está num abismo e Maduro tem de ser rapidamente corrido pelo povo venezuelano”, afirmou Ana Gomes, que intervinha num debate de urgência sobre a situação no país, realizado no âmbito da sessão plenária do Parlamento Europeu.

Importante relembrar que a Venezuela está às escuras desde a última quinta-feira, na sequência de uma avaria na central hidroelétrica de El Guri. Ana Gomes referiu que “sem geradores, morrem crianças e velhos nos hospitais”.

“A pouca comida existente apodrece e o comércio, escolas, serviços e transportes estão parados. Nada se resolverá sem eleições livres e genuínas num horizonte de meses”, acrescentou a eurodeputada do PS.

“Não é sustentável manter Maduro no poder e manter o sofrimento terrível imposto ao povo venezuelano”, adiantou Ana Gomes, frisando que “a União Europeia tem de ser clara nisto”.

O eurodeputado do PSD, Paulo Rangel, tem uma opinião idêntica, dizendo que “a situação na Venezuela é uma situação de urgência e de emergência”. Rangel destacou que o apagão que mantém a Venezuela às escuras revela uma “situação de miséria, de fome e até de urgência pela água”.

“Hoje o problema da Venezuela já não é só um problema de ditadura ou de democracia, é um problema de vida ou de morte, de urgência humanitária”. A demora da UE a reconhecer que “Maduro se trata de um ditador” alarma Rangel, que até classifica o político venezuelano como “um verdadeiro homicida“.

Para José Inácio Faria, “o colapso do sistema elétrico é resultado de anos de corrupção e de incompetência”. O eurodeputado eleito pelo do Movimento Partido da Terra diz que “afirmar que a precariedade da infraestrutura elétrica nacional é resultado de sabotagem informática internacional é uma falácia”.

Visão diferente manifestou João Pimenta Lopes, que afirmou que “a credibilidade dos debates sobre a Venezuela no parlamento esvaiu-se, se é que alguma vez a teve”.

O comunista acusa os outros eurodeputados de “mentir descaradamente” sobre a situação naquele país, desde logo ao “atribuir ao legítimo governo da Venezuela a responsabilidade do que sabemos ter sido uma sabotagem terrorista do sistema elétrico”.

O debate surgiu numa altura de crise política na Venezuela, que se agravou desde o passado dia 23 de janeiro, quando Juan Guaidó se autoproclamou Presidente da República interino e declarou que assumia os poderes executivos de Nicolás Maduro.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Cambada de palhaços “os verdadeiros que me desculpem” andam a roçar o cu das calças(saia) nos bancos do P.E. a desbaratar os nosso dinheiro a defender o roubo das reservas do petróleo, gaz Venezuelano para os américas e seus lacaios roubarem, como aconteceu recentemente no iraque libia siria entre muitos outros que o mundo sabe em conluio com Busch e seus lacaios europeus na cimeira dos Açores.

RESPONDER

Estudo mostra que os golfinhos também já são resistentes aos antibióticos

Um novo estudo realizado nos Estados Unidos mostra que os golfinhos Tursiops truncatus também já mostram resistência aos antibióticos. Não é segredo que os seres humanos usam demasiados antibióticos, tanto que estamos a desenvolver uma resistência …

Indígenas famosos pela sua saúde cardíaca começaram a usar óleo de cozinha (e a engordar)

O povo Tsimane, que vive na Bolívia, tem permanecido relativamente afastado do mundo exterior durante várias gerações, prosperando da terra e praticando formas tradicionais de caça, pesca, agricultura e recolha de alimentos. Durante vários anos, sabe-se …

Mais de 150 detidos em protestos violentos em Paris. Desta vez, sem coletes amarelos

As autoridades francesas detiveram este sábado mais de 150 pessoas numa nova jornada de protestos em Paris, onde coincidiram uma manifestação dos coletes "amarelos" com outras dois em defesa do clima e contra a reforma …

UE deteta 50 a 80 casos de desinformação e fake news russas por semana

O grupo de trabalho do Serviço Europeu de Ação Externa contra a desinformação russa deteta, semanalmente, entre 50 e 80 casos, num total de mais de 6.300 situações identificadas desde 2015, que têm vindo a …

Moreirense 1-2 Benfica | Rafa abre caminho à reviravolta

O Benfica sofreu a bom sofrer para levar de vencida o Moreirense, em casa deste, por 2-1. Os homens da casa marcaram primeiro, por Luther Singh, logo no arranque do segundo tempo, e estiveram na …

Bernardo Silva faz o primeiro 'hat-trick' da carreira na maior goleada de sempre do City

O avançado português Bernardo Silva fez este sábado o primeiro ‘hat-trick’ da carreira na vitória por 8-0 do Manchester City frente ao Watford, em jogo da sexta jornada da Liga inglesa de futebol. David Silva abriu …

Centenas foram à baixa de Lisboa protestar contra exploração do lítio

Cerca de quatro centenas de manifestantes de diferentes movimentos independentes de defesa do ambiente e de proteção do património rural protestaram hoje em Lisboa, contra a concessão e exploração a céu aberto do lítio em …

Rússia vai permitir que astronautas levem armas em viagens espaciais

Os astronautas russos vão começar a levar consigo uma arma de fogo durante as suas viagens espaciais. O objetivo é poderem afastar animais selvagens quando aterrarem em áreas remotas na Terra. A Rússia começou a armar …

Hotel no Peru vai ser demolido porque destruiu muro da época Inca

A justiça peruana determinou a demolição de um hotel da rede Sheraton que estava em construção em Cusco, por ter destruído, durante as obras, muros incas de 500 anos numa região considerada Património Cultural da …

No Museu do Louvre, os guias turísticos vão ser refugiados sírios e iraquianos

O Museu do Louvre, em Paris, vai treinar refugiados sírios e iraquianos como guias turísticos para os visitantes que solicitam um tour em árabe. Para os refugiados e requerentes de asilo, é agora gratuito entrar no …