EUA: Senado proíbe discriminação sexual no trabalho

Olivier Hoffschir / Wikimedia

foto: Olivier Hoffschir / Wikimedia

foto: Olivier Hoffschir / Wikimedia

O senado dos EUA aprovou esta quinta-feira (7) uma legislação que torna ilegal a discriminação no trabalho contra gays, bissexuais e transgéneros. A iniciativa mostra a evolução da Justiça americana em favor dos direitos homossexuais, quase duas décadas depois de o Congresso ter rejeitado o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

O entusiasmo dos apoiantes do projeto de lei aprovado, no entanto, foi equilibrado pela possibilidade de o Congresso, de maioria republicana, nem chegar a votar a proposta. O porta-voz dos Republicanos na Câmara, John Boehner, mantém a sua oposição à medida e argumenta que isso vai criar processos caros e desnecessários para o setor privado.

Se o Congresso não legislar sobre o projeto, os advogados dos direitos homossexuais provavelmente irão pressionar o presidente Barack Obama para que aja de forma unilateral e edite um decreto a impedir a discriminação LGBT no espaço de trabalho.

Da maioria democrata no Senado, 54 representantes voltaram a favor da proposta e foram ajudados por 10 republicanos. Desde que o Congresso rejeitou a proibição da entrada de gays no exército, há três anos, nenhuma outra grande medida em favor dos direitos homossexuais tinha sido aprovada nos EUA.

Obama acolheu bem a aprovação e pediu urgência ao Congresso. “Um partido não se deveria impor contra milhões de americanos que vão ao trabalho todos os dias e querem ser julgados apenas pela qualidade do que fazem”, disse o presidente. “Agora é a hora de acabarmos com esse tipo de discriminação no espaço de trabalho.”

No senado, os opositores do projeto se mantiveram mudos durante os três dias de votação. Nenhum representante discursou contra a medida, exceto o Senador Dan Coats, que disse que a legislação forçaria empregados a violarem suas crenças religiosas.

“Há dois tipos de discriminação com as quais estamos a lidar aqui, e uma delas vai contra um direito fundamental garantido a todos os americanos pela nossa Constituição, o direito à expressão e religião“, disse Coats.

A lei federal dos EUA proíbe a discriminação com base no sexo, raça e origem, mas não impede que um empregador demita ou se recuse a contratar um empregado por ser gay, bissexual ou transgénero. A proposta iria proibir que empregadores com mais de 15 funcionários de usar a orientação sexual de uma pessoa como base para decisões de contratação.

ZAP / MA com AE / AP

PARTILHAR

RESPONDER

Pela primeira vez em 45 anos, uma casa vitoriana "flutuou" pelas ruas de San Francisco

A manhã de 21 de fevereiro em San Francisco, nos Estados Unidos, foi um pouco diferente do normal: uma casa vitoriana passou a "flutuar" pelas ruas da cidade. De acordo com o BuzzFeed News, uma equipa …

Nação Cherokee pede à Jeep que deixe de usar o nome da tribo nos seus carros

"É hora de a Jeep reconsiderar chamar os seus SUVs Cherokee e Grand Cherokee". Pela primeira vez, a tribo norte-americana Nação Cherokee pediu diretamente à Jeep para parar de usar o seu nome nos seus …

PCP quer apoios a 100% para pais "imediatamente e com efeitos retroativos"

O secretário-geral do PCP pediu ao Governo, este sábado, apoios a 100% para os trabalhadores que estão em casa com os filhos, pagos "imediatamente e com efeitos retroativos", e defendeu um plano de desconfinamento "setor …

Naufrágio grego que levava partes do Partenon está a revelar os seus segredos

A última expedição de mergulhadores ao navio grego Mentor, que naufragou perto da ilha Citera em 1802, recuperou várias peças do cordame, moedas, a sola de couro de um sapato, uma fivela de metal, uma …

Chega vai reagir "muito veementemente" na rua à tentativa de ilegalização

O líder do Chega disse, este sábado, que o partido vai responder "muito veementemente" e com "presença na rua", já em março, à tentativa de ilegalização da estrutura promovida por Ana Gomes. "Quero deixar claro aqui, …

Procura-se candidato para dormir. Site oferece 1650 euros e uma noite num resort

Este pode ser, literalmente, um emprego de sonho: fazer dinheiro enquanto se dorme, incluindo uma noite num resort de 5 estrelas. O site Sleep Standards, que se dedica a dar informação sobre pesquisas e produtos relacionados …

Catarina Martins faz apelo a Costa. "Moratórias têm de ser estendidas já"

A coordenadora do Bloco de Esquerda fez um apelo direto ao primeiro-ministro, este sábado, para que não espere que "seja tarde demais" e decida já estender as moratórias, evitando assim uma vaga de despejos e …

Toronto apresenta providência cautelar contra projeto que constrói "casas" para os sem-abrigo

Um carpinteiro canadiano decidiu construir abrigos para as pessoas que vivem nas ruas de Toronto. A autarquia considerou que são perigosos e apresentou uma providência cautelar. De acordo com a empresa de media Vice, Khaleel Seivwright, carpinteiro …

Trinta anos depois, MI6 pede desculpa por ter banido espiões gays

Richard Moore pediu desculpa " pela forma como colegas e concidadãos LGBT+ foram tratados", tendo-lhes sido negada a oportunidade de servir o país no MI6. O chefe do MI6, o serviço secreto de inteligência do Reino …

Já foram administradas 837.887 vacinas em Portugal

Um total de 837.887 vacinas contra a covid-19 foram administradas em Portugal desde 27 de dezembro, quando foi dada a primeira dose, indicou o Ministério da Saúde este sábado. Num comunicado de balanço do processo de …