EUA enviam bombardeiros B-1B para ensaios com fogo real na Coreia

airmanmagazine / Flickr

Bombardeiro Rockwell B-1B Lancer da Força Aérea dos EUA

O exército dos Estados Unidos enviou hoje dois bombardeiros B-1B para realizar manobras com a força aérea sul-coreanas na Península da Coreia, num novo sinal de advertência após o mais recente ensaio de míssil norte-coreano, informou Seul.

Os bombardeiros estratégicos de longo alcance descolaram da base aérea de Anderson, na ilha de Guam, e levaram a cabo simulações de ataques de precisão no território sul-coreano, informou um porta-voz da força aérea do país asiático à agência local Yonhap.

As manobras são uma “resposta firme à série de lançamentos de mísseis balísticos por parte da Coreia do Norte”, segundo a mesma fonte, depois de a semana passada os norte coreanos terem testado com sucesso um míssil que pode chegar ao Alasca.

Os B-1B Lancers sobrevoaram o Mar do Japão, aproximaram-se da fronteira que delimita as duas Coreias e posteriormente juntaram-se aos caças sul-coreanos F-15K e F-16 na província de Gangwon, no leste do país, para ensaiar com fogo real ataques a instalações chave norte-coreanas, segundo o porta-voz.

A Coreia do Norte lançou na terça-feira o seu primeiro míssil balístico intercontinental (ICBM). Designado “Hwasong-14”, o míssil alcançou uma altitude máxima de 2.802 quilómetros e percorreu 933 quilómetros em 39 minutos.

Esta é a terceira vez em menos de um mês que os EUA enviam bombardeiros para a região da península coreana, depois de no dia 20 outros dois bombardeiros estratégicos B-1B terem participado em manobras militares com forças sul-coreanas e japonesas, tendo simulado o bombardeamento de uma cordilheira na província de Gangwon.

O bombardeiro estratégico norte-americano B-1 Lancer é um quadrimotor de geometria variável desenvolvido na década de 1970 para substituir o mítico B-52 Stratofortress. Concebido como bombardeiro nuclear para voo supersónico a grande altitude, o B1-B evoluiu para missões de bombardeio por penetração de baixa-altitude e longo alcance.

Na quarta-feira, a Coreia do Sul e os Estados Unidos realizaram ensaios conjuntos com mísseis balísticos. Os dois aliados realizaram múltiplos lançamentos de mísseis em direção ao Mar do Japão, incluindo o modelo balístico sul-coreano “Hyunmoo-21” e o norte-americano “ATACMS”.

Na quinta-feira, o Presidente norte-americano, Donald Trump, avisou a Coreia do Norte de que estava a considerar “algumas coisas bem severas” em resposta ao lançamento de um míssil com capacidade de atingir os Estados Unidos.

Os Estados Unidos têm vindo a considerar um conjunto de novas sanções, medidas económicas e outras, em resposta ao teste na passada terça-feira do míssil intercontinental pela Coreia do Norte – avanço tecnológico que Washington considera como um aumento significativo da ameaça por parte de Pyongyang.

Os norte-americanos mantêm, desde a Guerra da Coreia (1950-53), uma aliança militar com a Coreia do Sul, em que se comprometem a defender o seu aliado num hipotético conflito com o Norte.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Dois bombardeiros não serão o suficiente sequer para estoirar com a cabeça do Kim-Jong-un porque como todos sabemos uma cabeça comunista é duríssima e impermeável a qualquer outra coisa e sobretudo a deste artista que é o cérebro central de todos os outros existentes no país.

RESPONDER

Porto 5 - 0 Moreirense | Días, Taremi e Fábio, o trio maravilha

O Porto foi o primeiro dos “grandes” a entrar em campo e deu o mote, e que mote. Os “dragões” receberam o Moreirense e golearam sem apelo nem agravo, por 5-0, graças a uma segunda …

Ronaldo volta a marcar pelo United em jogo com final frenético

O português Cristiano Ronaldo voltou hoje a marcar pelo Manchester United, mas foram Lingaard e David de Gea que ‘brilharam’ na vitória sobre o West Ham, por 2-1, em jogo da quinta jornada da Liga …

O Cumbre Vieja, num dos complexos vulcânicos mais ativos nas Canárias, entrou em erupção

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou hoje em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região. Na zona, …

Portugal regista 677 novos casos de covid-19 e cinco mortes

Portugal registou, este domingo, 677 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Estudo mostra como diferentes espécies de polvos coexistem no mesmo ambiente

Existem mais de 300 espécies de polvos a viver em diversos habitats que abrangem recifes de coral, leitos de ervas marinhas, planícies de areia e regiões de gelo polar. Mas de que forma cefalópodes tão …

As máquinas estão "muito longe" de serem mais inteligentes (mas muito perto de agir como pessoas)

A especialista em inteligência artificial Daniela Braga considera que as máquinas estão "muito longe" de substituírem totalmente os humanos ou serem mais inteligentes, mas estão "muito perto" de interagirem como as pessoas. "Acho que estamos muito …

Secreto e lucrativo, o mercado de venda de "fezes de cachalote" pode também ser violento

O âmbar cinza é altamente raro, mas também altamente valioso. Usada na indústria dos perfumes, o mercado deste material pode ser muito perigoso. Deixa na pele uma resina oleosa e tem um cheiro a tabaco, madeira, …

Empresa norueguesa garante que pode "parar" furacões antes que estes se tornam destrutivos

Especialistas ambientais advertem que o sistema de "cortina de bolhas" proposto pela empresa pode provocar efeitos indesejados. A OceanTherm, uma startup norueguesa, assegura que a sua nova tecnologia pode evitar que as tempestades tropicais se tornem …

Afeganistão: Familiares consideram "insuficientes" pedido de desculpas dos EUA

Familiares dos civis afegãos mortos por "engano" durante um ataque de um avião não tripulado 'drone' norte-americano no final de agosto em Cabul consideraram este sábado "insuficiente" o pedido de desculpas de Washington, numa entrevista …

Descoberta de pegadas fossilizadas em Espanha revela a existência de um "berçário" de elefantes

Pegadas fossilizadas foram encontradas numa praia no sul da Espanha e mostram o que pode ter sido o berçário de uma espécie extinta de elefantes. O local costeiro, situado na região de Huelva, estava normalmente coberto …