Coreia do Norte testou com sucesso míssil que pode chegar ao Alasca

(dv) KCNA / YONHAP

Míssil balístico intercontinental norte-coreano Hwasong-14 lançado em local não divulgado na Coreia do Norte

A Coreia do Norte anunciou, esta terça-feira, ter testado com sucesso o primeiro míssil balístico intercontinental (ICBM), uma etapa crucial para a realização do objetivo de poder ameaçar os EUA com armas nucleares.

O “ensaio histórico” de um míssil Hwasong-14 foi supervisionado pelo dirigente norte-coreano, Kim Jong-Un, anunciou uma apresentadora na televisão pública norte-coreana num noticiário especial.

O anúncio da Coreia do Norte surgiu depois da informação divulgada por Seul e Washington de que Pyongyang tinha lançado um míssil de médio alcance.

O teste pode ter sido o mais bem sucedido até à data para a Coreia do Norte.

O lançamento foi realizado cerca das 09h40 (01h40 em Lisboa), a partir da província norte-coreana de Pyongyang Norte, segundo informação avançada pelo comando conjunto das forças armadas sul-coreanas, citado pelas agências internacionais.

O míssil atingiu uma altitude superior a 2.500 quilómetros, informou o Ministério da Defesa japonês.

“Estima-se que o míssil atingiu uma altitude bastante superior a 2.500 quilómetros, seguiu durante 40 minutos e caiu no mar do Japão, na zona económica exclusiva do arquipélago, a 900 quilómetros de distância do ponto de partida”, disse em comunicado.

O Presidente norte-americano, Donald Trump, reagiu no Twitter, questionando se o líder norte-coreano “não tem nada melhor para fazer na vida”. “Difícil acreditar que a Coreia do Sul… e o Japão vão continuar a aturar isto muito mais tempo”, acrescentou.

Um analista de armas considerou que o míssil pode ser suficientemente poderoso para chegar ao Alasca, nos Estados Unidos.

Trump instou ainda a China a endurecer a posição em relação à Coreia do Norte.

A China já apelou à “contenção” de todas as partes envolvidas e à resolução “pacífica” do problema norte-coreano. Pequim está “a recolher informações” sobre o míssil e instou a Coreia do Norte a “parar as ações que violem as resoluções do Conselho de Segurança da ONU”, disse o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Geng Shuang, numa conferência de imprensa diária.

A Coreia do Norte tem aumentado nos meses mais recentes os testes com mísseis balísticos e pretende construir mísseis nucleares que possam alcançar território norte-americano, um registo que segundo os especialistas ainda permanece longínquo.

O programa nuclear e de mísseis norte-coreano constituem um dos mais importantes desafios de política externa que enfrentam os dois novos líderes, e aliados, em Washington (EUA) e Seul (Coreia do Sul).

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Democratas norte-americanos pedem que Biden negue fundos para a Amazónia devido à atitude de Bolsonaro

A poucos dias de Joe Biden se encontrar com Jair Bolsonaro, o Presidente norte-americano foi instado pelos senadores a condicionar o apoio à redução da desflorestação na Amazónia. Democratas do Senado norte-americano enviaram esta sexta-feira uma …

Raúl Castro abandona liderança do partido comunista de Cuba

A família de Fidel Castro vai abandonar o comando do país. Raúl Castro confirmou que vai deixar o cargo de chefe do partido comunista de Cuba, num congresso do partido que decorreu na sexta-feira, em …

Governo dos Açores recorre a emigrantes nos Estados Unidos para conseguir vacinas

O Governo dos Açores vai desenvolver contactos junto de políticos e empresários de ascendência açoriana nos Estados Unidos da América para tentar que o país ceda ou venda vacinas contra a covid-19 à região. "Vamos sensibilizá-los …

Portugal regista cinco mortos e 649 novos casos de covid-19

Este sábado, Portugal regista mais cinco mortes e 649 novos casos de infeção, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde, o país …

"É preciso fazer mais, muito mais." Empresários insatisfeitos com Plano de Recuperação

Os empresários não estão satisfeitos com o documento e alertam para "sérios riscos" associados à implementação do Plano de Recuperação e Resiliência. A Associação Empresarial de Portugal (AEP) alerta para “sérios riscos” associados à implementação do …

Nova Zelândia avança com lei de mudança climática que nenhum outro país se atreveu a aprovar

A Nova Zelândia vai forçar o setor financeiro a fornecer informações sobre impacto ambiental. A primeira-ministra Jacinda Ardern prometeu que o país vai alcançar a neutralidade nas emissões de carbono até 2050. A Nova Zelândia vai …

Task force muda regras. Vai ser mais difícil saber qual a vacina que será administrada

Vai ser mais difícil para as pessoas acima dos 60 anos saber com antecedência qual será a vacina que vão receber (AstraZeneca, Pfizer e Moderna). Todas as semanas, as três vacinas passam a "rodar de …

Antigo rito sagrado "entre irmãos" pode ter sido, na verdade, o casamento homossexual

A adelfopoiese era uma cerimónia praticada historicamente na tradição cristã para unir duas pessoas do mesmo sexo - normalmente homens - num relacionamento reconhecido pela igreja, análogo ao irmão. Segundo documentos históricos, com 20 anos, Simeão …

Derek Chauvin, acusado de matar George Floyd, recusa-se a testemunhar em tribunal

Derek Chauvin, o antigo agente da polícia acusado de ter asfixiado o cidadão afro-americano George Floyd, informou o tribunal de que não vai testemunhar no processo. Derek Chauvin decidiu que não vai testemunhar. "Invoco hoje o …

Sporting recusou Haaland por 2,5 milhões em 2018 (agora o avançado vale 150 milhões)

Erling Haaland, avançado norueguês, é a grande pérola do momento no futebol europeu, sendo cobiçado por clubes como Barcelona e Real Madrid. Em 2018, o Sporting poderia tê-lo contratado, mas achou-o "demasiado caro". Com 33 golos …