Seul e Washington respondem a Pyongyang com “ensaios de precisão” de mísseis balísticos

(dv) USFK / 8TH US ARMY

Lançamento de um míssil balístico na costa da Coreia do Sul em exercícios militares com os Estados Unidos

A Coreia do Sul e os EUA realizaram, esta quarta-feira, ensaios conjuntos com mísseis balísticos, em resposta ao lançamento pelo regime norte-coreano de um míssil balístico intercontinental (ICBM).

Os dois aliados realizaram múltiplos lançamentos de mísseis em direção ao Mar do Japão, incluindo o modelo balístico sul-coreano “Hyunmoo-21” e o norte-americano “ATACMS”, afirmou um porta-voz do Ministério de Defesa de Seul à agência Yonhap.

Segundo o gabinete da presidência de Seul, os testes foram efetuados por ordem do presidente sul-coreano, Moon Jae-in, que acordou com o homólogo norte-americano, Donald Trump, esta resposta à Coreia do Norte, que esta segunda-feira testou com sucesso um míssil que pode chegar ao Alasca.

O regime norte-coreano, liderado por Kim Jong-un, garantiu que o novo modelo de míssil balístico intercontinental (ICBM), que lançou na terça-feira, pode transportar uma ogiva nuclear de grande dimensão, segundo a agência norte-coreana KCNA.

O novo míssil, designado “Hwasong-14”, alcançou uma altitude máxima de 2.802 quilómetros e percorreu 933 quilómetros em 39 minutos, e “é capaz de atingir qualquer parte do mundo”, informou a imprensa oficial norte-coreana.

Este novo teste representa um grande avanço no programa armamentístico do regime de Kim Jong-un e causou a condenação, uma vez mais, da comunidade internacional.

(dv) USFK / 8TH US ARMY

Os exercícios conjuntos dos EUA e Coreia do Sul pretenderam testar e demonstrar a "capacidade de efectuar lançamentos de precisão" de mísseis intercontinentais

Os exercícios conjuntos dos EUA e Coreia do Sul pretenderam testar e demonstrar a “capacidade de efectuar lançamentos de precisão” de mísseis intercontinentais

“Escalada perigosa”

O secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, insistiu na necessidade de uma “ação global” para deter a “ameaça mundial” que representa o desenvolvimento do programa nuclear da Coreia do Norte.

Tillerson assegurou que os EUA “condenam veementemente o lançamento pela Coreia do Norte de um míssil balístico intercontinental” e advertiu que “o teste de um ‘ICBM’ representa uma nova escalada“, confirmando tratar-se do primeiro lançamento bem-sucedido deste tipo por parte do regime norte-coreano.

A embaixadora norte-americana nas Nações Unidas, Nikki Haley, solicitou uma reunião urgente ao Conselho de Segurança, para esta quarta-feira. O pedido foi comunicado no Twitter pelo porta-voz da Missão dos EUA na ONU, Jonathan Bachtel, que adiantou que Haley também solicitou ao embaixador chinês junto da ONU – Liu Jieyi, que este mês preside ao Conselho de Segurança -, que mantenha essa sessão de emergência “aberta”.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, também condenou vivamente o disparo pela Coreia do Norte, que qualificou como uma “escalada perigosa”. “Esta ação é uma nova violação das resoluções do Conselho de Segurança e constitui uma escalada perigosa”.

Os “dirigentes (de Pyongyang) devem evitar outras ações provocatórias e submeteram-se integralmente às suas obrigações internacionais”, acrescentou o secretário-geral.

(dv) KCNA / YONHAP

Míssil balístico intercontinental norte-coreano Hwasong-14 lançado em local não divulgado na Coreia do Norte

Os exercícios foram uma resposta ao lançamento de um míssil balístico intercontinental norte-coreano Hwasong-14

Relativamente aos pontos de vista divergentes de Pequim e de Washington sobre o dossier norte-coreano, Guterres insistiu na importância de manter a unidade da comunidade internacional, face a este “sério desafio”.

A China é favorável às negociações entre a Coreia do Norte e a comunidade internacional, sujeitas ao desmantelamento por Pyongyang do seu arsenal nuclear, enquanto os EUA mantém que Kim Jong-un e o seu regime devem desde já cessar totalmente os testes de mísseis e os testes nucleares.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. E lá se vão entretendo a brincar aos misseis.
    Vergonhoso aceitar um pais minusculo a brincar com a segurança do mundo.
    mandem uma bomba antónia e está feito…

RESPONDER

Moderna contradiz Trump. Não haverá vacina até às eleições

O diretor-executivo da farmacêutica Moderna Therapeutics, que está a desenvolver uma das mais avançadas vacinas para a covid-19, disse que esta não estará pronta até às eleições presidenciais dos Estados Unidos. Em declarações ao jornal Financial …

Brigadas dos lares arrancam com menos profissionais do que o previsto

As Brigadas de intervenção Rápida para os lares atingidos por surtos de covid-19 arrancam esta quinta-feira - mas há menos enfermeiros e cuidadores do que o previsto. Em declarações à Renascença, o presidente do Instituto da …

PS segue PSD e propõe voto antecipado para eleitores em confinamento

O Partido Socialista (PS) decidiu juntar-se ao Partido Social Democrata (PSD) na ideia de alargar o direito de voto antecipado aos eleitores que estejam em confinamento à data das próximas eleições presidenciais. De acordo com o …

Santos Silva assume "contactos" para reforço dos EUA da base das Lajes (e desdramatiza eventual crise política)

Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, disse, em entrevista ao Público e à Renascença, que há "contactos" com os Estados Unidos para reforço norte-americano da base das Lajes e desdramatizou a aprovação do Orçamento …

3.800 euros por mês. Genebra aprova o primeiro salário mínimo (e é o mais alto do mundo)

Os habitantes de Genebra, na Suíça, aprovaram, este domingo, a proposta de um salário mínimo de 23 francos suíços por hora (equivalente a cerca de 21,30 euros) para todos os que trabalham na cidade. De acordo …

No day after do debate caótico, Biden pede regras rígidas e Trump queixa-se do moderador

O debate caótico entre Donald Trump e Joe Biden motivou críticas generalizadas que suscitam dúvidas sobre se será de manter os outros dois debates ou se, mantendo-os, será necessário alterar as regras. Um dia após a …

OE2021. Pontas soltas, alguns avanços e uma certeza: se houver entendimento, há acordo por escrito

Se houver entendimento em algumas matérias com o Bloco de Esquerda e o PCP, haverá um "compromisso escrito", adiantou Duarte Cordeiro, secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares. Em entrevista ao podcast Política com Palavra, do PS, …

Covid-19. Hospitais da região de Lisboa pedem camas uns aos outros

Os hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo continuam a bater à porta uns dos outros a pedir camas para internar doentes com covid-19. Segundo a edição desta quinta-feira do jornal Público, os …

Vinícius perto do Tottenham de Mourinho

O avançado brasileiro deverá ser confirmado como reforço do Tottenham ainda esta quinta-feira, saindo do Benfica por empréstimo e com opção de compra que ronda os 40 milhões de euros. De acordo com o jornal Record, …

Navalny acusa Putin de estar por trás do seu envenenamento

O líder da oposição russa, que já deixou o hospital alemão onde estava a ser tratado, acusou o Presidente do país de ser a pessoa responsável pelo seu envenenamento. "Afirmo que Vladimir Putin está por trás …