Serviços de informação dos EUA suspeitam que Coreia do Norte está a construir novos mísseis

Kevin Lim / The Straits Times / EPA

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e o Presidente do EUA, Donald Trump

As agências de espionagem norte-americanas suspeitam que a Coreia do Norte pode estar a construir novos mísseis, nem dois meses depois da cimeira histórica entre Donald Trump e Kim Jong-un.

De acordo com o The Washington Post, as agências de espionagem norte-americanas detetaram sinais suspeitos que fazem com que haja uma desconfiança em relação à Coreia do Norte que, segundo fontes próximas dos serviços secretos, pode mesmo estar a construir novos mísseis numa fábrica onde foram produzidos os primeiros mísseis balísticos intercontinentais.

Foram imagens dessa fábrica que deram aos agentes secretos norte-americanos a convicção de que a Coreia pode estar ainda a trabalhar no seu programa de mísseis balísticos, nem dois meses após a cimeira histórica entre Donald Trump e Kim Jong-un.

“Evidências recentes, incluindo imagens de satélite nas últimas semanas, indicam que estão a trabalhar em pelo menos um, talvez até dois mísseis intercontinentais, em Sanumdong, perto de Pyongyang”, escreve o jornal, citando responsáveis dos serviços de informação, sob anonimato.

Nas imagens de satélite, conta o Observador, é possível ver um veículo vermelho no pátio interno, muito semelhante aos usados pela Coreia do Norte para transportar mísseis.

“Esta nova informação não sugere um aumento nas capacidades da Coreia do Norte, mas mostra que o desenvolvimento de armamento continua várias semanas depois do presidente Trump ter escrito no Twitter que Pyongyang ‘não é mais uma ameaça nuclear'”, escreve o The Washington Post.

Mike Pompeo, chefe da diplomacia norte-americana, já tinha admitido numa audiência no Congresso que Pyongyang ainda produzia materiais nucleares, seis semanas após a reunião histórica entre Trump e Kim Jong-Un.

Também imagens de satélite captadas no dia 21 de junho revelaram modificações no complexo nuclear da Coreia do Norte, como a existência de um novo sistema secundário para arrefecer o reator da principal central nuclear e novas instalações cujo objetivo é ainda desconhecido.

Estas revelações surgem nem dois meses depois da cimeira histórica entre Donald Trump, Presidente dos Estados Unidos, e Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte, na qual assinaram um acordo que previa o caminho para a desnuclearização da península da Coreia. Algo que parece não estar a acontecer.

Esta terça-feira, generais da Coreia do Norte e da Coreia do Sul reúnem-se com o objetivo de discutirem formas de reduzir armamento e presença militar junto à fronteira entre os dois países.

A reunião, que decorre na cidade fronteiriça de Panmunjom, segundo o Ministério da Defesa da Coreia do Sul, acontece quatro dias depois da Coreia do Norte ter devolvido aos EUA os restos mortais de soldados norte-americanos que tinham sido dados como desaparecidos durante a guerra que decorreu na península coreana entre 1950 e 1953.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Putin convoca referendo sobre alterações constitucionais para 1 de julho

A aprovação da reforma constitucional permitirá ao atual Presidente da Rússia, Vladimir Putin, cumprir mais dois mandatos suplementares a partir de 2024. Vladimir Putin anunciou a data de 1 de julho para o referendo nacional de …

Depois das máscaras e do gel, procura por acrílico dispara

À semelhança do que aconteceu com as máscaras de proteção e com o álcool-gel, a procura mundial por acrílico está a aumentar. Primeiro foram as máscaras e o desinfetante em gel, mas agora há um novo …

Real Madrid não volta ao Santiago Bernabéu até final da temporada

O Real Madrid vai disputar os restantes jogos da Liga espanhola de futebol na condição de visitado no estádio Alfredo di Stéfano, no centro de treinos merengue. Segundo a agência EFE, Florentino Pérez enviou uma carta …

Metade das empresas que aderiram ao teletrabalho tenciona mantê-lo

A pandemia veio mudar a forma como trabalhamos. Quase metade das empresas que aderiram ao teletrabalho tenciona manter a atividade, ou parte dela, em regime de trabalho remoto.  De acordo com um inquérito da CIP - …

"Muitos de vocês são fracos". Trump critica ação dos governadores durante protestos

O Presidente dos Estados Unidos ridicularizou alguns governadores estaduais por serem "fracos" e exigiu-lhes que tomem medidas duras contra os manifestantes, após mais uma noite de violência em diversas cidades. Donald Trump conversou com os governadores, …

O vírus "não desapareceu". DGS apela para responsabilidade dos adeptos de futebol

Graça Freitas apelou aos adeptos de futebol para que respeitem as regras da Direção-Geral da Saúde, sublinhando que não podem existir ajuntamentos junto aos estádios e concentrações de pessoas em cafés ou em outros locais. Durante …

PSD junta-se ao Bloco e PCP e pede apreciação parlamentar do decreto das PPP na Saúde

O PSD pediu a apreciação parlamentar do decreto-lei que regulamenta a criação de parcerias público-privadas (PPP) na Saúde. O maior partido da oposição junta-se assim ao Bloco de Esquerda e PCP, embora com motivos diferentes. Os sociais-democratas …

Reembolsos de IRS estão a ser "indevidamente retidos", denuncia Provedora de Justiça

Maria Lúcia Amaral escreveu ao secretário de Estado dos Assuntos Fiscais para pedir a correção de erros, lembrando que o reembolso é uma ajuda preciosa para muitas famílias, nomeadamente nesta altura. A Provedora de Justiça, Maria …

Rússia quer exportar antiviral que diz ser eficaz em 90% dos casos

O antiviral Afivavir mostrou ser eficaz no combate ao novo coronavírus em 90% dos casos, mas não estará à venda em farmácias. A Rússia planeia exportar para vários países do mundo um medicamento para a …

Exigência "irracional e insultuosa". Precários acusam Governo de os forçar a "mentir"

O formulário de apoio aos trabalhadores independentes obriga-os a garantir que retomarão a atividade dentro de oito dias. No último sábado, a Segurança Social disponibilizou o formulário de apoio aos trabalhadores independentes que deveria ter ficado …