EUA anunciam ajuda de 16 mil milhões de dólares a agricultores prejudicados pela disputa comercial com a China

Michael Reynolds / EPA

A administração Trump disponibilizará 16 mil milhões de dólares (cerca de 14 mil milhões de euros) para manter os agricultores à tona durante a guerra comercial entre os Estados Unidos (EUA) e a China, anunciou na quinta-feira o secretário da Agricultura, Sonny Perdue.

A maior parte dessa ajuda, aproximadamente 14,5 mil milhões de dólares (aproximadamente 13 mil milhões de euros) irá diretamente para os agricultores, disse Sonny Perdue, citado pela NPR.

“Embora os próprios agricultores digam que preferem o comércio à ajuda, sem o comércio, precisarão de algum apoio”, afirmou, atribuindo a responsabilidade pelas perdas económicas aos fazendeiros na China, ao invés de atribuir às táticas comerciais “de linha dura” da própria administração Trump.

“Francamente, tudo isso teria sido irrelevante se a China tivesse atuado de maneira apropriada e justa em muitas das áreas em relação ao roubo de propriedade intelectual e às barreiras não-tarifárias que colocaram por muitos anos”, referiu.

Enquanto a ajuda vem de um fundo conhecido como Commodity Credit Corporation (CCC) – uma entidade federal fundada durante a Depressão, dedicada à estabilização da receita e dos preços agrícolas -, funcionários do governo Trump, incluindo Sonny Perdue, acreditam que a China pagará por esta ajuda ao setor agrícola.

“O presidente [Donald Trump] acredita que a receita tarifária será usada para apoiar este programa, que voltará e reabastecerá o CCC, como faz todos os anos”, acrescentou o secretário de Agricultura.

O plano também inclui esforços para vender produtos americanos em mais mercados fora da China. As autoridades indicaram que cerca de 100 milhões de dólares (cerca de 90 milhões de euros) serão direcionados para a diversificação do mercado.

A agricultura tem sido um dos setores mais atingidos pelo conflito comercial entre os EUA e a China. O anúncio de um novo alívio para os agricultores vem com o aumento dos receios sobre uma crise económica na área agrícola.

De acordo com Escritório Nacional de Pesquisa Económica, a linha dura de Trump no comércio com a China reduziu a receita dos EUA a uma taxa de cerca de 1,4 mil milhões de dólares (1,25 mil milhões de euros) por mês. Análises do Nova York Fed estimam que as novas tarifas custarão às famílias de classe média 831 dólares (745 euros) por ano.

No ano passado, o governo Trump forneceu 12 mil milhões de dólares (cerca de 11 mil milhões de euros) em ajuda aos agricultores para tentar compensar as suas perdas com a guerra comercial.

Os problemas económicos tiveram efeitos multiplicadores nos últimos meses. Alguns agricultores estão a lutar com as dívidas, fazendo com que os pedidos de insolvência aumentem drasticamente. Um outro golpe para o setor agrícola surgiu com os desastres naturais, que mataram o gado e destruíram colheitas.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Depois do novo confinamento, França estende uso obrigatório de máscara nas escolas às crianças de 6 anos

O uso de máscara na escola em França será estendido na próxima semana às crianças a partir dos seis anos, anunciou esta quinta-feira o primeiro-ministro francês, Jean Castex, um dia após o anúncio de novo …

"A lei não pode exigir esse tipo de heroísmo". Presidente polaco recua na oposição ao aborto

O Presidente da Polónia defendeu esta quinta-feira que as próprias mulheres deveriam ter o direito de abortar em caso de fetos com problemas congénitos, rompendo com a liderança conservadora, que apoiou uma proibição que levou …

Advogados ligados à PLMJ contestam interesse público de revelações de Rui Pinto

A invocação de interesse público dos documentos e das informações expostas por Rui Pinto na Internet foi contestada, esta quarta-feira, por advogados ligados à sociedade PLMJ, na 18.ª sessão do julgamento do processo "Football Leaks". Na …

Microempresas do turismo do Norte com maior adesão a apoios

As microempresas de turismo do Norte foram as que mais dinheiro receberam da linha de apoio à tesouraria criada em resposta ao impacto da pandemia nesse setor, ficando com 29,3% (15,3 milhões de euros) do …

Migrantes marroquinos "desesperados e assustados" em greve de fome. Entre eles está uma mulher grávida

Seis dos migrantes marroquinos que chegaram ilegalmente em setembro estiveram em greve de fome, entre os quais uma grávida. Dizem não serem autorizados a falar com as famílias há mais de 40 dias. O protesto é …

TAP precisa de mais de 100 milhões por mês até final de 2020

O Plano de Tesouraria da TAP para 2020 revela que a empresa precisa, em média, mais de 100 milhões de euros por mês até ao final do ano para suprir as necessidades de liquidez. De acordo …

Fafe declara estado de emergência municipal devido à "rapidez" da propagação da covid-19

O concelho de Fafe está em estado de emergência municipal devido à “evolução grande” do número de infetados com o novo coronavírus e à “rapidez” da propagação, anunciou o presidente da Câmara. Em vídeo publicado nas …

Ameaça iminente. FBI alerta que hackers vão atacar sistema de saúde dos Estados Unidos

O Departamento Federal de Investigação (FBI) e duas agências federais anunciaram que cibercriminosos estão a desencadear um grande ataque de resgate contra o sistema de saúde dos Estados Unidos. Num alerta conjunto, o FBI e duas …

Multidão para ver ondas gigantes na Nazaré. Câmara corta acesso ao Farol

A Câmara e a Capitania da Nazaré decidiram cortar o acesso pedonal à estrada do Farol, para conter a excessiva concentração de público que assiste às ondas gigantes e garantir condições de segurança, informou o …

"Os números falam por si". Fauci critica reação dos Estados Unidos à pandemia e politização das máscaras

O principal epidemiologista norte-americano, Anthony Fauci, criticou a política errática do Governo do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em relação à covid-19, e lamentou o escasso uso de máscaras devido a motivações políticas. Durante uma …