Estudo prova que afinal há mesmo (alguma) vida depois da morte

Um novo estudo científico surpreendente confirma que, após a morte, há ainda funções do organismo “vivas” e, em alguns casos, a sua expressão nos genes até aumenta – durante um período a que chamam o “crepúsculo da morte”

Depois de em 2014 um estudo ter encontrado provas de consciência depois da morte, um novo estudo encontrou agora indícios de actividade fisiológica após a morte de um organismo.

A pesquisa, realizada por uma equipa de cientistas internacionais e publicada no jornal Open Biology, estudou o post mortem de peixes-zebra e de ratos, tendo permitido constatar que nem todas as funções do organismo param imediatamente quando o corpo morre.

Segundo os autores do estudo, o fenómeno ocorre em todos os animais – incluindo os seres humanos.

“Morrer” passo-a-passo

O que parece ocorrer, de acordo com o estudo, é um desligar faseado das células, após a morte, ou seja, algumas transcrições genéticas – processo celular que regula a cópia de material proteico com base no código genético da célula – cessam totalmente, enquanto outras transcrições genéticas permanecem activas.

“Os dados sugerem que ocorre um ‘desligamento’ passo-a-passo na morte dos organismos, manifestado pelo aparente aumento de expressão genética – o processamento da informação codificada nos genes para uma dada proteína com uma função específica no organismo – com várias durações e picos de abundância”, escrevem os autores do estudo.

Para que este processamento se verifique, é preciso que ocorra a “transcrição genética”, ou seja, que moléculas de ARN, o Ácido Ribonucléico, copiem partes específicas de uma sequência de ADN, levando-as até ao núcleo vivo das células (o citoplasma), onde ocorre a síntese das proteínas (a “tradução genética“).

As análises efectuadas post mortem levaram os investigadores a concluir que as funções das transcrições genéticas mais abundantes, nas horas ou dias subsequentes à morte, estão associadas ao stress, imunidade, inflamação, cancro e, surpreendentemente, ao desenvolvimento embrionário – como se o corpo quase procurasse renascer.

“Nem todas as células estão mortas quando um organismo morre. Diferentes tipos de células têm diferentes períodos de vida, de geração e de resiliência ao stress extremo”, diz o autor principal do estudo, Peter Noble, da Universidade de Washington, nos EUA, citado pelo Seeker.

“É provável que algumas permaneçam vivas e tentem reparar-se, especialmente as células estaminais”, acrescenta o investigador.

“O crepúsculo da morte”

Este “limbo” que ocorre depois da morte e antes do início do processo de decomposição do corpo, em que a “expressão genética” cessa, é definido pelos cientistas como o “crepúsculo da morte”.

Noble compara o processo à queda de um edifício, como sucedeu, por exemplo, com as torres gémeas do World Trade Center, na altura dos atentados terroristas de 11 de Setembro de 2001.

“Podemos obter muita informação sobre como um sistema colapsa estudando a sequência de acontecimentos, à medida que eles se desenrolam ao longo do tempo. No caso das torres gémeas, num momento, vimos o colapso sistemático de um andar que afectou os andares abaixo dele”, explica Noble.

“Isto dá-nos uma ideia das fundações estruturais que suportam o edifício, e vemos um padrão semelhante no apagamento dos animais“, diz o cientista.

Surpreendente nas suas conclusões, este é, conforme sublinham os próprios autores, um estudo que levanta muito mais questões do que aquelas a que dá resposta.

SV, ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. existe morte para corpo humano, más espírito humano, conforme parecer dos mensageiros de deus nunca more .
    deus perdoa todos pecados,más a consciência é capaz de sofrer um bocadinho.
    no outro mundo tal como este mundo ,depois de nascer, como os médicos, almas do espíritos santos e parentes falecidos vão ajudar para beleza existentes no outro
    mundo .

  2. Já se sabia que nos homens se constata que a barba cresce ligeiramente nas horas que se seguem à morte. E sem estudo.

  3. DEPOIS DE MORTE PARA FÍSICO SENDO UMA COMPOSIÇÃO EXISTE DECOMPOSIÇÃO,
    MÁS ENQUANTO ESPÍRITO QUE É UM ELEMENTO,NÃO EXISTE DECOMPOSIÇÃO E VIVERÁ
    ETERNAMENTE.

Responder a PURAN Cancelar resposta

Chuva deixa Austrália entre incêndios e cheias. Número de mortos sobe para 29

A chuva trouxe algum alívio aos bombeiros e habitantes do leste da Austrália, mas também causou cheias e novos problemas. As equipas ainda combatem cerca 100 focos de incêndio na região e o número de …

Sem Joacine, nova direção do Livre foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos

Este domingo, no segundo dia do IX congresso do Livre, a nova direção do partido foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos (e não conta com a deputada Joacine Katar Moreira). No final …

Juiz pede escusa do caso dos emails por ser adepto do Benfica

O juiz desembargador apresenta vários motivos para pedir escusa do processo, nomeadamente por ser "sócio do Benfica desde 1968". De acordo com o jornal Público, Eduardo Pires, juiz desembargador do Tribunal da Relação do Porto (TRP), …

Afinal, Irão já não vai pedir ajuda para analisar caixas negras do avião

O Irão recuou na intenção de enviar para análise as gravações da caixa negra do avião ucraniano, que abateu acidentalmente na semana passada, para que sejam sujeitas a análises adicionais, revelou a agência noticiosa iraniana. Citado …

Bruno Fialho sucede a Marinho e Pinto na liderança do PDR

Bruno Fialho é o novo presidente do Partido Democrático Republicano (PDR), ao obter 75% dos votos na eleição deste sábado para escolher o sucessor de António Marinho e Pinto, que anunciou o abandono do cargo …

Legislador russo culpa "arma climática" dos EUA pelo inverno quente de Moscovo

Alexei Zhuravlyov, membro da câmara baixa do Parlamento da Rússia (Duma), culpou uma alegada "arma climática" secreta dos Estados Unidos pelas anómalas temperaturas que se fizeram sentir este inverno em Moscovo.  Em declarações à estação de …

Nova espécie de louva-a-deus empala as suas presas como se fossem fondue

O Carrikerella simpira, uma nova espécie de louva-a-deus, caça as suas presas perfurando-as de um lado ao outro com as suas patas em forma de tridente. Cientistas descobriram uma nova espécie de louva-a-deus com uma característica …

Astrónomos descobrem que o fósforo foi gerado na formação de estrelas

Astrónomos descobriram que o fósforo, elemento químico essencial à vida, se constituiu durante a formação de estrelas e sugerem que chegou à Terra através de cometas. Uma equipa de astrónomos detetou monóxido de fósforo na região …

Nova máquina repara e mantém fígados vivos fora do corpo humano durante uma semana

Um novo sistema consegue manter um fígado humano vivo fora do corpo durante sete dias, período no qual o órgão danificado pode ser reparado e preparado para o transplante. As tecnologias convencionais conseguem sustentar um fígado …

Rui Rio vence segunda volta. Líder reeleito quer "estabilidade, lealdade e unidade"

O presidente social-democrata, Rui Rio, afirmou hoje que espera poder “trabalhar com estabilidade e lealdade”, recusou que o PSD esteja “partido” e vincou estar “a iniciar o momento para marcar a unidade” no partido. O líder …