Estudantes estrangeiros podem ter que pagar propinas mais altas

lanuiop / Flickr

-

O Governo aprovou hoje o Estatuto do Estudante Internacional, que vai permitir às instituições públicas e privadas de Ensino Superior captar alunos estrangeiros cobrando mais do que as propinas máximas fixadas, mas sem exceder o “custo real da formação”.

A criação deste estatuto era uma das principais reivindicações do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) que, pela voz do seu presidente, António Rendas, por várias vezes apelou ao Governo que o concretizasse, tendo em conta as dificuldades financeiras que as instituições atravessam.

Em comunicado, o Ministério da Educação e Ciência (MEC) esclareceu que universidades e politécnicos vão poder “cobrar aos estudantes internacionais uma propina acima do limiar fixado na lei aos estudantes portugueses”. Trata-se de estudantes que queiram realizar ciclos de estudo completos numa instituição portuguesa, diferente do que se passa com os estudantes de intercâmbio como os de Erasmus.

“Os estudantes admitidos através deste novo regime não serão considerados no âmbito do financiamento público das instituições de Ensino Superior. Em contrapartida, e de acordo com o previsto na lei do financiamento do Ensino Superior, as instituições públicas poderão fixar propinas diferenciadas, tendo em consideração o custo real da formação”, acrescenta o documento do MEC.

O decreto-lei hoje aprovado em Conselho de Ministros, e que precisa ainda de ser promulgado pelo Presidente da República, estabelece as regras para a captação de estudantes estrangeiros, criando um regime especial de acesso para licenciaturas e mestrados integrados para os interessados em prosseguir estudos nas instituições portuguesas.

Os alunos estrangeiros que queiram estudar em Portugal podem candidatar-se às vagas neste regime especial de acesso, desde que “sejam titulares de um diploma que faculte o acesso ao Ensino Superior no país em que foi obtido, ou que hajam concluído o Ensino Secundário português ou um ciclo de estudos a ele equivalente”.

“Trata-se de um regime adicional que não afeta os alunos portugueses nem interfere com os seus processos de acesso e ingresso”, sublinha o ministério, que acrescenta ainda que a criação deste novo regime de acesso para estudantes internacionais não anula ou prejudica os regimes especiais de acesso para estudantes bolseiros de países africanos de língua portuguesa, no âmbito dos acordos de cooperação estabelecidos com o Estado português.

O Governo enquadra o diploma hoje aprovado na “estratégia de internacionalização do Ensino Superior”, depois de, no início de janeiro, o CRUP e a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) terem assinado um protocolo tendo em vista esse objetivo, ficando aberta a possibilidade de extensão do acordo aos institutos politécnicos.

Um dos objetivos já estabelecidos no âmbito desse protocolo é organizar viagens promocionais para as universidades portuguesas, permitindo dar a conhecer o trabalho académico realizado em Portugal, e captar alunos, docentes e investigadores estrangeiros, mantendo sempre uma perspetiva de intercâmbio com os pares portugueses.

Para já, e de acordo com as indicações dadas pelas próprias universidades, Alemanha e América Latina são os mercados preferenciais para uma aposta inicial, a arrancar já em 2014.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Turista danifica escultura do século XIX enquanto posa para fotografia (e é apanhado pelas câmaras de vigilância)

A polícia italiana identificou um austríaco de 50 anos que danificou uma estátua do século XIX num museu em Itália, enquanto posava para uma fotografia. O incidente ocorreu no passado dia 31 de junho, segundo …

Covid-19: Brasil supera as 100.000 mortes

O Brasil ultrapassou hoje a barreira das 100.000 mortes associadas à covid-19, quase cinco meses depois da confirmação do primeiro óbito no país, indicam dados oficiais divulgados pelas secretarias regionais de Saúde. Segundo os mais recentes …

As vacas leiteiras têm relações complexas (que se alteram quando mudam de grupo)

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Chile e dos Estados Unidos concluiu que as vacas leiteiras vivem em redes sociais complexas que se alteram quando estes animais são movidos para outros grupos.  Para …

Virgin Galactic quer desenvolver avião comercial supersónico (que promete superar a velocidade do som)

A Virgin Galactic vai aliar-se à Rolls-Royce para criar um avião comercial supersónico, ainda mais rápido do que o mítico Concorde. A empresa de turismo espacial Virgin Galactic anunciou uma parceria com a Rolls-Royce para desenvolver …

PayPal resiste à pandemia. Volume de pagamentos cresce 30% no segundo trimestre

O volume de pagamentos através do PayPal cresceu 30% no segundo trimestre. A empresa parece resistir à pandemia de covid-19, que abalou o setor das viagens, cujos pagamentos estão muitas vezes associados a meios eletrónicos. …

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de beberem desinfetante para as mãos

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de ingerirem desinfetante para as mãos à base de álcool, revelou um relatório do Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) do país esta quarta-feira publicado. De …

Jim Hackett deixa a Ford após três anos de liderança

Ao fim de três anos como CEO da Ford, Jim Hackett será substituído por Jim Farley. Um mandato que fica marcado por problemas financeiros, de produção e pela morte dos três volumes e utilitários. O mandato …

Covid-19: Portugal tem mais 186 casos e quatro pessoas morreram desde sexta-feira

Portugal regista hoje mais quatro mortos e 186 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sexta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o relatório da DGS sobre a situação …

Versão americana da Eurovisão chega em 2021

O Festival Eurovisão da Canção — o maior espetáculo de entretenimento televisivo do mundo — vai chegar aos Estados Unidos no final do próximo ano. A novidade foi divulgada, esta sexta-feira (7), em comunicado oficial. A …

Contratações na TVI após apoios financeiros "suscitam preocupação"

O professor universitário e ex-ministro Miguel Poiares Maduro manifestou "preocupação" relativamente às contratações na TVI, da Media Capital, grupo que beneficia do apoio do Estado, através da compra antecipada de publicidade institucional. Em entrevista à Lusa, …