Estudantes estrangeiros podem ter que pagar propinas mais altas

lanuiop / Flickr

-

O Governo aprovou hoje o Estatuto do Estudante Internacional, que vai permitir às instituições públicas e privadas de Ensino Superior captar alunos estrangeiros cobrando mais do que as propinas máximas fixadas, mas sem exceder o “custo real da formação”.

A criação deste estatuto era uma das principais reivindicações do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) que, pela voz do seu presidente, António Rendas, por várias vezes apelou ao Governo que o concretizasse, tendo em conta as dificuldades financeiras que as instituições atravessam.

Em comunicado, o Ministério da Educação e Ciência (MEC) esclareceu que universidades e politécnicos vão poder “cobrar aos estudantes internacionais uma propina acima do limiar fixado na lei aos estudantes portugueses”. Trata-se de estudantes que queiram realizar ciclos de estudo completos numa instituição portuguesa, diferente do que se passa com os estudantes de intercâmbio como os de Erasmus.

“Os estudantes admitidos através deste novo regime não serão considerados no âmbito do financiamento público das instituições de Ensino Superior. Em contrapartida, e de acordo com o previsto na lei do financiamento do Ensino Superior, as instituições públicas poderão fixar propinas diferenciadas, tendo em consideração o custo real da formação”, acrescenta o documento do MEC.

O decreto-lei hoje aprovado em Conselho de Ministros, e que precisa ainda de ser promulgado pelo Presidente da República, estabelece as regras para a captação de estudantes estrangeiros, criando um regime especial de acesso para licenciaturas e mestrados integrados para os interessados em prosseguir estudos nas instituições portuguesas.

Os alunos estrangeiros que queiram estudar em Portugal podem candidatar-se às vagas neste regime especial de acesso, desde que “sejam titulares de um diploma que faculte o acesso ao Ensino Superior no país em que foi obtido, ou que hajam concluído o Ensino Secundário português ou um ciclo de estudos a ele equivalente”.

“Trata-se de um regime adicional que não afeta os alunos portugueses nem interfere com os seus processos de acesso e ingresso”, sublinha o ministério, que acrescenta ainda que a criação deste novo regime de acesso para estudantes internacionais não anula ou prejudica os regimes especiais de acesso para estudantes bolseiros de países africanos de língua portuguesa, no âmbito dos acordos de cooperação estabelecidos com o Estado português.

O Governo enquadra o diploma hoje aprovado na “estratégia de internacionalização do Ensino Superior”, depois de, no início de janeiro, o CRUP e a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) terem assinado um protocolo tendo em vista esse objetivo, ficando aberta a possibilidade de extensão do acordo aos institutos politécnicos.

Um dos objetivos já estabelecidos no âmbito desse protocolo é organizar viagens promocionais para as universidades portuguesas, permitindo dar a conhecer o trabalho académico realizado em Portugal, e captar alunos, docentes e investigadores estrangeiros, mantendo sempre uma perspetiva de intercâmbio com os pares portugueses.

Para já, e de acordo com as indicações dadas pelas próprias universidades, Alemanha e América Latina são os mercados preferenciais para uma aposta inicial, a arrancar já em 2014.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

John Cleese esgota três coliseus em 48 horas

John Cleese vai estar no Coliseu de Lisboa com “Last Time To See Me Before I Die” durante três dias. O humorista britânico esgotou as três datas em apenas 48 horas. Durante esta madrugada (10), a …

Descoberta no Egito múmia de grande animal semelhante a um leão

O Ministério das Antiguidades egípcio anunciou esta segunda-feira que uma equipa de arqueólogos desenterrou uma múmia de um grande animal incomum, semelhante a um leão ou uma leoa. “É um animal muito estranho, como um gato …

Ex-agentes da DEA revelam detalhes da vida de Escobar na prisão que o próprio construiu

Dois dos agentes do DEA, que durante mais de um ano participaram na operação de captura de Pablo Escobar, revelaram alguns detalhes sobre a vida do narcotraficante e ex-líder do cartel de Medellín na prisão La …

Num jardim zoológico da Austrália, há concertos ao vivo (para entreter os elefantes)

https://vimeo.com/372400002 O jardim zoológico de Melbourne está a desenvolver um programa mundial de músicos para tocar para a sua multigeracional manada de elefantes asiáticos em perigo de extinção para que melhore a ligação entre os seis …

Montijo: ANA pede mais tempo para analisar medidas de mitigação ambiental

A ANA – Aeroportos de Portugal pediu à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) uma prorrogação do prazo para analisar as medidas de mitigação propostas pela entidade na Declaração de Impacte Ambiental (DIA) do futuro aeroporto …

Sérgio Conceição ultrapassa número de jogos de José Mourinho

No jogo deste domingo, que o FC Porto acabou por vencer o Boavista com um golo solitário de Alex Telles, Sérgio Conceição cumpriu o seu 128.º jogo como treinador dos dragões - mais uma partida …

Governo australiano acusado de censurar livro sobre história de Timor-Leste

O Ministério dos Negócios Estrangeiros australiano está alegadamente a tentar censurar partes do primeiro de dois volumes da história de operações militares em Timor-Leste, o dedicado à Força Internacional para Timor-Leste (Interfet), segundo revelou a imprensa …

Norte-americanos acordaram com mensagens de texto estranhas nos seus telemóveis

Na passada quinta-feira, uma grande parte da população norte-americana recebeu mensagens estranhas e inexplicáveis, muitas das quais desconfortáveis e até preocupantes. Stephanie Bovee, uma norte-americana de 28 anos de Portland, no oeste dos Estados Unidos, acordou …

Pai que fugiu por 15 países com os dois filhos no ano passado encontrado pela PSP

O pai mudou 15 vezes de país com as crianças desde o verão passado sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos, revela a PSP. A …

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …