Estrela chocou com o Sistema Solar há 70.000 anos mas os efeitos ainda perduram

Michael Osadciw / University of Rochester

A estrela de Scholz chocou com o nosso Sistema Solar há 70.000 anos atrás. Ao contrário do que os cientistas pensavam, os efeitos dessa passagem ainda se fazem sentir atualmente.

Há 70.000 anos atrás, quando os humanos migraram para fora da África, uma estrela passou pelo nosso Sistema Solar. É conhecida como a estrela de Scholz e tem apenas 9% da massa do Sol.

Em 2015, quando os astrónomos descobriram que essa estrela havia passado por nós, assumiram que essa passagem não teria tido efeitos sobre o Sistema Solar. Mas os investigadores mostraram agora que não é bem assim: na verdade, ainda podemos ver o impacto dessa visita atualmente.

De acordo com um estudo da Universidade Complutense de Madrid, alguns objetos distantes no nosso Sistema Solar carregam a marca gravitacional do sobrevoo dessa pequena estrela.

A equipa, liderada pelo investigador Carlos de la Fuente Marcos, analisou 339 corpos conhecidos do sistema solar com órbitas hiperbólicas, ou seja, órbitas em forma de V, em vez de circulares ou elípticas.

Objetos em órbitas hiperbólicas podem, teoricamente, ter vindo do espaço interestelar, como Oumuamua, o primeiro visitante do nosso sistema solar. Mas também podem ser objetos nativos do nosso próprio Sistema Solar que adquiriram órbitas estranhas através de interações gravitacionais com o Sol ou com algum planeta.

Os objetos da nuvem de Oort, um anel gelado que abriga biliões de cometas, podem até ter as órbitas “perturbadas” pelo disco da Via Láctea ou por estrelas errantes que se aproximam demasiado deles.

Os investigadores utilizaram simulações numéricas para calcular os radiantes, ou as posições no céu a partir das quais todos os objetos hiperbólicos parecem vir. E chegaram à conclusão de que várias dúzias deles não estavam exatamente onde esperavam.

“Seria de se esperar que as posições fossem distribuídas uniformemente no céu, particularmente se esses objetos viessem da nuvem de Oort. No entanto, o que encontramos foi muito diferente: um acúmulo estatisticamente significativo de radiantes”, disse Marcos, em comunicado.

“A pronunciada superdensidade parece projetada na direção da constelação de Gémeos, o que se encaixa na passagem próxima da estrela de Scholz”, acrescentou o principal autor do estudo, publicado na Monthly Notices da Royal Astronomical Society: Letters.

Dado que o Oumuamua não está no grupo de Gémeos, o objeto bizarro em causa parece realmente ter vindo de outro sistema estelar. Os investigadores também notaram que outros oito corpos podem ser intrusos interestelares, incluindo o cometa ISON, que passou próximo do Sol, em novembro de 2013.

“Por exemplo, o radiante do famoso asteróide interestelar Oumuamua é encontrado na constelação de Lyra, muito distante de Gémeos, e portanto não faz parte do excesso de densidade detectado”, explica o astrónomo espanhol.

De la Fuente Marcos acredita que novos estudos e observações confirmarão a ideia de que uma estrela passou muito perto de nós, num período relativamente recente.

Actualmente, o minúsculo objeto pouco brilhante, a estrela Scholz, está a aproximadamente 20 anos-luz de distância. Os astrónomos acreditam que é muito provável que, há 70.000 anos, os nossos ancestrais tivessem tido a oportunidade de contemplar sua luz fraca e avermelhada durante a noite.

Mas o que não viram, de certeza, foi a sua companheira minúscula em órbita – uma estrela anã castanha em torno de dois terços da massa da estrela de Scholz.

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Dizerem que uma órbitra hiperbólica é em forma de “V” é uma descrição infeliz e grosseira. É o mesmo que dizer que uma órbitra elíptica é em forma de “O” e uma parabólica é em forma de “U”!

  2. Mano, nada disso faz o menor sentido, é como se os cientistas estivessem carentes de novas descobertas, e começaram a inventar ladainhas.

RESPONDER

Cientistas obrigados rebatizar dezenas de genes humanos por causa do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é parecida com fogo florestal, não com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …

Fair-play financeiro. UEFA mantém restrições ao FC Porto

A UEFA informou, esta sexta-feira, que o FC Porto "cumpriu parcialmente as metas estabelecidas para a época 2019/20" a nível do fair-play financeiro e que vai manter as restrições impostas ao clube azul e branco. "O …

Procuradora-geral de Nova Iorque quer dissolver NRA após investigação de fraude

A procuradora-geral de Nova Iorque anunciou, esta quinta-feira, ter movido um processo judicial contra a National Rifle Association (NRA), depois de uma investigação que mostra que os seus dirigentes desviaram milhões de dólares para benefício …

MP abre inquérito sobre surto em lar de Reguengos de Monsaraz

O Ministério Público (MP) instaurou um inquérito sobre o surto de covid-19 num lar em Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora, que já provocou 18 mortos. Questionada pela agência Lusa, a Procuradoria-Geral da República (PGR) …

Ciclista Fabio Jakobsen já saiu do coma induzido

O ciclista holandês saiu do coma induzido, dois dias depois de uma violenta queda na primeira etapa do Tour da Polónia, que o deixou em estado grave e obrigou a uma cirurgia de cinco horas. "Temos …

Explosão em Beirute equivalente a várias centenas de toneladas de TNT, dizem especialistas

A explosão no porto de Beirute, que na terça-feira matou mais de cem pessoas e deixou milhares de outras feridas, terá sido desencadeada por 2.750 toneladas de nitrato de amónio. Segundo especialistas, foi o equivalente …