Estrela chocou com o Sistema Solar há 70.000 anos mas os efeitos ainda perduram

Michael Osadciw / University of Rochester

A estrela de Scholz chocou com o nosso Sistema Solar há 70.000 anos atrás. Ao contrário do que os cientistas pensavam, os efeitos dessa passagem ainda se fazem sentir atualmente.

Há 70.000 anos atrás, quando os humanos migraram para fora da África, uma estrela passou pelo nosso Sistema Solar. É conhecida como a estrela de Scholz e tem apenas 9% da massa do Sol.

Em 2015, quando os astrónomos descobriram que essa estrela havia passado por nós, assumiram que essa passagem não teria tido efeitos sobre o Sistema Solar. Mas os investigadores mostraram agora que não é bem assim: na verdade, ainda podemos ver o impacto dessa visita atualmente.

De acordo com um estudo da Universidade Complutense de Madrid, alguns objetos distantes no nosso Sistema Solar carregam a marca gravitacional do sobrevoo dessa pequena estrela.

A equipa, liderada pelo investigador Carlos de la Fuente Marcos, analisou 339 corpos conhecidos do sistema solar com órbitas hiperbólicas, ou seja, órbitas em forma de V, em vez de circulares ou elípticas.

Objetos em órbitas hiperbólicas podem, teoricamente, ter vindo do espaço interestelar, como Oumuamua, o primeiro visitante do nosso sistema solar. Mas também podem ser objetos nativos do nosso próprio Sistema Solar que adquiriram órbitas estranhas através de interações gravitacionais com o Sol ou com algum planeta.

Os objetos da nuvem de Oort, um anel gelado que abriga biliões de cometas, podem até ter as órbitas “perturbadas” pelo disco da Via Láctea ou por estrelas errantes que se aproximam demasiado deles.

Os investigadores utilizaram simulações numéricas para calcular os radiantes, ou as posições no céu a partir das quais todos os objetos hiperbólicos parecem vir. E chegaram à conclusão de que várias dúzias deles não estavam exatamente onde esperavam.

“Seria de se esperar que as posições fossem distribuídas uniformemente no céu, particularmente se esses objetos viessem da nuvem de Oort. No entanto, o que encontramos foi muito diferente: um acúmulo estatisticamente significativo de radiantes”, disse Marcos, em comunicado.

“A pronunciada superdensidade parece projetada na direção da constelação de Gémeos, o que se encaixa na passagem próxima da estrela de Scholz”, acrescentou o principal autor do estudo, publicado na Monthly Notices da Royal Astronomical Society: Letters.

Dado que o Oumuamua não está no grupo de Gémeos, o objeto bizarro em causa parece realmente ter vindo de outro sistema estelar. Os investigadores também notaram que outros oito corpos podem ser intrusos interestelares, incluindo o cometa ISON, que passou próximo do Sol, em novembro de 2013.

“Por exemplo, o radiante do famoso asteróide interestelar Oumuamua é encontrado na constelação de Lyra, muito distante de Gémeos, e portanto não faz parte do excesso de densidade detectado”, explica o astrónomo espanhol.

De la Fuente Marcos acredita que novos estudos e observações confirmarão a ideia de que uma estrela passou muito perto de nós, num período relativamente recente.

Actualmente, o minúsculo objeto pouco brilhante, a estrela Scholz, está a aproximadamente 20 anos-luz de distância. Os astrónomos acreditam que é muito provável que, há 70.000 anos, os nossos ancestrais tivessem tido a oportunidade de contemplar sua luz fraca e avermelhada durante a noite.

Mas o que não viram, de certeza, foi a sua companheira minúscula em órbita – uma estrela anã castanha em torno de dois terços da massa da estrela de Scholz.

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Dizerem que uma órbitra hiperbólica é em forma de “V” é uma descrição infeliz e grosseira. É o mesmo que dizer que uma órbitra elíptica é em forma de “O” e uma parabólica é em forma de “U”!

  2. Mano, nada disso faz o menor sentido, é como se os cientistas estivessem carentes de novas descobertas, e começaram a inventar ladainhas.

RESPONDER

O antigo campo magnético da Lua pode ter servido de "escudo" para atmosfera da Terra

Há 4 mil milhões de anos, a Lua pode ter protegido a atmosfera Terra, através do seu já extinto campo magnético, do Sol, sugere uma nova investigação, levada a cabo por um especialista da agência …

Coloridos e selados. Descobertos no Egito sarcófagos com mais de 2.500 anos

As autoridades egípcias anunciaram esta segunda-feira a descoberta de uma coleção de sarcófagos datados de há mais de 2.500 anos, na zona arqueológica de Sakkara, a sul da cidade do Cairo. Em comunicado, citado pela agência …

Nokia vai criar para a NASA a primeira rede móvel operacional na Lua

O grupo finlandês Nokia vai fabricar para a NASA aquela que será a primeira rede móvel móvel na Lua, como parte de um projeto de base humana permanente da agência espacial norte-americana, foi esta segunda-feira …

Sarkozy acusado de "associação criminosa". Investigação sobre ligações à Líbia continua

Nicolas Sarkozy, o antigo Presidente francês, está a ser acusado de "associação criminosa" como parte de uma investigação sobre o financiamento da sua campanha presidencial de 2007, particularmente acerca dos seus alegados vínculos com o …

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em três milénios

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em quase três milénios, aponta uma nova investigação da Universidade de Massachusetts em Amherst, nos Estados Unidos, e da Universidade de Quebec, no Canadá. As …

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …

Apoio à retoma. Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário até 33% já esta terça-feira

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e dezembro, segundo a alteração ao regime de retoma progressiva de empresas em crise. O …