Estivadores chegaram a acordo para o fim da greve (após 15 horas de reunião)

Steven Governo / Lusa

Estivadores em greve fazem vigília junto ao acesso ao porto de Xabregas, em Lisboa

Estivadores em greve fazem vigília junto ao acesso ao porto de Xabregas, em Lisboa

Os estivadores e os operadores do Porto de Lisboa chegaram a acordo, ao fim de uma reunião de cerca de 15 horas que põe fim à greve.

O acordo alcançado esta sexta-feira à noite, no final de quase 15 horas de reunião, leva à imediata suspensão do pré-aviso de greve dos estivadores e prevê a assinatura, num prazo de 15 dias, de um novo contrato colectivo de trabalho com a Porlis, com um prazo de vigência de seis anos.

Dado que foi confirmado pelo Ministério do Mar, num comunicado onde se assinala que o acordo prevê a redacção de “um novo contrato colectivo de trabalho com base nas matérias acordadas e nas negociações decorridas entre 7 de Janeiro e 4 de Abril”.

Ficou acordado que a empresa de trabalho portuário “não poderá admitir mais trabalhadores, devendo a situação dos atuais ser resolvida desejavelmente no prazo máximo de dois anos”.

Relativamente à admissão de trabalhadores portuários foi também estipulada a admissão de “23 trabalhadores eventuais nos quadros da Empresa de Trabalho Portuário de Lisboa no prazo máximo de seis meses”.

No que respeita à progressão na carreira, foi acordado “um regime misto de progressões automáticas por decurso do tempo e de progressão por mérito com base em critérios objetivos”.

O acordo conseguido entre os estivadores e os operadores do porto de Lisboa constitui “uma solução em que ambas as partes ganham”, assinalou a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, no final da reunião.

“Conseguiu-se uma solução em que ambas as partes ganham, porque quer dizer que voltam ao trabalho e se poderá retomar o crescimento do porto de Lisboa”, disse Ana Paula Vitorino aos jornalistas.

“Problema ultrapassado”

O acordo entre os estivadores e os operadores surge depois de António Costa ter afirmado que o prazo para resolver o problema a bem era precisamente esta sexta-feira, notando que o governo procederia a um “grande esforço negocial” para tentar uma “solução negociada”.

“Há limites para tudo”, disse também o primeiro-ministro, realçando que, no caso de não haver acordo, o governo teria que encontrar outra alternativa como aquela que foi necessária para “a retirada dos contentores retidos”.

António Costa reagiu ao acordo alcançado entre estivadores e concessionários do Porto de Lisboa, dizendo que se trata de “um problema ultrapassado”, a bem da economia do país.

O primeiro-ministro recusa no entanto que tal tenha ficado a dever-se ao facto de ele próprio ter fixado o dia de ontem como data limite para haver um acordo.

“Não teve a ver com o deadline, teve a ver com a vontade das partes e o empenho que todos tiveram em chegar a acordo. Acho que é motivo de felicidade para toda a gente”, realçou o primeiro-ministro, ouvido pela RTP.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Estes comunas deveriam era ir trabalhar para a estiva na Coreia do Norte e então aí é que se veria se a ideologia deles lhes permitiria levantarem a voz contra o Kim-Jong-un ou se pelo contrário obedeceriam cegamente às ordens do ditador, infelizmente por cá têm a liberdade de continuar nos seus postos de trabalho impondo as suas ordens sempre que entendam e não tardarão mais exigências e mais greves.

A Evolução mostra que podemos ser a única forma de vida inteligente no Universo

As reduzidas probabilidades que acompanham a nossa evolução ao longo da história podem ser uma pista que talvez sejamos a única forma de vida inteligente no Universo. Será que estamos sozinhos no Universo? Tudo se resume …

A China está a usar a educação como arma para controlar o Tibete

A China quer obrigar crianças tibetanas a abandonarem as escolas da região e mudarem-se para escolas chinesas. O objetivo, segundo uma especialista, é "tirar o tibetano da criança". A batalha geopolítica entre a China e o …

Revelada explosão violenta no coração de um sistema que alberga um buraco negro

Uma equipa de astrónomos, liderada pela Universidade de Southampton, usou câmaras de última geração para criar um filme com alta taxa de quadros de um sistema com um buraco negro em crescimento e a um …

"É altura de dizer basta". Sporting corta com as claques

O Sporting rescindiu “com efeitos imediatos” os protocolos que celebrou em 31 de julho com a Associação Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI – Associação, anunciou hoje o clube, devido à “escalada de …

Poluição atmosférica associada a abortos espontâneos

Elevados níveis de poluição atmosférica foram associados a abortos espontâneos num estudo feito com mulheres grávidas a viver e trabalhar em Beijing, na China. A China é um dos países que mais sofre com a poluição …

Empresas espanholas dominam obras públicas na ferrovia

As empresas espanholas dominam as obras públicas na ferrovia em Portugal, ascendendo a sua quota a 70%, avança o Expresso na sua edição deste sábado. Para presidente da Associação de Empresas de Construção e Obras …

Cada vez mais mulheres denunciam abusos médicos durante o parto

Um número crescente de mulheres tem vindo a denunciar casos de abuso durante o trabalho de parto. No entanto, pouco está a ser feito para mudar isto. Durante o parto, as mulheres ficam numa posição vulnerável …

Já podemos explorar "Melckmeyd", naufrágio holandês do século XVII

Nas profundezas do Oceano Atlântico, perto da costa da Islândia, encontram-se os destroços de um navio holandês que afundou há 360 anos, no qual agora podemos "mergulhar" graças a uma experiência de realidade virtual. Quando a …

Os furacões podem provocar atividade sísmica tal como um terramoto

Uma equipa de cientistas descobriu um novo fenómeno geofísico no qual furacões ou fortes tempestades podem produzir vibrações no fundo do oceano tão fortes quanto um terramoto de magnitude 3.5. "As tempestades, furacões ou ciclones extratropicais …

Quem anda mais devagar pode envelhecer mais rapidamente

A velocidade a que caminham as pessoas aos 45 anos pode ser um indicador de como é que o cérebro e o corpo envelhecem, revela um novo estudo levado a cabo por uma equipa de …