Este ano já morreram mais mulheres por violência doméstica em Portugal do que no Brasil

Tânia Rêgo / Agência Brasil

Desde o início do ano morreram já nove mulheres assassinadas às mãos de namorados, maridos, ex-companheiros ou outros familiares. Feitas as contas, e em termos proporcionais, Portugal ultrapassa assim o número de crimes de violência doméstica registados no Brasil em igual período.  

De acordo com o Jornal de Notícias, que avançou os números na sua edição desta terça-feira, morreram já nove mulheres desde o início de 2019, valor equivalente a um terço do número total de vítimas registado em todo o ano de 2018. Tendo em conta as estatísticas, 2019 arranca com “números preocupantes”. 

No Brasil, e de acordo com um levantamento feito pelo professor Jefferson Nascimento, da Universidade de São Paulo, morreram 100 mulheres desde o início de 2019. O estudo, divulgado pelo portal Último Segundo e pela Globo, dá conta que a maioria dos casos ocorre ao fim de semana, frisando que os números demonstram uma tendência alarmante.

Fazendo as contas, e tendo em conta a população de cada país, morreram em Portugal 0,9 mulheres por milhão de habitante desde o início do ano, enquanto no Brasil morreram 0,5 mulheres por milhão de habitante – ou seja, Portugal registou quase o dobro de mortes em termos proporcionais e em período homólogo do que o Brasil.

 

Esta tendência parece replicar-se quando os números de Portugal comparados com os dos Estados Unidos. De acordo com Henrique Raposo, comentador da Rádio Renascença, “no contexto de violência doméstica, morrem mais mulheres per capita em Portugal do que nos Estados Unidos”, revelou.

“Acho que só muda quando, nós, portugueses, revisitarmos as narrativas que temos sobre nós”, apontou o comentador, acrescentando que “Portugal não é de brandos costumes, não somos um povo especial, mais brando e mais doce do que os outros”.

“Há uma situação de terrorismo doméstico no país. Morrem mais mulheres de terrorismo doméstico em Portugal do que terrorismo”, notou Elisabete Brasil, da associação União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR), fazendo uma leitura destes números ao jornal i.

O último Relatório Anual de Segurança Interna (RASI), publicado em março do ano passado, revelou que em 2017 apenas 15% das queixas de violência doméstica estiveram-se numa acusação junto do Ministério Público. Os restantes 85% dos casos não chegaram aos tribunais devido a arquivamento ou outro qualquer motivo.

Segundo o mesmo documento, em 2017 foram registadas pelas forças de segurança 26.713 participações por violência doméstica, das quais 22.599 foram contra cônjuge ou análogos. O relatório mostra ainda que nesse ano foram efetuadas cerca de 27 mil avaliações de risco e mais de 20 mil reavaliações.

Relativamente ao nível do risco atribuído na avaliação inicial, lê-se, 22% dos casos foram classificados de risco elevado, 51% de risco médio e 27% de risco baixo.

  SA, ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Esta notícia parece-me falha!
    Estou a viver no Brasil e tem o que eles chamam de Feminicídio.
    TODOS os dias morrem VARIAS mulheres pelas mãos dos companheiros. Tanto que têm varias campanhas em andamento para denuncia etc.
    Não sei onde foram buscar essas vossas estatísticas mas eu duvido que estejam correctas.
    Vi ali em cima… 100 casos no Brasil… isso deve ser a estatística de duas semanas, não acredito que seja sequer de um mês!!

    • Caro leitor,
      A nossa notícia refere com clareza que os dados foram obtidos após “um levantamento feito pelo professor Jefferson Nascimento, da Universidade de São Paulo”, e divulgados pelo portal Último Segundo e pela Globo.
      Portanto, quando diz que “não sabe onde fomos buscar essas vossas estatísticas”, é porque está a comentar sem ter lido a notícia, ou porque leu a frase acima e não a percebeu?
      E se lhe “parece falha” a notícia, e “não acredita” nos dados, pode indicar uma fonte que nos possa então a nós “parecer” menos falha do que a nossa fonte, e em que possamos “acreditar” mais do que na nossa fonte?
      Ou na realidade pressupõe que nós e os nossos leitores devemos “acreditar” mais naquilo em que acredita o senhor, e no que lhe parece a si, do que nas fontes que consultámos?

RESPONDER

Governo quer aliviar impacto da subida do gasóleo nos transportes

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, anunciou que o Governo está disponível para aliviar o impacto da subida do gasóleo nos transportes. A ideia é transversal a todo o espectro do Governo: tanto António …

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

Mesmo que Marcelo dissolva o Parlamento, Costa pode ficar a gerir os fundos europeus

Se o Orçamento do Estado chumbar, o Presidente dissolve o Parlamento, mas mesmo ainda assim, António Costa fica com plenos poderes e pode gerir os fundos europeus. Numa altura em que o Orçamento do Estado ainda …

Em África, as hienas têm um papel importante na prevenção de doenças de saúde pública

Muitas das vezes são temidas, mas as hienas podem ser essenciais não só para a economia como para a saúde pública de um país. Um estudo mostrou a relevância do seu papel numa cidade africana. Num …

Rui Moreira toma hoje posse para terceiro e último mandato no Porto

O independente Rui Moreira toma hoje posse para o terceiro e último mandato como presidente da Câmara Municipal do Porto e, após ter vencido as autárquicas de setembro sem maioria absoluta, estabeleceu um acordo de …

Liga dos Campeões: Benfica à frente do Barcelona, Sporting e FC Porto na Liga Europa

Nesta altura, o Benfica tem mais possibilidades do que o Barcelona de continuar na Liga dos Campeões. Sporting e FC Porto ficariam no terceiro lugar. No dia do início da terceira jornada da fase de grupos …

Em todo o mundo, os lagos estão a mudar drasticamente - mas ainda há uma esperança

As temperaturas dos lagos estão a aumentar e, como tal, a cobertura de gelo que aparece sazonalmente também se está a tornar menor. O fenómeno está a acontecer em todo o mundo. Um estudo, publicado na …

Gás quente proveniente do buraco negro supermassivo no centro do sistema Nest200047

Parecem um vulcão. Os buracos negros emitem "fumo intergaláctico"

Uma equipa de cientistas observou, pela primeira vez, a evolução do gás quente emitido por um buraco negro ativo. A equipa conseguiu observar estas estruturas – que fazem lembrar as correntes de fumo produzidas pelas erupções …

Quem pode suceder a Solskjaer no United? Conte está em cima da mesa, mas CR7 quer Zidane

A onda de maus resultados do United têm posto em causa o técnico Ole Gunner Solskjaer. Conte está interessado, mas Ronaldo quer voltar a ser orientado por Zinedine Zidane. Os recentes maus resultados do Manchester United …

Há 42 anos, andámos "À Boleia pela Galáxia" - e descobrimos a resposta para a vida, o universo e tudo mais

Assinalam-se este mês os 42 anos da série de livros de ficção científica de Douglas Adams. Mais de quatro décadas depois, a história excêntrica continua relevante e a atrair fãs. Muitos filósofos questionaram-se durante séculos sobre …

F.C. Porto 1-0 Milan | Dragão em fúria banaliza italianos

A fúria do Dragão. O relógio marcava o minuto 65. O nulo perdurava, as tentativas portistas em busca da glória eram imensas – no total, 20 remates contra apenas quatro do AC Milan –, assim …