Estados Unidos lançam ciberataque contra sistemas de mísseis do Irão

ovbelov / Canva

Os Estados Unidos lançaram esta semana ciberataques contra sistemas de disparo de mísseis e redes de espionagem iranianas, na sequência do abate de um drone norte-americano pelas forças de Teerão, noticiaram jornais dos EUA.

O presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou no sábado novas sanções, de maior dimensão, contra o Irão, depois de Teerão ter advertido que o mínimo ataque contra o país teria “consequências devastadoras” para os interesses norte-americanos na região.

Segundo o jornal Washington Post, os ciberataques estavam a ser planeados há várias semanas e visam os computadores que controlam os lançamentos de mísseis e de foguetes do Irão. O outro ataque informático visou uma rede de espionagem iraniana encarregada de vigiar a passagem de navios pelo estreito de Ormuz.

O Pentágono recusou-se a fazer qualquer comentários sobre as notícias.

No sábado, Trump admitiu estar a ponderar uma ação militar, depois de ter anunciado um ataque e de o ter cancelado. “O uso da força está sempre em cima da mesa, até resolvermos isto”, avisou, citado pela agência americana AP.

Na quinta-feira, depois da confirmação de que o Irão tinha abatido um drone americano – que, segundo Teerão, violou o espaço aéreo nacional, mas, de acordo com Washington, estava em espaço aéreo internacional –, Donald Trump anunciou, como retaliação, um ataque contra três locais no Irão.

Porém, o ataque foi abortado, à última hora — segundo Trump, para evitar um elevado número de mortos. “Não quero matar 150 iranianos. Não quero matar 150 pessoas de sítio nenhum, a não ser que seja absolutamente necessário”, disse aos jornalistas, à saída da Casa Branca para um fim de semana na residência presidencial de Camp David.

Trump considera que o abate do drone foi “provavelmente intencional”, mas, ao mesmo tempo, considerou “sábia” a decisão anunciada entretanto pela diplomacia de Teerão de não abater um avião militar americano com 38 pessoas a bordo, que terá violado o espaço aéreo iraniano na mesma altura.

O clima de tensão entre o Irão e os Estados Unidos dura há bastante tempo, mas a crispação tem aumentado desde que Donald Trump retirou os EUA, há um ano, do acordo nuclear internacional assinado, em 2015, entre os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança – EUA, Reino Unido, França, Rússia e China (a que se juntou a Alemanha) e o Irão, restaurando sanções devastadoras para a economia iraniana.

Na sexta-feira, os Estados Unidos pediram a realização de uma reunião à porta fechada do Conselho de Segurança das Nações Unidas, para falar sobre os últimos desenvolvimentos relacionados com o Irão, o que deverá acontecer na segunda-feira.

Lusa ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

PS e PSD vão chumbar audição do presidente do Tribunal Constitucional requerida pelo PAN

O PS e o PSD vão votar contra o requerimento do PAN para chamar o presidente do Tribunal Constitucional, João Caupers, à comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, por considerarem que não é competência do parlamento …

Mais 1480 infetados com covid-19 e 50 mortes em Portugal

Nas últimas 24 horas, Portugal registou 50 mortes e 1.480 novos casos de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o boletim epidemiológico da DGS, foram confirmados mais 1.480 novos casos de infeção …

MP abre inquérito a ataque racista a sessão virtual de estudantes do Liceu Camões

O Ministério Público confirmou esta terça-feira a abertura de um inquérito na sequência de uma queixa relativa a ataques racistas e neonazis no âmbito de uma sessão virtual sobre racismo organizada pela associação de estudantes …

Avião com cocaína. "Meninos do coro" e uma dívida de 17 milhões ao Estado herdada do BPN

O avião onde foram encontrados 500 quilos de cocaína está hipotecado ao Estado português devido a uma dívida de 17 milhões de euros à empresa pública Parvalorem. Em causa está um empréstimo feito pelo BPN …

Edite Estrela vai presidir ao grupo de trabalho para a vacinação no Parlamento

O Grupo de Trabalho sobre vacinação vai ser presidido pela deputada socialista Edite Estrela, que fará articulação com secretário-geral da Assembleia da República e os grupos parlamentares. A vice-presidente da Assembleia da República e deputada do …

Regras para as “barrigas de aluguer” continuam sem consenso nos órgãos de ética

O BE e o PAN propõem que a gestante possa desistir de entregar a criança até ao momento do registo ou, no máximo, até 20 dias depois do parto. O assunto já teve um veto …

Autarcas independentes ameaçam criar "partido municipalista"

Os autarcas independentes vão reunir-se, este sábado, para discutir os obstáculos criados pela nova lei eleitoral autárquica. A criação de um "partido municipalista" é uma das opções em cima da mesa. De acordo com o semanário Expresso, …

China "fez pouco" para descobrir origem do coronavírus, revela documento da OMS

Nos primeiros meses do surto, as autoridades chinesas "pouco" fizeram para descobrir as origens do novo coronavírus, que teve origem em Wuhan. A informação é dada a conhecer através de um documento interno da Organização Mundial …

Massa salarial da TAP não vai voltar a aumentar para os níveis de 2019

"Não está previsto um aumento da massa salarial a partir de 2024 para os níveis de 2019", alertou o presidente do conselho de administração da TAP, Miguel Frasquilho. Ouvido esta terça-feira no Parlamento, o presidente do …

Após Boris apresentar desconfinamento, disparou a procura para férias em Portugal

Portugal foi um dos destinos turísticos mais procurados pelos britânicos nas últimas horas, depois de o primeiro-ministro ter anunciado o plano de desconfinamento pensado para Inglaterra. As transportadoras aéreas easyJet e Jet2.com anunciaram, esta terça-feira, ter …