Estado Islâmico prepara ataques em massa à escala do 11 de Setembro

USMil / Wikimedia

Bombeiro americano pede mais colegas no combate ao fogo durante o ataque ao World Trade Center

Bombeiro americano pede mais colegas no combate ao fogo durante o ataque ao World Trade Center

O Estado Islâmico estará a preparar-se para levar a cabo acções terroristas de grande dimensão, capazes de matarem um elevado número de pessoas, como aconteceu nos ataques do 11 de Setembro levados a cabo por elementos da Al Qaeda.

Uma ideia que corre entre fontes dos Serviços Secretos norte-americanos, que consideram que o Estado Islâmico estará a equacionar uma mudança estratégica, revela a CNN.

Até agora, o grupo terrorista tem apostado em ataques focados em certos alvos e levados a cabo por bombistas suicidas solitários ou por pequenos grupos de guerrilheiros.

Mas, até perante uma aparente perda de influência nos territórios do Iraque e da Síria, que têm sido recuperados pelos exércitos destes países com a ajuda dos EUA, o Estado Islâmico poderá estar a planear ataques como os levados a cabo pela Al Qaeda contra aviões comerciais.

Na ideia dos jihadistas estarão nomeadamente as famigeradas acções suicidas do 11 de Setembro contra as Torres do World Trade Center, em Nova Iorque.

“Eles estão a levar muitos novos recrutas que não têm tempo para treinar, que não foram ensinados nos seus sistemas, e estão a usá-los para preparar o tipo de vítimas em massa que suscitam a atenção dos média“, explica o general e analista militar Mark Hertling em declarações à CNN.

“Isso é exactamente o que querem, mostrar que continuam poderosos”, acrescenta.

No fim desta semana, o porta-voz da Casa Branca Josh Earnest afirmou à comunicação social norte-americana que o Estado Islâmico “perdeu a liberdade de operar em 30% do território do Iraque que dominava no último Verão” e que “perdeu mais de 17 mil quilómetros de território no norte da Síria”.

Neste momento, acredita-se que o Estado Islâmico terá entre 20 mil a 30 mil combatentes.

SV, ZAP

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. que pena não virem a portugal fazer uma limpeza na assembleia da republica visto sermos um povo covarde e por mim podem levar também o presidente da republica como souvenir, somos aliados dos países contra o terrorismo, espero que um dia destes se lembrem de nós.

  2. Uma andorinha não faz a primavera?
    Ali atrás um de instintos assassinos pró EI parece gozar de protecção especial no caso de cá virem – varrer deputados da A.R – chegando a denunciar a coligação que integramos e os combate, e a desejar que disso de lembrem para cá virem com os seus instintos ‘killer’, ‘levarem’ a mais alta figura do estado de direito democrático PR como ‘souvenir’ – O mais certo a ser decapitado segundo práticas recentes têem demonstrado para aqueles lados!
    Este tipo de afronta a dois altos orgãos de soberania como a AR e PR do estado de direito democrático revelada pelo conteúdo terrorista, sobranseria, por eventuais ligações, pelos anseios evocados e apelos, são bastante para dar lugar a que o Ministério Público intervenha –
    É ‘coisa’ mais que velada no contexto da notícia.

  3. Se o EI está já a ficar limitado no espaço que controla não há uma força internacional competente par os entalar de vez e limpá-los um a um? Estarão á espera de que progridam para outras zonas e assim dará mais força ao negócio das armas?.

Reservas naturais chinesas salvaram os pandas da extinção (mas "esqueceram-se" dos leopardos)

Uma nova investigação revela que os esforços da China para salvar os pandas gigantes foram bem sucedidos, mas os mesmos falharam na proteção de outros animais que partilham o mesmo habitat, como é o caso …

Comunidade científica critica Trump por dizer que NASA estava "morta"

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou no Twitter que "a NASA estava fechada e morta" até que o próprio fez com que voltasse a funcionar, afirmação que gerou consternação na …

É "bastante provável" que chegue à Europa uma Cybertruck de menores dimensões

É "bastante provável" que uma Cybertruck de menores dimensões venha a ser produzida e chegue depois ao mercado europeu, revelou Elon Musk, CEO da Tesla, empresa que produz estas pickups elétricas. Questionado na rede social …

Mais seis mortos e 131 novos casos em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais seis mortos e 131 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. O número de pessoas internadas é de 366, mais nove …

"Erro" do Instagram favoreceu conteúdo de Trump face ao de Biden

Um "erro" da rede social Instagram favoreceu durante dois meses o conteúdo gerado pela campanha de reeleição do atual Presidente norte-americano, Donald Trump, quando comparado com as publicações de Joe Biden, candidato democrata que está …

Fotografia partilhada nas redes sociais levou à suspensão de alunos nos Estados Unidos

Pelo menos dois alunos da North Paulding High School, no estado da Georgia, dizem ter sido suspensos depois de terem partilhado nas redes sociais uma fotografia na qual é possível ver um corredor da escola repleto …

Estado de Nova Iorque com mais mortes por Covid-19 do que França ou Espanha

Os Estados Unidos registaram 1.252 mortos e 63.913 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os últimos números de casos e óbitos registados devido a Covid-19 …

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …

Ventura anuncia recandidatura ao Chega e só sai do parlamento quando “metade daquela esquerda" sair

André Ventura anunciou esta noite a recandidatura à liderança do Chega, numa cerimónia em Leiria em que disse que só vai sair do parlamento “quando metade daquela esquerda sair”. “Estamos a fazer uma revolução democrática e …

Esqueletos revelam que fosso entre ricos e pobres começou a abrir-se há 6.600 anos

A análise a ossos encontrados numa sepultura na Polónia mostram que o fosse entre ricos e pobres na Europa começou a abrir-se muito antes daquilo que se pensava. O desaparecimento da classe média é um problema …