Estado Islâmico ameaça invadir e governar a Grã-Bretanha pela lei Islâmica

Num novo vídeo que mostra a execução de cinco “espiões”, o grupo extremista Estado Islâmico ameaçou o Reino Unido com uma invasão e chamou  “imbecil” a David Cameron.

O vídeo, divulgado este domingo em sites jihadistas e relatado pelo SITE, o centro norte-americano de vigilância dos sites islamitas, começa com as “confissões” perante a câmara de cinco homens que se dizem originários de Raqa, a capital do auto-proclamado Estado Islâmico na Síria.

Os cinco homens são apresentados por um jihadista, em inglês, como sendo “espiões”.

Em Londres, o ministério dos Negócios Estrangeiros reagiu numa breve declaração afirmando estar “ao corrente do vídeo, cujo conteúdo está a analisar”.

O discurso dos cinco homens não permite identificar o país ou países para os quais eles são acusados de espiar, mas um deles refere a coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, que está a combater o EI no Iraque e na Síria.

A sequência seguinte mostra os cinco homens, vestidos com o fato cor de laranja dos prisioneiros do grupo jihadista, ajoelhados à frente de cinco homens encapuzados, todos vestidos com farda militar e armados com uma pistola.

O homem mascarado endereça a sua mensagem especificamente a David Cameron, a quem chama de “imbecil”, “escravo da Casa Branca” e “mula dos judeus”.

Isto é uma mensagem para David Cameron“, o primeiro-ministro britânico, diz em inglês um dos jihadistas: “É espantoso ouvir hoje que um dirigente insignificante como tu contesta o poder do Estado Islâmico”.

O Reino Unido, que bombardeou as posições do EI no Iraque, está a levar a cabo desde o início de dezembro ataques aéreos na Síria.

O jihadista diz seguidamente que “vamos continuar a fazer a jihad, a guerra santa, a franquear as fronteiras, e um dia invadiremos o vosso território, onde governaremos segundo a Sharia.

“A todos aqueles que querem continuar a lutar sob a bandeira de Cameron: pensam realmente que o vosso Governo se preocupará convosco se caírem nas nossas mãos?”, atirou o jihadista, referindo-se aos cinco homens ajoelhados à sua frente.

“Ou vai abandonar-vos como abandonou estes espiões e os que vieram antes deles?”, acrescentou.

No final do discurso, os cinco homens foram executados com um tiro na cabeça.

O grupo extremista Estado Islâmico, que desde junho de 2014 se apoderou de grandes parcelas dos territórios iraquiano e sírio, tem sistematicamente documentado as suas execuções e muitos atentados com vídeos e uma profusão de imagens para alimentar a sua propaganda.

Mas o grupo está há vários meses sob uma forte pressão militar e procura agora, segundo os especialistas, projetar uma imagem de poder, apesar de na realidade a sua visibilidade mediática ter diminuído.

ZAP / ABr

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. O Daesh vive principalmente disto; da propaganda e publicidade gratuita atravéz de pseudo noticias sempre bombásticas.
    Militarmente acossoado e com uma (in)cultura de violencia quase medieval que pouco adptos atrai, a propraganda é essencial para manter ainda uma ténue chama acessa de um ideal hediondo condenado ao fracasso.

RESPONDER

Sondas espaciais com "cunho" português vão passar perto de Vénus

As sondas espaciais europeias Solar Orbiter e BepiColombo, ambas com tecnologia e ciência portuguesas, vão passar perto de Vénus a 9 e 10 de agosto, respetivamente, anunciou esta segunda-feira a Agência Espacial Europeia (ESA). A passagem …

Elvis Presley terá morrido de doenças genéticas (e não por overdose de medicamentos)

Segundo um novo livro de Sally Hoedel, a morte de Elvis Presley estará, afinal, relacionada com o tratamento para doenças congénitas das quais sofria. O cantor norte-americano, que morreu há quase 44 anos, estava fortemente medicado …

A cidade mais populosa de África está a viver em contra-relógio

Os habitantes da Nigéria, o país mais populoso de África, já estão habituados a contornar as inundações anuais que invadem o país. No entanto, este ano a situação saiu fora do controlo, com o principal …

"Pensávamos que a Casa Branca mandava". Biden sob fogo devido ao fim da proibição dos despejos

A inacção de Joe Biden perante o fim das moratórias que proíbem os despejos durante a pandemia está a ser criticada até dentro do próprio Partido Democrata. A moratória federal aos despejos acabou este sábado, para …

Na ausência de Biles, Sunisa Lee coroou-se rainha da ginástica. É a primeira hmong a ganhar ouro

Sunisa Lee chegou a Tóquio com a missão de ajudar os Estados Unidos a garantir o ouro e de garantir a presença em finais individuais de aparelhos. Com o abandono de Biles, tornou-se a estrela …

Presidente afegão culpa retirada “abrupta” dos EUA pelo rápido avanço dos talibãs

O chefe de Estado afegão prometeu vencer o conflito com as milícias talibãs e os Estados Unidos dizem-se prontos a receber mais milhares de refugiados. O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, prometeu esta segunda-feira vencer o …

42% das pessoas em enfermaria no Hospital de são João têm vacinação completa

No Centro Hospitalar de São João (CHSJ), 42% das pessoas internadas em enfermaria e 15% das internadas em unidades de cuidados intensivos tinham a vacinação completa. Segundo os últimos dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), apenas …

António Oliveira e uma arbitragem "conveniente"

Athletico Paranaense perdeu novamente no Brasileirão e a equipa de arbitragem ajudou os vencedores, queixou-se o treinador português. O Athletico Paranaense, líder do Brasileirão nas primeiras jornadas, está numa fase negativa: apenas uma vitória nas últimas …

André Ventura - Chega

Autárquicas. Chega concorre sozinho a 220 municípios para avaliar o seu "impacto"

André Ventura anunciou esta segunda-feira que o Chega irá concorrer nas eleições autárquicas a “cerca de 220 municípios” do país, sublinhando que o partido vai a votos sozinho para avaliar o seu “impacto”, mas sem …

Ex-guarda nazi julgado aos 100 anos por cumplicidade em assassinatos

Um homem de 100 anos que supostamente serviu como guarda num campo de concentração nazi será julgado em outubro por cumplicidade no assassinato de mais de 3.500 pessoas durante a Segunda Guerra Mundial, informou a …