/

“Esta é a gota de água”. Elon Musk quer tirar sede da Tesla da Califórnia imediatamente

8

O CEO da Tesla, Elon Musk, anunciou este sábado que pretende transferir a sede da empresa, atualmente localizada na cidade de Palo Alto, na Califórnia, para o estado do Texas ou do Nevada por causa das restrições de funcionamento impostas pelas autoridades locais por causa da pandemia de covid-19. 

Na semana passada, as autoridades estatais permitiram a abertura de negócios, mas o condado de Alameda, onde se localiza a fábrica da Tesla, emitiu as suas próprias regras, proibindo todas as empresas não essenciais de operar até ao final de maio.

Honestamente, esta é a gota de água“, escreveu Elon Musk, que é também CEO da Space X, na sua conta pessoal no Twitter. “A Tesla mudará a sua sede e programas futuros para o Texas ou Nevada imediatamente”, disse, reagindo às proibições impostas.

De acordo com o jornal britânico The Independent, Elo Musk disse ainda que a Tesla vai avançar com um processo contra o condado.

“O ‘oficial interino de saúde’ de Alameda, não eleito e ignorante, está a agir contra o governador, Presidente [dos Estados Unidos], as nossas liberdades constitucionais e simplesmente contra o bom senso”, escreveu ainda na mesma rede social.

“A posição do município não nos deixou outra escolha senão tomar medidas legais para garantir que a Tesla e os seus funcionários possam voltar ao trabalho”, referiu a Tesla em comunicado, confirmando a ação judicial. “Entramos com uma ação no dia 9 de maio, pedindo ao tribunal que invalide as ordens do condado na medida em que impeçam a Tesla de retomar as operações”, pode ler-se na mesma nota de imprensa.

Também em comunicado, as autoridades de saúde de Alameda dizem estar a trabalhar em “estrita colaboração” com a equipa da Tesla.

“Tem sido um esforço colaborativo e de boa fé para desenvolver e implementar um plano de segurança que permita a reabertura, protegendo a saúde e o bem-estar dos milhares de funcionários que viajam para o trabalho na fábrica de Tesla”, sustentaram.

Os Estados Unidos registaram 776 mortes causadas pela covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 79.522 o total de óbitos, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

Durante várias semanas, o número diário oscilou entre os mil e 2.500 mortos. Segundo a universidade de Baltimore foram detetados mais de 1,3 milhões de casos nos Estados Unidos, o país que regista o maior número de infetados e de mortes a nível mundial.

  ZAP //

8 Comments

  1. Eu aconselhava-o a ir para a China, tem sido para lá que os políticos ocidentais têm empurrado as nossas empresas ao abrigo da descarada globalização, agora se precisamos de umas simples luvas ou máscaras temos de esperar que os chineses as enviem e não são necessárias normas europeias ou outras para cá entrarem.

  2. Não, para a lua e já! Ele está acima das Leis para os vulgares. Com a sua industria poluente devia de ir para fora do sistema solar

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE