Esquerda quer renacionalizaçao dos CTT. PS pergunta quanto custa

Esta quinta-feira, PCP, BE e PEV defenderam as suas iniciativas de renacionalização dos CTT. Enquanto o PSD e o CDS criticaram a “opção ideológica” da “esquerda radical”, o PS questionou os custos.

PCP, BE e PEV defenderam nesta quinta-feira as suas iniciativas de renacionalização dos CTT, traçando um quadro negro da atual situação e funcionamento da empresa privatizada em bolsa há cinco anos, ainda com o PSD e o CDS-PP no Governo.

Na Assembleia da República, PSD e CDS-PP criticaram a “opção ideológica” da “esquerda radical”, argumentando que o serviço público postal pode ser prestado também por entidades privadas. Já o PS questionou a forma jurídica e processual e também os custos para o erário público da opção da passagem imediata dos CTT para controlo público.

No debate parlamentar estavam em causa os projetos de lei do PCP, pela recuperação do controlo público daquela empresa, do BE, para a nacionalização, e um projeto de resolução de “Os Verdes” visando a reversão da privatização.

O comunista Bruno dias afirmou que “o que as populações, trabalhadores e empresas reclamam é que não se continue nessa atitude de deixar arder para um dia depois se discutir as cinzas”, lamentando a eventual convergência de PS, PSD e CDS para chumbar o projeto de lei.

O deputado do PCP instou o Governo a “ter coragem política para enfrentar os grupos económicos que estão a destruir o serviço postal” e a proceder ao seu “desmantelamento”.

Já Pedro Filipe Soares, do Bloco de Esquerda, classificou a privatização dos CTT como “uma das decisões mais ruinosas tomadas pelo Governo PSD/CDS“, acusando estes partidos de terem “as mãos manchadas”, antes de lamentar a atitude de “logo se vê” do atual executivo socialista.

“Os autores deste negócio não foram ainda capazes de explicar o motivo de tal decisão [privatização]. A gestão privada está a destruir 500 anos de serviço postal em Portugal. A privatização dos CTT trouxe também o recurso a empresas de trabalho temporário, que esta a penalizar os trabalhadores da empresa”, descreveu o ecologista José Luís Ferreira, criticando ainda a distribuição de dividendos superiores ao lucro.

No ano passado, e face a 2017, o lucro dos CTT recuou 28%, para 19,6 milhões de euros, “influenciado pelas indemnizações pagas por rescisão de contratos de trabalho por mútuo acordo”, divulgou a empresa, da qual saíram mais de 400 trabalhadores no âmbito do programa operacional de transformação, em vigor desde novembro de 2017.

André Pinotes Batista, do PS, esclareceu que “não existe qualquer convergência entre PS e PSD/CDS, que privatizaram a empresa”, concordando que existe “gestão criminosa” nos CTT, e perguntou a PCP e BE pela fórmula e quantias necessárias para executar os respetivos projetos de lei de renacionalização dos CTT.

“Até aceito que PCP, BE e PEV não gostem de privados. O que não posso aceitar é que o PS, que o inscreveu [a privatização dos CTT] no memorando de entendimento com a ‘troika’, venha dizer que há uma gestão criminosa. Quer a empresa seja pública ou privada, adapta-se às leis da oferta e da procura. Também fecharam estações quando era pública. O importante é a qualidade do serviço”, disse o democrata-cristão Hélder Amaral.

O social-democrata Paulo Rios afirmou que “a esquerda radical entende que serviço público tem de ser prestado por entidade pública” ou que só assim “há bom serviço publico”, assumindo ir votar contra as propostas em discussão.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Exposição de Joana Vasconcelos em Bilbau foi a 13.ª mais vista no mundo em 2018

A mostra de Joana Vasconcelos, atualmente patente no Museu de Serralves, foi vista em Bilbao por cerca de 649 mil pessoas - uma média de 5.600 por dia. A exposição I'm Your Mirror, de Joana Vasconcelos, …

O melhor professor do mundo é queniano e doa 80% do seu salário

Peter Tabichi é queniano, tem 36 anos e doa 80% do salário para desenvolver a sua comunidade local, numa remota vila no Quénia. Este domingo foi eleito, no Dubai, o melhor professor do mundo. Em Pwani, …

Pentágono autoriza mil milhões de dólares para construção de muro de Trump

O secretário da Defesa interino norte-americano, Patrick Shanahan, anunciou na segunda-feira o desbloqueio de mil milhões de dólares para a construção de um muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México. Shanahan “autorizou o …

Advogados de Rui Pinto recorrem da prisão preventiva

Os advogados de Rui Pinto, colaborador do "Football Leaks", confirmaram esta segunda-feira que vão recorrer da medida de prisão preventiva aplicada sexta-feira ao seu cliente pelo Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa. A decisão de recorrer …

Se a corrida continuar a três, McLaren ameaça deixar a Fórmula 1

A McLaren, a segunda equipa mais antiga da Fórmula 1, ameaça desistir da modalidade caso os regulamentos elaborados para 2021 não a tornem numa competição justa. A visão da Fórmula 1, a modalidade de automobilismo mais …

México quer que rei da Espanha peça perdão pela conquista colonial

Obrador diz que esta é a única forma possível de obter a reconciliação plena entre os países. O pedido foi feito por carta. O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, anunciou ter enviado uma carta ao …

"O Vieira pediu-me para dar uma coça a Francisco J. Marques"

Vítor Catão, diretor desportivo do S. Pedro da Cova, afirmou que o Benfica, através do seu presidente Luís Filipe Vieira, lhe deu 200 mil euros para colocar uma "lapa" no carro de Pinto da Costa, …

"Governo saudita deu a ordem" para matar Khashoggi

Em entrevista ao El Mundo, a namorada do jornalista saudita Jamal Khashoggi afirma que a ordem que determinou a sua morte foi dada pelo Governo da Arábia Saudita. Em entrevista ao diário espanhol El Mundo, a …

Já há água, eletricidade e estradas abertas na cidade da Beira

Começam a ver-se pequenos avanços na Beira, em Moçambique, que inicia o lento caminho da reconstrução, após a passagem do ciclone Idai, que matou pelo menos 446 pessoas e destruiu cerca de 90% dos edifícios …

"Um erro desculpável". Governante sem castigo após violar a Lei no caso dos mirtilos

O Tribunal Constitucional decidiu arquivar o caso das incompatibilidades envolvendo o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, que, durante dois anos, acumulou o cargo com a função de gerente numa empresa …