Esquema de venda de droga na darkweb. Fortuna em bitcoins fica nas mãos do Estado

Pedro e Rita vendiam droga para todo o mundo na darkweb. Agora, a fortuna em bitcoins acabou por ficar nas mãos do Estado.

Pedro, um engenheiro informático, e Rita, uma web designer, montaram um esquema para comprar e vender drogas para todo o mundo. Enquanto que Pedro dominava a informática e todos os esquemas e atalhos da darkweb, Rita era a criadora das páginas que promoviam os produtos.

Durante seis meses o casal atraiu clientes de dezenas de países para onde vendiam haxixe, canábis e drogas sintéticas. Tanto a sofisticação do esquema como os lucros alcançados pelo casal surpreenderam a Polícia Judiciária (PJ) e os procuradores do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), responsáveis pelo inquérito.

Quando foram detidos, em julho de 2017, por tráfico internacional de droga, tinham em sua possa mais de 30 mil euros, enquanto que nas contas da darkweb tinham arrecadado 64,28984671 bitcoins, que à taxa de câmbio alcança quase meio milhão de euros.

De acordo com o Diário de Notícias, o casal ouviu a sentença na semana passada. Pedro assumiu toda a responsabilidade do esquema e livrou Rita de uma pena, tendo sido condenado a seis anos e quatro meses de prisão por tráfico agravado e branqueamento.

Todo o dinheiro apreendido, incluindo a fortuna em bitcoins, reverte agora a favor do Estado. O elevado valor em causa é o maior, até agora, conhecido em Portugal.

“Para a investigação foi uma novidade a forma como trocavam as bitcoins em dinheiro corrente. Causou um grande impacto a pequena fortuna alcançada e todo o esquema de venda de drogas pela darkweb, com pagamentos em bitcoins, e a remessa pelos correios para quase todos os continentes”, referiu um dos investigadores, ao DN.

A darknet, ou darkweb, é o nome dado a uma rede fechada e anónima na Internet em que é praticamente impossível identificar os utilizadores. Nestas redes o IP do utilizador é redirecionado para um servidor fantasma, impossibilitando assim a localização correta.

O casal recebia encomendas de droga de inúmeros clientes, via Internet, em sites em que o pagamento do preço anunciado em euros é automaticamente efetuado por referência da criptomoeda bitcoin.

Os produtos eram colocados dentro de envelopes almofadados, selados em vácuo, sempre camuflados com outras embalagens, como caixas de telemóveis, e enviados pelo correio não só para destinos nacionais como para qualquer país estrangeiro.

O matutino refere ainda que as pesquisas dos investigadores aos dados das Finanças permitir averiguar que Pedro não apresentou quaisquer rendimentos à administração fiscal desde o ano de 2012 até 2017 e teve uma vantagem de atividade criminosa no valor total de 94 672,22 euros e 61,985681 bitcoins.

Por sua vez, Rita declarou rendimentos entre o ano de 2012 e 2015 em sede de IRS, sendo apurado como valores incongruentes e vantagem da atividade criminosa um total de 51 406,87 euros, mais cerca de três bitcoins (à taxa de domingo, mais de 18 mil euros).

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

588 condecorações, 17 vetos e 16 visitas de Estado. Os números de Marcelo e um aviso para o último mandato

Marcelo Rebelo de Sousa foi eleito Presidente da República há quatro anos, conseguindo arrecadar 52% dos votos dos portugueses. Desde então, atribuiu mais de 500 condecorações, vetou 17 leis e fez 16 visitas de Estado.  …

"Rúbenball", quatro expulsos e lenços brancos. Sporting cai com estrondo em Braga

O Sporting caiu nas meias-finais da Allianz Cup, num jogo que terminou com quatro expulsões. Uma entrada dura de Mathieu despoletou uma enorme confusão dentro de campo. O Sporting de Braga está na final da Allianz …

Luanda Leaks. Administradores não executivos da NOS chamados pelo Comité de Ética

O Comité de Ética e a Comissão de Governo Societário da NOS decidiu chamar os três administradores não executivos da operadora citados no escândalo Luanda Leaks. Esta decisão foi tomada antes de uma reunião do …

"Ataque contra a imprensa livre." Justiça brasileira acusa jornalista Glenn Greenwald de cometer cibercrimes

O Ministério Público Federal acusou o jornalista Glenn Greenwald por "auxiliar, orientar e incentivar" um grupo de hackers que acedeu aos telemóveis do ex-juiz e ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e dos …

United faz nova proposta por Bruno Fernandes. Saída pode ficar fechada esta quarta-feira

Sporting e Manchester United retomaram as negociações por Bruno Fernandes esta semana, podendo a saída do médio dos leões ser confirmada ainda esta quarta-feira, segundo escreve o desportivo A Bola. De acordo com o jornal, …

Portugal tem de ser "implacável" no combate à corrupção, diz Santos Silva

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, assegurou na terça-feira que o Governo vai continuar a aprofundar a cooperação com Angola, a respeitar a independência judicial e "não ser precipitado a tirar conclusões", após as …

Ministério das Finanças já admite “documento de trabalho” sobre injeção no Novo Banco

Depois de negar ter recebido uma proposta do Banco de Portugal (BdP) com a hipótese de uma injeção final de 1,4 mil milhões no Novo Banco, o Ministério das Finanças, liderado por Mário Centeno, já …

Lobo d'Ávila: "No dia em que quisermos ser um Chega II não seremos o CDS"

O candidato à liderança do CDS Filipe Lobo d’Ávila acha que o partido “não deve cair na tentação” nem cometer o “erro tremendo” de tornar-se num “Chega II”, porque há “um mundo de diferenças” entre …

Em busca da câmara oculta. Cientistas querem voltar a "bombardear" a Grande Pirâmide de Gizé com raios cósmicos

Uma equipa de cientistas quer "bombardear" a Grande Pirâmide de Gizé, no Egito, com raios cósmicos para confirmar a existência de uma câmara interna, detetada numa outra investigação anterior. A informação é avançada pelo portal …

Primo de Sócrates garante que o dinheiro que tinha nas contas era seu

José Paulo Pinto de Sousa, primo de José Sócrates e arguido na Operação Marquês, afirmou ao juiz que era dono do dinheiro que o Ministério Público diz pertencer ao antigo primeiro-ministro, segundo fonte ligada ao …