/

Atlético de Madrid cai na Taça frente a equipa do terceiro escalão (e espanhóis não poupam críticas a Félix)

6

J. Casares / EPA

O Atlético de Madrid foi surpreendido pelo Cultural Leonesa nos 16 avos-de-final da Taça do Rei. A imprensa desportiva espanhola criticou a exibição de João Félix, apesar de o português ter assistido para golo.

O Cultural Leonesa, equipa do terceiro escalão espanhol, protagonizou esta quinta-feira a principal surpresa dos 16 avos-de-final da Taça do Rei de Espanha, ao derrotar o Atlético de Madrid por 2-1, após prolongamento.

Num encontro em que João Félix atuou os 120 minutos pelos madrilenos, o Atlético até deu sinais de que passaria a eliminatória com maior ou menor facilidade, quando se adiantou aos 62 minutos, com um golo de Correa, a passe do jogador português.

Já numa altura em que parecia que o triunfo da equipa da primeira divisão não iria fugir, Castenada empatou num lance de insistência, aos 83 minutos, levando a decisão para prolongamento, período no qual foi mesmo a Leonesa, segunda classificada do grupo 2 da segunda divisão B (terceiro escalão), a voltar a marcar, através de um grande golo de Sergio Benito, aos 108.

Esta eliminação do ‘Atleti’ segue-se às dos também primodivisionários Maiorca e Valladolid, afastados nas terça e quarta-feiras, respetivamente, e Celta de Vigo, Eibar e Bétis, que ‘tombaram’ esta quinta-feira.

Apesar de João Félix ter assistido para golo, a imprensa desportiva espanhola não deixou passar a sua desilusão com a exibição do português.

O jornal AS, embora reconheça a boa movimentação como falso 9 nos primeiros minutos, realçou que o problema era quando os madrilenos perdiam a posse de bola. “Pela negativa, tentou fazer algo bonito e por várias vezes perdeu a posse de bola por não ser prático”, lê-se.

Por sua vez, o jornal MARCA considera inaceitável que Félix não aguente ao máximo os 90 minutos contra o Cultural Leonesa. Embora tenha reconhecido alguns aspetos positivos no seu jogo, reitera que “para o preço que custou exige-se-lhe muito mais”.

Também o Mundo Deportivo não pôde esconder alguns detalhes positivos no seu desempenho, mas salienta que lhe faltou “afinco no último terço”.

  ZAP // Lusa

6 Comments

  1. A grandeza do clube que o formou é tão grande que não param de “crucificar” o miúdo só para tentarem sacudir a água do capote, à semelhança do que fizeram e ainda fazem com o Renato Sanches… A inveja é uma coisa mesmo tramada! Deixem lá o miúdo.. Nem assistiu para o golo da equipa… Mas se não ganham é culpa dele, se ganham, queimam-no e dizem que não jogou nada!? Organizem-se!!!

    • A grandeza do clube é aquele que “visitou” o Citius por mão alheia??! Não é a grandeza, é impunidade!!
      O miúdo é fraco; Muito fraco! Ninguém “engole” que custou o que custou salvo quem tiver “palas”.
      Negociatas useiras e vezeiras entre Presidentes que também são empreiteiros e por aqui me fico!!
      Só “engole” quem quer!

      • Deves ser do único clube português, para além do Boavista, que foi castigado com perda de pontos por corrupção comprovada… e nem recorreu (FCP; ou do sua sucursal SCP)

  2. Sacudir a água do capote?!
    Tu percebes o que escreveste?! Quem o critica não sacode a água do capote, pois não o vendeu!!!
    Sacudir era se fosse o benfica a criticar; Os que o criticam forama queles- como eu – que diizem que ele é banalissimo e que em Espanha ninguém “ia abrir as pernas”. Apenas a constatação de um facto que era visível para quem vê o que estava à vista!
    Tu é que “sacudiste” e não te apercebeste bem o quê!!|!!
    Haja paciência!

  3. Continuam a vender gato por Lebre…
    O querido clube do Regime, faz tudo e ainda sobra tempo… O estado paga bem á comunicação social com os impostos dos Portugueses para promoveram os bandidos e caloteiros da Capital.

  4. Os espanhóis devem estar neste momento a imaginar como foram ludibriados com tal negócio de 120 milhões, género conto do vigário!.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.