Espanha é o único país a progredir, diz Lagarde

WEF / Wikimedia

Christine Lagarde, Diretora do FMI

Christine Lagarde, Diretora do FMI

A Espanha é o único país da zona euro a progredir devido às reformas estruturais que começam a dar resultados, disse a diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), apelando aos outros Estados que “passem das palavras aos atos”.

“O único país que progride, apesar de não ser suficiente” para absorver a bolsa de desempregados “é a Espanha“, afirmou Christine Lagarde numa entrevista divulgada esta segunda-feira pela emissora francesa “Radio Classique”.

Questionada se considera que a França está a atrasar-se na aplicação de reformas, a diretora do FMI insistiu que “há que as por em prática e não apenas ficar contente em falar delas”, numa mensagem que serve para “o conjunto da zona euro e não apenas para a França“.

No campo da recuperação económica na Europa, Christine Lagarde considerou que a Alemanha pode fazer mais, com aumentos salariais e maiores investimentos em infraestruturas que estimulem a procura e favoreçam a recuperação no país e no conjunto da zona euro.

“A Alemanha é um dos raros países da zona euro que tem margem orçamental”, comentou Christine Lagarde assinalando também que o Governo de Angela Merkel já prevê um aumento de vencimentos e mais investimentos públicos em vias de transporte, muito embora, para o FMI, Berlim “possa fazer mais no seu próprio interesse”.

Numa outra entrevista ao diário “Les Echos”, Christine Lagarde precisou que a Alemanha poderia dedicar às suas infraestruturas de transporte 0,5 pontos do Produto Interno Bruto anualmente e durante quatro anos, em vez dos 0,2 pontos previstos pelo Executivo de Merkel.

“A Alemanha poderia também contribuir para a recuperação europeia com maior distribuição de salários” porque assim os consumidores alemães “alimentariam” a procura, disse.

Questionada se a zona euro está a efetuar demasiados cortes orçamentais, Lagarde lembrou que, no conjunto, estes países representam 0,3 pontos do Produto Interno Bruto, razão porque defende que “não se pode falar de uma política de excessiva austeridade“.

“O ritmo de redução do défice orçamental parece-nos o adequado em cada país”, disse ao recordar que no Pacto de Estabilidade estão fixados os objetivos de redução do défice e que “há uma certa margem de manobra” para que a Comissão Europeia tenha em conta as reformas que são realizadas.

Ainda à Radio Classique, e sobre a sua continuidade até final do mandato no FMI, Christine Lagarde, vincou a sua “determinação” em cumpri-lo até ao fim, embora esteja acusada na França de “negligência” num caso que deriva da sua responsabilidade enquanto ex-ministra das Finanças daquele país.

“Estou determinada em cumprir o meu mandato até ao fim”, disse à emissora francesa ao salientar também que os 188 países que integram o FMI, através do seu órgão de Governo, lhe renovaram o apoio depois da acusação que lhe foi imputada a 26 de agosto.

Christine Lagarde afirmou mesmo ter recebido “mensagens calorosas” de numerosos chefes de Estado e de Governo, bem como de ministros.

“Se tivesse tido dúvidas da minha capacidade de assumir as minhas obrigações, essas mostras de apoio tinham-nas dissipado”, comentou ao Les Echos, também hoje publicada.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Alegado escritor-fantasma confessa que recebeu pagamentos de Sócrates

Domingos Farinho, alegado escritor-fantasma do livro de José Sócrates "A Confiança no Mundo", confessou que recebeu pagamentos do ex-primeiro-ministro através da RMF Consulting. No requerimento de abertura de instrução que apresentou em janeiro de 2020, o …

Os cavalos perdem quatro dedos no útero

Os cavalos têm apenas um dedo em cada pata, sendo os cascos o equivalente à falange dos nossos dedos médios. No entanto, os seus ancestrais tinham mais dedos em cada pata, variando entre três e …

"Década perdida". Novo Banco com prejuízos de 1.058,8 milhões em 2019

O presidente executivo do Novo Banco disse esta sexta-feira que os últimos dez anos foram uma "década perdida" para a empresa que começou por ser BES e passou em 2014 a Novo Banco, mas …

Estados Unidos assinam acordo de paz com os talibãs no Afeganistão

O presidente norte-americano, Donald Trump, pediu esta sexta-feira aos afegãos para "aproveitar a oportunidade de paz", ao abrigo do acordo de paz que os Estados Unidos vão assinar no sábado com os rebeldes talibãs. A …

Portugal poderá ter um milhão de infetados (e ser decretada quarentena obrigatória)

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, admite que poderá haver um milhão de portugueses infetados pelo Covid-19, 21.000 na semana mais crítica, assegurando que as autoridades de saúde estão a preparar-se para esta possibilidade. “Estamos a …

Descobertos na Sibéria vestígios do Evento de Tunguska, um dos maiores impactos na Terra

Um grupo de investigadores russos que investigam o fenómeno de Tunguska de 1908, o maior impacto terrestre registado na história moderna, descobriu camadas em sedimentos locais que podem conter substâncias de origem extraterrestre. A 30 de …

Exoplaneta gigante pode ter as condições ideais para abrigar vida

Uma equipa de cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, descobriu que o enorme exoplaneta K2-18b - tem duas vezes o tamanho da Terra - pode reunir as condições ideais para abrigar vida. Depois de …

A Terra pode ter uma nova (e temporária) mini-lua

A Terra pode ter um novo vizinho, ainda que temporário. Astrónomos do Catalina Sky Survey, programa financiado pela NASA, acreditam ter identificado um asteróide que ficou preso na gravidade da Terra - pode ser a …

Príncipe italiano vende massa fresca numa roulote nos Estados Unidos

O príncipe italiano Emanuele Filiberto é dono da "Princípe de Veneza", a única roulote que vende massa fresca em Los Angeles, nos Estados Unidos. Harry e Meghan Markle podem bem pôr os olhos neste exemplo de …

Há 140 anos, "choveu" carne nos Estados Unidos (e ainda não se sabe porquê)

Há 140 anos, em 1876, uma quinta no estado norte-americano de Kentucky testemunhou uma "chuva" de carne cuja origem permanece um mistério. Tudo começou quando, em 3 de março de 1876, a mulher do agricultor Allen …